Autoconhecimento Almas Gêmeas AutoAjuda Astrologia Bem-Estar Corpo e Mente Espiritualidade Oráculos Psicologia Vidas Passadas


O que você faria por amor?  

O que você faria por amor?


por Sandra Cecília F.de Oliveira

O amor entre duas pessoas está muito além da "nossa compreensão". (de uma música de Djavan)

Assisti a um filme onde duas pessoas se apaixonam e traem por amor. A protagonista do filme mata o ex-marido para libertar o amante da prisão. O filme se chama: "Partir".

Matar, morrer, trair, fugir, tudo pode acontecer quando algumas pessoas amam. E será que elas amam mesmo? O amor na Terra está longe de corresponder à descrição do verdadeiro amor espiritual. No entanto, do jeito delas, elas amam. Querem ter a pessoa pertinho; beijar e fazer parte da vida da pessoa amada. É um frenesi onde o corpo e a alma vibram pela pessoa amada.

A renúncia faz parte do amor verdadeiro. Algumas pessoas renunciam a viver um amor proibido para não trazer infelicidade a pessoas queridas. A felicidade de outrem depende exclusivamente de nós? No entanto, é difícil, conviver com a culpa e com os rastros de uma família destruída. Difícil também conviver com alguém vivendo na mentira e na conveniência da mesmice.

O amor e a paixão podem vir juntos e durar muito, mas muito tempo... ou apenas uma noite. Ou semanas...

Quando viajei para a casa da minha irmã em Natal, andei de bug nas areias de praias lindíssimas. E o dono do bug perguntou: "Com emoção? Ou sem emoção?" Ele se referia à velocidade do bug, o vento no rosto ou, então, mais devagar.

A paixão é o amor "com emoção!" Ressuscita corações aprisionados pelo medo e por uma vida estéril e sem graça. O amor é a paixão com menos intensidade. A intensidade mexe com a adrenalina. Alguns amores começam assim. Os apaixonados vêem pássaros verdes e sentem borboletas no estômago. Nessa fase, o casal fica cheio de coragem para lutar pelos obstáculos. Sentem-se poderosos. Fortes. Unidos pelo destino. Muitos abandonam a família, carreira, tudo para viver esse amor. Acho interessante, porque se apegar ao que não existe mais é medo e apego. Passar por cima dos valores morais pode ser perigoso. Quando a adrenalina acaba o que resta é culpa e desamparo.

Já atendi vários casos em que os apaixonados removeram obstáculos para permanecerem juntos. Alguns permanecem juntos e felizes até hoje. Outros não. A paixão acabou; o remorso veio com força.

Matar a pessoa amada por amor é o cúmulo de uma paixão desenfreada! Isso não é amor, mas obsessão. Doença perigosa que pode atrair espíritos maus desencarnados que incentivam o desfecho trágico como um assassinato, por exemplo. Ciúme doentio não é amor. Desculpa de proteção para uma personalidade insegura e, às vezes, delinqüente. Orgulho e amor não andam juntos. O orgulhoso ama de modo doentio. O narcisista só vê a própria felicidade. O psicopata não ama, mas sabe dissimular. Essas almas acorrentadas por emoções brutalizadas precisarão de várias encarnações para resgatar seus erros.

Amar a pessoa só enquanto ela está com a gente parece muito cômodo, mas essa é a incoerência do amor terreno. Se houver traição ou separação, o amor se transforma em ódio. Prender a pessoa amada através dos laços do egoísmo é perdê-la para sempre. Libertar e deixar ir é a linguagem do amor verdadeiro.

Amar vale a pena quando você se torna melhor do que era antes de viver a paixão. Quando se torna mais doce e bondoso. Quando olha para o céu e se sente grato. Quando sente dentro de si a centelha divina. Esse amor traz felicidade, encanto, tesão e momentos lindos.

Amar sempre valerá a pena! Pense bem no que você faria por amor! Lutar contra obstáculos e continuar juntos é uma vitória! Permanecer juntinho mesmo com uma crise pode ser a promessa de um futuro feliz!

Pense bem no que você faria por amor e no que você não faria. Em primeiro lugar, pense em você! O amor a dois tem regras especiais. Precisa de confiança, troca de afeto e respeito. Amar somente não basta porque, às vezes, é sua vida que está em jogo. O amor não pede sofrimento doentio, mas libertação! Liberte-se de quem lhe acorrenta!

O verdadeiro amor pede decisão e responsabilidade! Viver na caverna do computador por receio de amar é covardia! Saiba a diferença entre a prudência e o medo! A coragem para viver um amor responsável é a pérola das almas sábias! O amor não vive de promessas, mas de atitude!

Texto revisado

 

por Sandra Cecília F.de Oliveira   
Lido 5290 vezes, 169 votos positivos e 8 votos negativos.   
Visite o Site do autor.   
 

Veja também mais artigos em Almas Gêmeas

Reformar, transformar, recomeçar! O Sol está em Escorpião!
Como está sua vida?
Por que sofremos? - Parte 4
Como se Curar Praticando o Autoamor
 
 

Deixe sua opinião sobre este artigo

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprima este Artigo Envie para um Amigo Outros Artigos desse Autor Adicionar aos Favoritos
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
 
 

Energias para Hoje
ernegia
I-Ching:
54 - KUEI MEI – A JOVEM QUE SE CASA
Evite qualquer decisão ditada pela paixão.


ernegia
Runas: Tiwaz
Remoção de obstáculos, vitória através de lutas.


24
Numerologia: Equilíbrio
Procure estabelecer um ritmo harmônico em sua vida, evite precipitações e correrias e arrume tempo para dedicar-se aos que ama dialogue, faça trocas pratique a compreensão.


Louise Hay fala sobre problemas com Sangue
Representa alegria fluindo livremente pelo corpo. Clique e veja mais!






 
NOSSO TRABALHO
Quem Somos
Nossa Missão
Cadastro Gratuito
Anuncie no Site
Arquivo
Depoimentos
Colunistas
CATEGORIAS
Almas Gêmeas
Astrologia
Autoajuda

Autoconhecimento

Bem-Estar
Corpo e Mente
Espiritualidade
Oráculos
Psicologia
Vidas Passadas
LOJA E SERVIÇOS
Clube Profissional
Clube Semestral
Holos
Atendimentos Online
Cursos Online
Eventos
Serviços
Escolas Parceiras
SOBRE O CONTEUDO
Artigos publicados
Horóscopo Semanal
Blog Diário
Interativos e Oráculos
 
MUNDO
STUM World
Somos Todos Uno
Siamo Tutti Uno
MAIS
RSS
Tablet
Widgets
Celular 3G
Mapa do Site
Edições anteriores
Músicas
Ajuda
Descadastrar-se
Copyright 2000-2014 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS