Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade



 
Home > Autoconhecimento
O que houve em nossas vidas passadas?

por Mauro Kwitko


Mesmo as pessoas que acreditam na Reencarnação - e já são milhões hoje em dia aqui no Ocidente e esse número tende a crescer - ainda têm dificuldade em mudar seu raciocínio de que as coisas começam na infância...

Uma timidez, um medo, uma mágoa, um sentimento de rejeição, uma sensação de solidão, uma raiva, uma fobia, o pânico, são sintomas e transtornos habituais nos pacientes dos consultórios psicoterápicos e, geralmente, o paciente e/ou seus familiares tendem a atribuí-los a fatos da infância, ao pai, à mãe, a uma situação ou circunstância familiar ou, então, não fazem a menor idéia de onde podem ter surgido!

Isso é aceitável, até certo ponto, em pessoas leigas que não lidam profissionalmente com a saúde mental e emocional das pessoas. Mas em profissionais de cura, em psicólogos, psiquiatras, psicoterapeutas, que têm consultório, que dedicam sua vida a atender pacientes, que acreditam na Reencarnação, continuarem a procurar a origem, a causa desses sintomas e transtornos na infância “esquecendo”, em seu consultório, que são reencarnacionistas, é para mim, uma atitude e uma postura difícil de aceitar.

Os profissionais de cura que não acreditam na Reencarnação, tudo bem, mas os reencarnacionistas? É medo da opinião dos colegas? É medo dos Conselhos? Mas não têm medo de sua Consciência, do que esta lhes diz, de estarem negando suas convicções reencarnacionistas? Não sabem que esses sintomas e transtornos têm sua origem em encarnações passadas, que a timidez, o medo, a mágoa, o sentimento de rejeição, o sentimento de abandono, a raiva, as fobias, o pânico, já nascem com a pessoa, estão no seu Espírito, escondem-se lá dentro do Inconsciente e podem ser curadas indo lá, seguindo a orientação do Dr. Sigmund Freud, através da Terapia de Regressão? Até quando os profissionais de cura reencarnacionistas vão continuar se omitindo, se escondendo, evitando assumir sua condição publicamente, perante seus pacientes, seus colegas, seus Conselhos?

Eu venho sendo processado pelo Conselho Regional de Medicina do meu estado, o Rio Grande do Sul, há mais de 10 anos e nunca, em nenhum momento, parei de trabalhar com o que acredito, de divulgar meu trabalho em jornais esotéricos, em revistas espiritualistas, em entrevistas em rádio e TV; jamais parei de ministrar Cursos de Psicoterapia Reencarnacionista e Regressão Terapêutica. Pelo contrário, estou expandindo cada vez mais nosso ideal – a fusão da Psicologia e a Psiquiatria com a Reencarnação – tanto que atualmente já existem Cursos de Formação em Porto Alegre, Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro. E cada vez chegam mais e-mails de outros estados e outros países acenando com a possibilidade de realização do Curso. Temos hoje a Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista (www.abpr.org), com dezenas de sócios. E o processo do CRM contra mim? Sou um vencedor pois nossa alegação é de que pela Constituição Brasileira toda pessoa é livre para fazer o que quiser, desde que não prejudique outra pessoa e a Constituição é a Lei Maior do país, maior do que qualquer Lei de qualquer Conselho, seja de Medicina ou de Psicologia, ou qualquer outro.

Vou colocar aqui alguns casos de pacientes para que os leitores comecem a habituar-se a raciocinar como reencarnacionistas...

O verdadeiro reencarnacionista não vê a infância como o início da vida e sim como a continuação; sabe que uma infância é estruturada pelo Universo segundo Leis: do Retorno, do Merecimento, da Finalidade; sabe que uma família é um agrupamento de Espíritos unidos por cordões energéticos de afinidade ou divergência; sabe que nossos rótulos são das nossas “cascas”, ou seja, um Espírito encarnado é o pai, outro é a mãe, outros são os irmãos e os demais que vão entrando em nossa vida. Mas todos já nascemos com uma personalidade que chamamos de Personalidade Congênita, ou seja, já trazemos características marcantes conosco de nossa longuíssima trajetória anterior a essa vida; sabe que alguns anos de vida não são suficientes para criar uma timidez, um medo, uma mágoa, um sentimento de rejeição, de abandono, uma fobia, um pânico...

Quantos reencarnacionistas se perguntam porque vieram em uma família pobre? E em uma família rica? Porque vieram filhos de seu pai, de sua mãe? Questionam-se de onde vieram suas características marcantes de personalidade? E seus sentimentos inferiores? Quantos profissionais de cura reencarnacionistas estão trabalhando com a Reencarnação EM SEU CONSULTÓRIO? Quantos estão utilizando a Terapia de Regressão, a exemplo de milhares de médicos, psicólogos e psicoterapeutas em todo mundo? O que ouço? “O Conselho não permite...”, “O que meus colegas vão pensar?”, “Eu sou Espírita mas não no consultório...”, e assim por diante. O que é isso? Um medo originado na Inquisição... Ela está acabando e as pessoas ainda têm medo... Eu não tenho!

Estudo de Caso – Paciente do sexo feminino, 32 anos de idade. “Sempre fui muito nervosa... Desde jovem, se vou sair com alguém me vem uma ansiedade, tenho dor de barriga, ânsia de vômito, sinto uma angústia, vem até tosse, falta de ar... Nunca fui traída, mas para mim traição é algo inadmissível, não aceitaria de jeito nenhum! Desde que comecei a namorar vem essa ansiedade... é um medo, não sei de quê... Às vezes, até desmaio. Se me convidam para sair... se toca o celular... Chego a desmarcar, não quero sair, ir a um barzinho, a uma festa... E sou muito ciumenta, se estou namorando alguém, fico sempre suspeitando, desconfiando que possa estar me traindo, que vai me trair...”

PERGUNTA: O que houve com essa pessoa em alguma vida passada? Porque essa ansiedade? E o ciúme, a desconfiança...

Já realizei mais de 5.000 sessões de regressão e posso afirmar: Tudo que é forte vem de encarnações passadas! Uma timidez intensa, um medo bloqueador, uma tendência forte de magoar-se, um sentimento de abandono, de rejeição, de solidão, as fobias, o transtorno do pânico...

As terapias que vão apenas até a infância não conseguem alcançar a origem desses sintomas e transtornos, mas a nossa Psicologia e nossa Psiquiatria não-reencarnacionistas já podem agora expandir seus conceitos, agregar a Reencarnação aos seus métodos diagnósticos e terapêuticos. Essa é a missão da Psicoterapia Reencarnacionista: colaborar na libertação e na evolução dessas Instituições oficiais.

Profissionais de cura reencarnacionistas, os Cursos estão abertos. Entrem no meu site, inscrevam-se e vamos juntos buscar a cura para os doentes, dentro do seu merecimento. Ela está ali pertinho, logo abaixo da linha que divide o Consciente do Inconsciente.

Texto revisado por Cris

Publicado em 10/02/2006



Compartilhe

Autor: Mauro Kwitko   
CURSO DE FORMAÇÃO EM PSICOTERAPIA REENCARNACIONISTA E REGRESSÃO TERAPÊUTICA - Inscrições abertas Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Salvador Informações - www.maurokwitko.com.br
E-mail: mauroabpr@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 54 - KUEI MEI – A JOVEM QUE SE CASA
Evite qualquer decisão ditada pela paixão.


energia
Runas: Tiwaz
Remoção de obstáculos, vitória através de lutas.


24
Numerologia: Equilíbrio
Procure estabelecer um ritmo harmônico em sua vida, evite precipitações e correrias e arrume tempo para dedicar-se aos que ama dialogue, faça trocas pratique a compreensão.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
2. Dicas para melhorar a Energia
3. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
4. 3 venenos extremamente perigosos para o amor!
5. A Oração do Perdão
6. Limão para tratar o Sistema Digestivo
7. As 70 palavras mágicas que começam com P - Parte 2
8. Sobre abuso emocional perverso


 
Voltar ao Topo
Siga-nos
Facebook Twitter Instagram Gogole Plus Youtube
Somos Todos Um é um parceiro do iG Delas
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade