site stats
Categorias: Almas Gêmeas Astrologia Corpo e Mente Espiritualidade Oráculos Psicologia Vidas Passadas

Imprimir
Você está de bem com a vida?  
Você está de bem com a vida?

:: Maria Isabel Carapinha ::

Estar de bem com a vida significa muito, mas muito mais do que ser feliz no aspecto emocional. Estar em prosperidade sempre, ter uma saúde invejável e uma conexão espiritual de dedicação e conexão contínua, significa, sim, eliminar e combater o pior inimigo que podemos ter e que está conosco 100% do tempo: você mesmo! Você pode ser seu maior inimigo quando constantemente tenta procurar aspectos que não estejam totalmente na maneira que desejaria e os potencializa. Podemos ainda dizer, que nestas fases qualquer assunto neutro pode, em segundos, criar em sua mente uma potência negativa.

Estar de bem com a vida significa sentir a harmonia do todo vibrando a cada instante e, na entrega e confiança no Universo, sentir que tudo o que há de melhor sempre virá até você. Isto representa equilíbrio, quando o corpo, mente e espírito se tornam um em vibração. Você então se sente verdadeiro e expressando a cada momento a sua personalidade, caminhando rumo ao seu propósito neste mundo. Por vezes, achamos que as pessoas ao nosso redor não correspondem às nossas expectativas e desejos quando, na realidade, se a transformação partir de nós, o todo de imediato se modificará.

Você se torna seu inimigo quando procura desenfreadamente por aspectos em sua vida que não se encontram na plenitude. E o mais duro e difícil de curar é quando entregamos o poder de nossa vida aos outros e encontramos assim a razão de nossa infelicidade. Você é, e sempre deverá ser para si mesmo, a pessoa mais importante do mundo, deve se amar em primeiro lugar, reconhecer o ser competente e divino que é, entender que a vida tem um propósito e que quanto mais longe nos encontramos da vibração da reclamação e da lamúria contínua conectada sempre a pensamentos e emoções negativas, mais próximos estaremos de nossa realização pessoal.

A vida algumas vezes nos coloca em situações difíceis, que devem ser encaradas sempre como oportunidades para nos colocarmos no caminho correto novamente. Não importa quando ou como isto veio a acontecer, mas temos, sim, que ter a certeza que o equilíbrio precisa ser reestabelecido e que nunca somos vítimas de nada, isso significa transmutar e crescer. Quando você descobre a si mesmo, eliminando seus bloqueios energéticos e equilibrando suas frequências vibracionais, consequentemente, conhece o papel que desempenha na criação do seu destino, assim, você realmente se encontra.

Há tempos atrás, atendi um moço que havia perdido a fala por conta de uma séria doença desenvolvida em suas cordas vocais; era algo irreversível e que fez com que ele perdesse o rumo da vida.
Iniciei o atendimento com a Mesa Radiônica acalmando-o e tentando mostrar que, por pior que pudesse ser a situação, uma saída sempre haveria e que isso não havia acontecido por acaso em sua vida. Eliminei, ainda na Mesa, todos os bloqueios e vibrações negativas criadas no período da descoberta da doença e na situação gerada para frente.

A esposa o estava acompanhando e pedi a ela, como conhecedora da linguagem dos sinais, que fosse minha intérprete e me traduzisse detalhadamente a história que havia se passado na vida de seu marido, antes e depois da doença.
Pedi que somente traduzisse e não colocasse comentários ou palavras suas na história que o marido iria narrar, expliquei que precisava detectar energeticamente todas as emoções e frustrações contidas na história.

Ele, então, começou a narrar a história dizendo ser um advogado mal-sucedido e não suportava defender casos que não acreditava plenamente e que tinha uma enorme dificuldade em falar em público o que, invariavelmente, o levava ao fracasso nas audiências que enfrentava. No escritório em que trabalhava sempre lhe eram encaminhados os piores casos e, a cada dia, mais a convicção da escolha errada de carreira se acentuava em sua mente, além de achar que não havia mais tempo para o recomeço. No auge de toda essa situação de fracasso profissional, havia descoberto a doença e depois do tempo de afastamento e tratamento concluído, fora demitido.

Comecei, então, no equilíbrio energético, pela Mesa Radiônica, a identificar todas as suas potencialidades e lhe coloquei algumas características que até já haviam sido esquecidas que partiram da identificação de um bloqueio energético. Identifiquei um bloqueio quando ele tinha entre dez e onze anos e perguntei o que havia acontecido na época. Ele achou ser muito difícil de lembrar e, de repente, descreveu: foi quando seu pai queimou todos seus desenhos de caricatura que fazia e também seus gibis; uma cena horrível, na frente de todo mundo, dizendo que com aqueles desenhos, ele ridicularizava os outros e que gibis eram o pior tipo de leitura que alguém podia fazer e que o levariam a ficar cada dia mais burro.

Disse que se sentiu chocado e frustrado, ao mesmo tempo, e nunca mais tentou desenhar ou ler algo que não fosse, aos olhos do seu pai, uma boa leitura, mas que isso lhe fizera muito mal, pois sentia aquilo como um dom e divertimento.

Do gancho deste bloqueio e, pelo brilho nos olhos que senti quando contou essa história, senti o quanto ele gostava de desenhar e escrever e lhe sugeri que pensasse na alternativa de voltar a desenhar e, quem sabe, criar história para seus desenhos como um hobby, enquanto não encontrasse nenhuma atividade que lhe preenchesse o tempo, uma vez que se encontrava com muito tempo ocioso.

No resumo da história, hoje ele trabalha em uma editora de livros infantis e escreve histórias incríveis e instrutivas, encontra-se por fim, após uma enorme adversidade da vida, de bem com ela!


Gostou?
Imprima este Artigo Envie para um Amigo Outros Artigos desse Autor Adicionar aos Favoritos.



Maria Isabel Carapinha é colaboradora do site, radiestesista e trabalha também com Feng Shui.
Ministra cursos e faz atendimentos em residências e empresas.
Trabalha também com a mesa radiônica fazendo atendimentos em seu consultório ou à distância.
Visite meu Site e Acompanhe Maria Isabel Carapinha no Facebook
Email: isabelc@uol.com.br

+ Artigos deste autor

De lá para cá será que algo mudou?
De lá para cá será que algo mudou?
Uma luz no fim do túnel
Uma luz no fim do túnel
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.

 

+ Lidos na Semana anterior
1. Vende-se grande amor. Peça já o seu!
2. Seu coração é burro?
3. Aprender a esperar
4. Existe a hora de plantar e existe a hora de colher
5. Chico Xavier e a França
6. Como aceitar as mudanças impostas pelo destino?
7. A Vida pode nos surpreender
8. Sonhos, uma versão de muitas realidades

Atendimentos On-Line
Consulta de Tarô via Skype
Consulta de Tarô via Skype
Consulta de Tarô via e-mail
Consulta de Tarô via e-mail
  Veja Mais

 
 
NOSSO TRABALHO
Quem Somos
Nossa Missão
Cadastro Gratuito
Anuncie no Site
Arquivo
Depoimentos
Colunistas
CATEGORIAS
Almas Gêmeas
Astrologia
Corpo e Mente
Espiritualidade
Oráculos
Psicologia
Vidas Passadas
LOJA E SERVIÇOS
Clube Profissional
Clube Semestral
Holos
Atendimentos Online
Cursos Online
Eventos
Serviços
Escolas Parceiras
SOBRE O CONTEUDO
Artigos publicados
Horóscopo Semanal
Blog Diário
Interativos e Oráculos
 
MUNDO
STUM World
Somos Todos Uno
Siamo Tutti Uno
MAIS
RSS
Tablet
Widgets
Celular 3G
Mapa do Site
Edições anteriores
Músicas
Ajuda
Descadastrar-se
Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS