O seu Portal de Bem-estar e Autoconhecimento

A imagem de Deus  

A imagem de Deus


:: Elisabeth Cavalcante ::

CAP√ćTULO 4 DAS LI√á√ēES DO GUIA

No capítulo quatro do livro “O caminho da auto-transformação, o Guia aborda um dos mais importantes temas a ser trabalhado pelo ser humano: a imagem de Deus.

Esta imagem não se refere a uma pintura ou estátua em que Deus seja retratado mas sim à imagem interior de Deus que cada ser humano carrega dentro de si.

De acordo com o Guia, as crianças experimentam o primeiro conflito com autoridade numa idade bastante precoce. Elas também aprendem, que Deus é a mais alta autoridade.

Portanto, não é surpreendente que as crianças projetem a sua experiência subjetiva com autoridade sobre a imagem a respeito de Deus. Uma imagem é formada e o que quer que a criança e, mais tarde o adulto, relacione com autoridade, a atitude dele ou dela para com Deus, será, muito provavelmente, colorida e influenciada por esta relação.

Crianças experimentam todas as formas de autoridade. Quando são proibidas de fazer algo de que gostam muito, elas experimentam autoridade como algo hostil. Quando a autoridade dos pais é indulgente com a criança, autoridade para ela será sentida como algo benigno.

Quando h√° predomin√Ęncia de um tipo de autoridade na inf√Ęncia, a rea√ß√£o a ela vir√° a ser a atitude inconsciente para com Deus. Em muitas circunst√Ęncias, entretanto, as crian√ßas experimentam uma mistura de ambas. Ent√£o, a combina√ß√£o destes dois tipos de autoridade formar√° a sua imagem a respeito de Deus.

O grau em que uma crian√ßa experimenta medo e frustra√ß√£o ser√° o mesmo grau de medo e frustra√ß√£o que ela inconscientemente sentir√° com rela√ß√£o a Deus. Ent√£o Deus ser√° visto com punitivo e severo, freq√ľentemente at√© mesmo como uma for√ßa injusta e desleal, com a qual uma pessoa deve lutar.

De acordo com o Guia, no trabalho do Caminho somos convidados a encontrar as rea√ß√Ķes emocionais que n√£o correspondem a todos os nossos conceitos conscientes. Quanto menos conceitos inconscientes coincidirem com aqueles conscientes, maior ser√° o choque quando a pessoa compreende a discrep√Ęncia.

Todos estamos fadados a encontrar injusti√ßa humana no curso da nossa vida, tanto na inf√Ęncia quanto na idade adulta. Se estas injusti√ßas s√£o perpetradas por pessoas que ocupam posi√ß√£o de autoridade, e s√£o, portanto, inconscientemente associadas com Deus, a cren√ßa inconsciente na severa injusti√ßa de Deus √© fortalecida.

Tais experiências também intensificam o medo de Deus. Tudo isto forma uma imagem que, se melhor analisada, faz de Deus um monstro. Esse Deus, vivendo na sua mente inconsciente é realmente mais do que um Satã.

A sua alma está impregnada com similares conceitos errados? Se e quando um ser humano no seu processo de desenvolvimento se torna consciente de tal impressão, ele não entende que este conceito de Deus é falso e que Deus não é aquilo que é experimentado na psique. Então a pessoa se retira totalmente de Deus, não querendo a parte do monstro descoberto, pairando sobre a sua mente.

Isto √©, muitas vezes, a verdadeira raz√£o para o ate√≠smo de algumas pessoas. A retirada √© t√£o err√īnea quanto o extremo oposto de temer a um Deus que √© severo, injusto e cruel.

Sabemos que pais excessivamente indulgentes satisfazem todos os caprichos da crian√ßa. Eles n√£o instilam na crian√ßa um senso de responsabilidade. A imagem de Deus resultante de tal condi√ß√£o pode, √† primeira vista, estar mais pr√≥xima de um conceito verdadeiro de Deus ‚Äď bom, am√°vel, indulgente.

Isto induz a personalidade a, inconscientemente, pensar que uma pessoa pode escapar dos olhos de Deus, pode enganar a vida e esquivar-se de sua própria responsabilidade.

Iniciando desse modo, a crian√ßa sentir√° muito menos medo. Mas uma vez que a vida n√£o pode ser enganada, e o seu pr√≥prio plano de vida n√£o pode ser escamoteado, esta atitude errada produzir√° conflitos e ent√£o o medo ser√° gerado por uma rea√ß√£o em cadeia de pensamentos, sentimentos e a√ß√Ķes erradas. Uma confus√£o interior surgir√°, uma vez que a vida real n√£o corresponde √† imagem inconsciente e ao conceito de um Deus indulgente.

Muitas subdivis√Ķes e combina√ß√Ķes destas duas categorias, podem existir numa mesma alma. A imagem n√£o apenas depende do tipo particular de autoridade predominantemente experimentada na inf√Ęncia, mas tamb√©m das caracter√≠sticas que cada entidade espiritual individualmente trouxe para esta vida. Quanto mais a entidade j√° tiver desenvolvido muitos padr√Ķes de encarna√ß√Ķes nessa √°rea, menor ser√° a influ√™ncia da psique.

A imagem do Deus indulgente n√£o √© simplesmente adicionada √† imagem do monstro, mas √© freq√ľentemente uma rea√ß√£o e compensa√ß√£o para o conceito falso. A personalidade deve lutar entre estes dois conceitos, inconscientemente tentando achar qual √© certo, e nunca vencendo a batalha porque ambos os conceitos s√£o falsos.

√Č muito importante encontrar o que a sua imagem de Deus √©. Esta imagem √© b√°sica e determina todas as outras atitudes, imagens e padr√Ķes por toda a sua vida.

A sua imagem de Deus reflete toda a escala entre os dois pólos opostos, - da desesperança e desespero, acreditando que o Universo é injusto -, para a auto-indulgência, rejeição da própria responsabilidade, e a expectativa de que Deus o favorecerá e mimará você. Agora a questão que surge é como dissolver semelhante imagem.

Primeiro voc√™ deve tornar-se plenamente consciente do conceito errado. Embora voc√™ deva estar consciente da imagem em algum grau, voc√™ n√£o consegue reconhecer todas as implica√ß√Ķes, efeitos e influ√™ncias sobre a sua personalidade.

Este deve ser o primeiro passo. Você pode estar consciente de uma imagem, mas muitas vezes você não está consciente de que ela é falsa. Na sua concepção intelectual você está parcialmente convencido que a imagem-conclusão é correta.

Formule o conceito certo. Então estes dois conceitos podem ser comparados. Você precisa constantemente comparar o quanto ainda está desviado emocionalmente do conceito intelectual correto.

Fa√ßa isto calmamente, sem ansiedade ou raiva de si mesmo porque suas emo√ß√Ķes n√£o seguem seus pensamentos t√£o rapidamente quanto voc√™ gostaria.

Compreenda que suas emo√ß√Ķes precisam de tempo para ajustar-se. Enquanto isso, fa√ßa tudo o que estiver em seu poder para dar-lhes a oportunidade de crescer. Isso √© melhor alcan√ßado pela constante observa√ß√£o e compara√ß√£o entre o conceito certo e o errado.

Observe também sua resistência para mudar. O eu sombrio da personalidade humana é muito astuto. Seja sábio com ele.
As emo√ß√Ķes resistentes n√£o se preocupam se o conceito apropriado √© √≥bvio ou n√£o. Em ambos os casos elas encontrar√£o caminhos e significados para tentar esquivar-se de uma mudan√ßa interior de atitude.

Mas tão logo o seu entendimento Intelectual seja alcançado, você deve diferenciar entre os dois tipos de conceitos: aqueles que são óbvios se você pensar a respeito deles e os que requerem entendimento interno, iluminação interior que tem de ser alcançada, de modo a formular o conceito apropriado igualmente em seu intelecto.

O Guia nos ensina que rezar por reconhecimento √© importante. Quando voc√™ reza, observe o qu√£o sinceramente voc√™ deseja a resposta. Voc√™ deve respeitosamente rezar pelo reconhecimento de suas concep√ß√Ķes erradas, mas no interior h√° um bloco de resist√™ncia que voc√™ pode sentir se procur√°-lo.

Ent√£o, finalmente, voc√™ aprende que voc√™ mesmo obstrui a luz e a liberdade, n√£o Deus. Ent√£o voc√™ pode come√ßar arg√ľindo com aquela parte em voc√™ que persiste em ser infantil e irracional.

Finalmente o conceito apropriado de Deus √© percebido, esta √© certamente uma das mais dif√≠ceis conscientiza√ß√Ķes de se alcan√ßar, porque ela √© a mais preciosa. O que quer que voc√™ imagine a esse respeito, √© por a√≠ que voc√™ deve come√ßar.

Se você está convencido de injustiça, então é porque você não pode ver, factualmente, que esta convicção é errada. O remédio é encontrar na sua própria vida, como você tem causado acontecimentos que parecem inteiramente injustos.

Quanto mais voc√™ compreender a for√ßa magn√©tica das imagens e a poderosa for√ßa de todas as correntes psicol√≥gicas inconscientes, melhor voc√™ compreender√° e experimentar√° a verdade destes ensinamentos e profundamente ser√° convencido de que n√£o h√° injusti√ßa. Encontre a causa e o efeito de suas a√ß√Ķes interiores e exteriores.

O Guia nos recorda ainda que se fizermos a metade do esforço que usualmente fazemos para achar as falhas dos outros, para reconhecer nossas próprias falhas, veremos a conexão de nossa própria lei de causa e efeito.

Perceberemos ent√£o que n√£o √© Deus, n√£o s√£o os fatos, n√£o √© um mundo ordenado injustamente, onde temos que sofrer as conseq√ľ√™ncias das imperfei√ß√Ķes de outras pessoas, mas a nossa ignor√Ęncia, nosso medo, nosso orgulho e nosso ego√≠smo, que direta ou indiretamente, causam aquilo que estava distante demais para vir ao nosso encontro sem que o tiv√©ssemos atra√≠do.

A apropriada e construtiva atitude para com nossas pr√≥prias imperfei√ß√Ķes √© a chave para a dissolu√ß√£o deste e de todos os outros c√≠rculos viciosos que devemos cortar.

De acordo com o Guia, Deus √©, entre muitas outras coisas, vida e for√ßa vital. Pense nessa for√ßa vital como uma corrente el√©trica dotada de intelig√™ncia suprema. Esta ‚Äúcorrente el√©trica‚ÄĚ est√° em voc√™, ao redor de voc√™, fora de voc√™. Esta corrente de poder √© um importante aspecto de Deus.

As leis de Deus são feitas de modo a conduzir você finalmente para a luz e a felicidade, não importa o quanto você se desvie delas. O amor da lei, e portanto, de Deus, está também contido no fato de que Ele deixa você se desviar, se você quiser. Que você é feito à imagem e semelhança dele, significa, segundo o Guia, que você é completamente livre para escolher como desejar.

Pense em Deus como o Grande Poder Criador à sua disposição. Por essa razão, não é Deus que é injusto, como o seu inconsciente deve acreditar, mas sim o seu uso errado da corrente de poder à sua disposição.

Tente encontrar onde voc√™ tem abusado dessa corrente de poder e conecte estas inst√Ęncias com as injusti√ßas das quais voc√™ se queixa. Voc√™ n√£o tem id√©ia do que esta descoberta significar√° para voc√™. Quanto maior for a sua resist√™ncia inicial para aceitar isso, maior ser√° a sua vit√≥ria.

Você compreenderá completamente a maravilha da criação dessas leis que deixam você com o poder para criar a sua própria vida da maneira que desejar. Isto lhe dará confiança e o profundo e absoluto conhecimento de que você não tem nada a temer.

Reflita sobre a interpretação mística do Hexagrama I do I Ching, O CRIATIVO:

DEUS √Č O ESP√ćRITO VIVO TODO-PODEROSO, A √öNICA PRESEN√áA, CAUSA, PODER E SUBST√āNCIA. QUANDO VOC√ä SE JUNTA MENTALMENTE A ESSE PODER SUPREMO, ELE SE TORNA ATIVO E POTENTE EM SUA VIDA.

 
 
Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,
Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende no Rio de Janeiro e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com
 
 

Veja também mais artigos em Espiritualidade

Ame sua vida
Por que continuo doente se rezo com fé?
O Tempo do fogo...
Suicídio, surpresas!
 
 

Deixe sua opini√£o sobre este artigo

Gostou?
Imprima este Artigo Envie para um Amigo Outros Artigos desse Autor Adicionar aos Favoritos.
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opini√Ķes expressas neste artigo s√£o da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


 
 
 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 02 ‚Äď KUN - O RECEPTIVO
Aceite, aprecie e desfrute do que lhe for oferecido hoje. Seja flex√≠vel e saiba ouvir e tolerar as pessoas e situa√ß√Ķes.


energia
Runas: Mannaz
Compartilhe, mantenha-se receptivo


2
Numerologia: Diplomacia
√Č um dia para assimilar as experi√™ncias do passado dando tempo para que cres√ßam lentamente, Use a diplomacia, seja paciente, discreto e receptivo √†s id√©ias alheias.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 
 

+ Lidos na Semana anterior
1. Vênus nos Signos
2. A vida que eu queria
3. A s√≠ndrome do `pavio curto¬ī
4. O Signo Ascendente
5. Sequestradores de Alma s√£o: Abusadores emocionais, Psicopatas ou Narcisistas Perversos?
6. 6 medidas pra acordar a sua Diva!
7. A Oração do Perdão
8. Voc√™ reconhece o abuso que sofreu na inf√Ęncia e o impacto na vida adulta?

 
NOSSO TRABALHO
Quem Somos
Nossa Miss√£o
Cadastro Gratuito
Anuncie no Site
Arquivo
Depoimentos
Colunistas
CATEGORIAS
Almas Gêmeas
Astrologia
Autoajuda
Autoconhecimento
Bem-Estar
Corpo e Mente
Espiritismo
Espiritualidade
Grafologia
Or√°culos
Previs√Ķes
Psicologia
Vidas Passadas
LOJA E Serviços
Clube Profissional
Clube Semestral
Holos
Atendimentos Online
Cursos Online
Eventos
Serviços
Escolas Parceiras
SOBRE O CONTEUDO
Artigos da Semana
Horóscopo Semanal
Blog Di√°rio
Interativos e Or√°culos
Vídeos
 
MUNDO
STUM World
Somos Todos Uno
Siamo Tutti Uno
MAIS
Widgets
Celular 3G
RSS
Tablet
Mapa do Site
M√ļsicas
Ajuda
Descadastrar-se
Voltar ao Topo
© Copyright 2000 - 2015 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade
 
© Copyright 2000 - Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade
 
© Copyright 2000 - 2015 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade