O seu Portal de Bem-estar e Autoconhecimento

Compreendendo os S√≠mbolos Astrol√≥gicos  

Compreendendo os Símbolos Astrológicos


:: Graziella Marraccini ::

Uma internauta que enviou uma pergunta ao nosso portal me estimulou a escrever sobre os símbolos astrológicos. Talvez, compreendendo melhor como eles foram se formando ao longo dos milênios, possamos compreender também seu significado profundo na nossa mente coletiva.

Os s√≠mbolos n√£o s√£o cria√ß√Ķes arbitr√°rias de uma ou de poucas pessoas. Eles s√£o inerentes √† pr√≥pria consci√™ncia coletiva da alma humana e est√£o enraizados em nosso subconsciente naquilo que Jung considerava sendo os Arqu√©tipos. C. G. Jung afirma que o inconsciente humano se encontra, de alguma forma, estratificado em diversas zonas. As mais superficiais, mas nem tanto superficiais assim, correspondem ao inconsciente individual e as mais profundas correspondem ao inconsciente coletivo.

Em minha opini√£o, o Inconsciente Coletivo √© como um enorme banco de dados, um disco r√≠gido onde ficam todas as impress√Ķes da humanidade, desde o in√≠cio dos tempos. Assim, podemos consultar esse banco de dado √† medida que pesquisamos em profundidade um determinado assunto. Nos sonhos, vis√Ķes, √™xtases e devaneios espirituais, podemos ter acesso aos cantos mais profundos do banco de dados desse HD.

A humanidade usou partes desses arqu√©tipos para elaborar as imagens que usamos, por exemplo, nos Arcanos Maiores do Tar√ī. Os Deuses eg√≠pcios, gregos, romanos, etc. tamb√©m s√£o baseados nesses arqu√©tipos. Exemplo: todos esses povos usam s√≠mbolos como um Deus Pai, uma Deusa M√£e, um Deus Filho, uma Deusa sedutora, etc. N√£o importando o nome, seu significado pode ser facilmente compreendido por todos. Faz parte do saber comum.

Os arqu√©tipos impessoais ou mand√°licos (como os c√≠rculos ou outras formas geometricas) representam um fato ps√≠quico aut√īnomo, conhecido por manifesta√ß√Ķes que tendem a se repetir de forma id√™ntica em qualquer lugar do planeta. Essa simbologia √© uma ‚Äėpatente realidade interior ‚Äė (segundo Rudolf Steiner) e constitui um processo fundamental da mente humana, pois se encontra em todas as manifesta√ß√Ķes ps√≠quicas.
Assim, os fatores celestes podem ser interpretados de um modo simb√≥lico: o micro refletindo o macro. Podemos deduzir facilmente que o uso do circulo para representar o Sol, a autoridade, o pai, o marido ou o patr√£o, tem sua simbologia no nosso astro rei, centro e patr√£o do nosso sistema solar. E aquele ponto que √© colocado no centro? O ponto √© o Princ√≠pio de Tudo, o N.¬ļ 1 da Cabala, Keter, do qual tudo se origina. √Č o Esp√≠rito do √Čter, o Shin, descendo √† mat√©ria. O s√≠mbolo da mat√©ria sendo uma cruz. √Č a crucifica√ß√£o do esp√≠rito na encarna√ß√£o evolutiva. Ent√£o vamos analisar:

Sol: Um círculo com um ponto central. Representa o íntimo do homem, seu Eu Superior, é o espírito divino sendo encarnado. Pai.

Lua: Representa a alma, reflexo do espírito divino, representando a percepção, a imaginação e a sensibilidade. Mãe.

Merc√ļrio: Aqui temos reunidos os tr√™s s√≠mbolos b√°sicos: a alma sobre o esp√≠rito dominando o corpo f√≠sico. A alma ainda domina o esp√≠rito e consequentemente a mat√©ria, indicando a imperfei√ß√£o do pensamento humano. Raz√£o.

Vênus: O círculo superior, força do espírito, procura dominar a matéria e vencê-la. Filha.

Marte: A princípio a seta deveria ser indicada como uma cruz inclinada, expressando o domínio dos impulsos físicos e materiais sobre o espírito. Filho.

J√ļpiter: O meio-c√≠rculo (da alma) procura se elevar acima da mat√©ria (cruz). Expans√£o da alma.

Saturno: A matéria (cruz) domina a alma (meio círculo). O corpo material é uma limitação aos anseios de elevação da alma. Limite, carma.

Urano: Dois semicírculos, uma cruz central sobre um círculo. São as duas almas; a divina e a humana se juntam com o corpo para conseguir a expansão espiritual. Alguns astrólogos lembram também que Herschel, o descobridor de Urano, tem em seu nome um H que lembra o símbolo de Urano: será coincidência?

Netuno: Semicírculo (virado para cima) sobre a cruz, indica que a alma está em atitude de recepção das forças espirituais para a sua evolução sobre a matéria.

Plut√£o: √© o esp√≠rito dominando a alma e a mat√©ria. O esp√≠rito (c√≠rculo) est√° acima, dominando a humanidade. Sem d√ļvida nossa meta derradeira.

Terra: √Č o c√≠rculo com a cruz dentro. O s√≠mbolo tamb√©m pode ser um c√≠rculo com um tra√ßo vertical e dois cortes horizontais, um em cima do outro. As vezes, a Terra √© representada tamb√©m com um circulo dominado por uma cruz. Aqui a mat√©ria est√° acima e limita a a√ß√£o do esp√≠rito.

Os signos do zod√≠aco tamb√©m respondem a essas mesmas interpreta√ß√Ķes arquet√≠picas que podemos explicar assim. A observa√ß√£o da din√Ęmica da energia da √°gua nos mostra que tr√™s fatores s√£o caracter√≠sticos dessa a√ß√£o e possuem propriedades particulares:
1- A pressão normal da quantidade do fluxo líquido;
2- A pressão, no caso da aceleração, face aos declives da corrente;
3- A press√£o violenta como conseq√ľ√™ncia da forma√ß√£o de rodamoinhos.

Ent√£o podemos pensar nos Signos como um fluxo de energia fluida, como um rio que corre para o mar:

√Āries: representa o curso d‚Äô√°gua que jorra, se eleva, chega ao auge e se precipita para baixo num movimento cont√≠nuo.

Touro: representa o rodamoinho, permitindo que o homem utilize o potencial da energia gerada.

Gêmeos: é a água canalizada numa direção pela intervenção da engenhosidade humana.

C√Ęncer: representa a eleva√ß√£o da √°gua, os c√≠rculos representando os cubos d‚Äô√°gua como ondas revoltas. Para retirarmos a √°gua do rio, imergimos um recipiente contra o sentido da corrente e ent√£o retiramos a √°gua contra a corrente. C√Ęncer simboliza a retirada da √°gua, seu uso e o retorno da √°gua n√£o usada para dentro da correnteza.

Leão: representa o rodamoinho que se forma no meio da correnteza, com seu ápice de potencial. Se eleva em vórtices para precipitar de novo rio abaixo.

Virgem: representa a diminui√ß√£o da velocidade da correnteza por causa dos obst√°culos encontrados sob a superf√≠cie. √Č a √°gua represada, o estancamento do l√≠quido que, sob a press√£o da corrente, tende a voltar √† superf√≠cie mediante um movimento retr√≥grado.

Libra: representa o equilíbrio hidráulico conseguido com vasos comunicantes. Canalizamos as forças energéticas buscando complementos.

Escorpi√£o: representa o potencial de volume l√≠quido, a press√£o m√°xima da correnteza que, canalizada, n√£o ag√ľenta a press√£o e explode na dire√ß√£o da flecha. √Č como a v√°lvula de uma panela de press√£o.

Sagitário: representa a velocidade com que a água se desloca e sua direção primária. Procura seu destino final, passando por cima dos obstáculos materiais.

Capricórnio: representa uma queda d’água, uma cascata, um lugar alto de onde a água se precipita. Ela gera energia pela força de seu próprio movimento.

Aqu√°rio: representa o aumento de velocidade provocado pela queda, com todo seu potencial de energia. A √°gua est√° revolta, mas j√° procura uma nova estabilidade.

Peixes: representa a mudança de velocidade, porque a direção da corrente mudou pela ação da queda d’água. Essa modificação de curso causa novas turbulências. E o rio continua na direção do mar.

√Č dessa forma que o s√°bio da antig√ľidade sintetizou no curso d‚Äô √°gua as doze modifica√ß√Ķes da energia universal. Podemos assim afirmar que a simbologia astrol√≥gica nos indica do ponto de vista hist√≥rico-evolutivo a pr√≥pria evolu√ß√£o do mundo matem√°tico-f√≠sico. Em nossa personalidade, esses cursos d‚Äô√°gua s√£o as pr√≥prias emo√ß√Ķes e energias que motivam nossas a√ß√Ķes e rea√ß√Ķes.

O astr√≥logo, ao interpretar os significados dos signos e dos planetas, e sua intera√ß√£o, n√£o est√° fazendo nada mais do que ‚Äėinterpretando s√≠mbolos arquet√≠picos‚Äô, usando as leis universais ensinadas pela pr√≥pria observa√ß√£o.

Quanta sabedoria existe nessa simbologia, não é? Cada um de nós pode tentar compreender a sua própria natureza interior na simbologia de seu signo e de seu planeta regente e descobrir assim de que forma pode contribuir para a evolução energético/espiritual de toda a humanidade. Afinal é para isso que serve a Astrologia, não é?

 
 
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology.
Clique aqui e faça seu mapa astral on-line. Atende em seu consultório em São Paulo com hora marcada no horário comercial.
Participe do WORKSHOP DE ASTRO MEDICINA
Para atendimentos e consultas, visite o site pessoal da autora.
Email: info@astrosirius.com.br
 
 

Veja também mais artigos em Astrologia

A tríade da beleza feminina!
Cinco curas para o medo do novo
Nadando no rio de estrelas
Os cinco segredos para a vida plena
 
 

Deixe sua opini√£o sobre este artigo

Gostou?
Imprima este Artigo Envie para um Amigo Outros Artigos desse Autor Adicionar aos Favoritos.
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opini√Ķes expressas neste artigo s√£o da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


 
 
 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 48 ‚Äď CHING ‚Äď O PO√áO
O caminho do sucesso est√° em aumentar as reservas de humanidade e de esperan√ßa, para si mesmo e para os outros. √Č preciso ser ativo e ajudar o pr√≥ximo.


energia
Runas: Talism√£ da Prosperidade
Conquistas financeiras, remoção de obstáculos.


28
Numerologia: Ação
Dia propicio para tomar iniciativas e por seus planos em ação. As coisas iniciadas com a energia desse dia terão continuidade, e certamente irão frutificar a seu tempo.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 
 

+ Lidos na Semana anterior
1. Reprogramar a mente
2. A Oração do Perdão
3. Dezoito apontamentos de esclarecimento consciencial
4. As medidas da sua gostosura!
5. Quando o que liberta prende...
6. O que fazer quando as nossas Verdades Secretas nos incomodam?
7. Carta para um Pai
8. Pais e filhos: como solucionar os conflitos no relacionamento?

 
NOSSO TRABALHO
Quem Somos
Nossa Miss√£o
Cadastro Gratuito
Anuncie no Site
Arquivo
Depoimentos
Colunistas
CATEGORIAS
Almas Gêmeas
Astrologia
Autoajuda
Autoconhecimento
Bem-Estar
Corpo e Mente
Espiritismo
Espiritualidade
Grafologia
Or√°culos
Previs√Ķes
Psicologia
Vidas Passadas
LOJA E Serviços
Clube Profissional
Clube Semestral
Holos
Atendimentos Online
Cursos Online
Eventos
Serviços
Escolas Parceiras
SOBRE O CONTEUDO
Artigos da Semana
Horóscopo Semanal
Blog Di√°rio
Interativos e Or√°culos
Vídeos
 
MUNDO
STUM World
Somos Todos Uno
Siamo Tutti Uno
MAIS
Widgets
Celular 3G
RSS
Tablet
Mapa do Site
M√ļsicas
Ajuda
Descadastrar-se
Voltar ao Topo
© Copyright 2000 - 2015 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade
 
© Copyright 2000 - Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade
 
© Copyright 2000 - 2015 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade