Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade



Home > Autoconhecimento
Mentes Organizadas ou Desorganizadas?

por Márcia Malvazzo Almeida


Espaços desorganizados, mentes desorganizadas! Passamos períodos longos no ambiente de trabalho, mas é nosso lar que traz paz e conforto, se ele não estiver limpo e organizado trará desconforto e uma carga emocional muito pesada, podendo atingir nosso estado físico também. Nossa casa é o nosso local preferido. Afinal, é nela que podemos ficar à vontade. É nela também que estão alguns de nossos segredos e as coisas que gostamos de fazer. Mas será que ela pode dizer algo sobre nossa personalidade?
Nossos espaços fazem parte do nosso “cotidiano psíquico”, eles estão totalmente conectados. A decoração, organização e a disposição dos objetos podem, sim, indicar características da pessoa. Numa casa cujos ambientes são uma bagunça, como: roupas espalhadas pelos cômodos, sapatos jogados na entrada da casa, roupa para lavar jogada num canto do quarto, pratos e talheres acumulados na pia para serem lavados. É claro que esta bagunça é puro reflexo da mente e vida dos moradores.
A bagunça pode comprometer a qualidade de vida de várias maneiras. "Há desde o exemplo clássico de a pessoa não encontrar as chaves, gerando atrasos e mau humor, até casos mais graves, como a perda de documentos e pagamentos em atraso".

"A desorganização de qualquer tipo rouba um bem precioso do ser humano, que é o tempo". Uma casa nada mais é que um espelho do estado da alma da pessoa. É uma grande verdade esse texto: “diga-me com quem andas e te direi quem tu és!”. Para um bom observador,  é muito fácil saber quem uma pessoa é ou como ela está, analisando seu rosto, modo de falar, andar e até o estado dos ambientes de sua casa ou do trabalho.
Tem aquelas casas que são escuras, tristes, sem plantas, flores, animais e cores. Não há espelhos ou fotos. Parece que não há energia ou vida. Provavelmente, os moradores são tristes.

Sua alma está estampada na decoração dos ambientes
Assim como a bagunça pode ser sintoma das mais variadas personalidades ou quadros psicopatológicos, uma casa organizada e alegre também são sintomas de pessoas organizadas sensatas, de bem com a vida, e seguras, pessoas que sabem o que querem e o que fazem. Arrumando a bagunça... Atitudes! 
Na realidade, quando começamos a arrumar nossas coisas, arrumamos nossa mente e levamos nossos sentimentos a uma gradual organização interna, mais rápida ou mais demorada, não importa, o que interessa é que isso nos traz constância, hábitos, calma e força para aliviar as bagunças internas e tomarmos atitudes a partir das organizações que fazemos.
Então, quando começamos a arrumar e organizar os espaços, mesmo que seja um pouco de cada vez, esses pequenos passos nos levam a um caminho de reencontro conosco, com nossa história de vida, a arrumação nos areja a alma, limpamos por fora, limpamos por dentro; não importa o tempo de limpar, de arrumar, mas sim o primeiro passo em direção a uma "arrumação" interna, um rearranjo de idéias e sentimentos, devagar, sem medos, sem cobranças, sem julgamentos, com mente aberta para um reencontro consigo. Essa é uma das várias ferramentas para iniciar uma jornada de reestruturação psíquica e integral. Vamos usar o exemplo da “virada do ano”, muitos falam que já estão deixando para trás o que não serve mais, seja roupa, contas de papel antigas, sapato, livro, pessoas etc., para receber o ano novo esvaziado, pois não dá para o novo entrar se o espaço está cheio. Portanto, a organização dos espaços, seja no trabalho ou em casa, organiza a mente, organiza a vida e reorganiza os sentimentos, trazendo saúde e bem-estar.

Dicas:
Escreva! Um pequeno lápis é melhor que uma grande memória, mesmo que sua memória seja ótima. Anote números de telefone, compromissos, aniversários, listas de compras, coisas para fazer.
Ao fazer uma limpeza, fica uma dica...
Muitas vezes, acabamos jogando fora menos da metade do que deveria, ou porque nos apegamos àquelas coisas inúteis ou porque achamos que servirá para algo um dia no futuro. Você tem itens que só ocupam espaço? Faça uma limpeza com frequência. Outra boa dica para tomar decisões do descarte é fazer essas perguntas para si mesmo: eu preciso disso? Eu realmente gosto disso? Tem alguém que poderia usá-lo mais? Eu sentiria falta se não tivesse? Se acontecer de eu precisar disso, eu posso substituir por algo equivalente facilmente? Não se apegue, descarte o que você não usa!

Faça uma agenda
Faça uma agenda e coloque todas as tarefas nela, e claro, consulte-a todos os dias. Papeizinhos colados na geladeira de tudo quanto é tamanho e cores variadas podem ser úteis Acima de tudo, crie hábitos e rotinas. Muitas pessoas não gostam dessas duas palavras porque acham que escravizam e querem ter liberdade. Porém, o preço dessa liberdade pode ser alto, deixar para resolver tudo na última hora pode acarretar consequências desde a perda da consulta que estava marcada para daqui a um mês até a falta de pagamento do seu cartão, gerando juros enormes.

Materiais Necessários 
Materiais de organização em geral. Papel e caneta, caixas, arquivos, etiquetas e tudo o que for aplicável. Paciência. O hábito de se tornar uma pessoa organizada pode levar algum tempo para ser adquirido. E lembre-se: nem tudo funciona da mesma maneira para todos. Vai levar um pouco de tempo para descobrir o que funciona melhor para você. Tome mais decisões.

Desordem e desorganização frequentemente são o resultado de não se conseguir decidir o que fazer em relação a algo. Tenha um lugar para todas as contas. Abra todas as correspondências imediatamente e elimine todos os envelopes. Guarde apenas a conta em um lugar apropriado. Coloque tudo de volta no lugar imediatamente. Depois de definir onde tudo deve ficar, você precisa adquirir o hábito de colocá-lo de volta assim que terminar de usá-lo.
Não coloque nada em cima da mesa da cozinha ou no sofá e passe para outra coisa, pensando para si mesmo que vai guardar depois. Guarde nos lugares certos, você não vai ter nenhum trabalho quando precisar deles e não vai ficar bagunçado. Crie também o hábito de fazer as coisas imediatamente.
Quando sujar algo, é melhor limpar logo. Quando tirar algo de algum lugar, ponha de volta no mesmo lugar, assim que não estiver mais usando. Deixar para fazer estas coisas depois poderá fazer com que você comece novamente o seu ciclo de desorganização.
Facilite a forma de encontrar e pegar as coisas que você usa com frequência. Ou seja, guarde as coisas que você mais usa em lugares acessíveis. Potes devem ser armazenados perto do fogão, envelopes e material de escritório em uma escrivaninha, removedor de manchas e alvejantes na lavanderia.. (Parece óbvio, mas você ficaria surpreso em saber quantas pessoas simplesmente colocam as coisas "em qualquer lugar" e depois se surpreendem ao ver que fazer qualquer coisa é extremamente difícil). Sempre deixe suas chaves no mesmo lugar. Deixe sempre seu celular no mesmo lugar. Tenha um lugar específico para recarregá-lo. Procure manter os seus espaços funcionais e visualmente limpos, não esqueça que o ambiente em que você vive é geralmente um espelho do seu estado de espírito, ou um fator determinante do mesmo.

Delegue responsabilidades
Delegar as tarefas domésticas e dividir os cuidados da casa é fundamental. Mas saiba que o benefício não é só seu, não. É para toda a família, principalmente para os filhos. “A família é a primeira experiência de relações interpessoais do indivíduo. É onde se aprende a conviver em grupo, respeitando o outro, negociando interesses, trocando afeto e resolvendo conflitos”. Além do mais, é onde também se aprende a cuidar e a manter o ambiente em que se vive, mostrando a importância da colaboração de toda a família para manutenção e organização pois todos usufruem e são responsáveis. 
Ferramentas de incentivo
Aí, é só bolar um plano com as responsabilidades de cada um, por exemplo:

- Incentivar a guardar seus sapatos no armário e a colocarem o pijama na gaveta;
- Recolher e trocar o jornal de xixi do cachorro e servir a ração e a água;
- Lavar e secar a louça;
- Tirar os pratos da mesa depois do jantar;
- Participar da culinária (essa tarefa também pode ser divertida por estarem interagindo, em companhia um do outro); 
- A boa sensação de ajudar e cooperar em grupo vai ter o ambiente confortável. Afinal, casa arrumadinha e limpinha resulta em imediata sensação de bem-estar.

Organize a rotina
Uma forma bem eficaz de controlar a realização das atividades e fazer com que ninguém esqueça dos seus afazeres é montar uma tabela em algum canto da casa, numa lousa, num quadro, uma porta... que seja um lugar de fácil acesso e de grande circulação Assim, ninguém esquece o que tem de fazer.
Pode parecer difícil no começo, com calma, é possível, sim, inserir os novos hábitos para todos. Uma pessoa que vive em um ambiente tranquilo tem liberdade para viver, ser feliz, aprender. Eu acredito que essa seja uma das maiores recompensas da organização. Assuma o controle da sua vida, Isso é um presente de valor inestimável que você pode dar a todos da família.

Organize seu espaço 
Organizado não quer dizer simplesmente "posto em ordem". O objetivo da organização é ser capaz de encontrar, trocar e avaliar os itens rapidamente. Mas a organização também pode ajudar a mantê-los arrumados, fornecendo um sistema rápido e lógico para adicionar e remover as coisas com praticidade, separando tudo em grupos e evitando compras desnecessárias por conta de itens perdidos.

Faça uma coisa de cada vez
A maior parte das pessoas tenta fazer várias coisas ao mesmo tempo. No entanto, estudos demonstram que as mais bem sucedidas fazem somente uma coisa de cada vez, pois sabem que assim gastam menos tempo do que pulando de uma tarefa para outra. Manter o foco em uma única função tem maior poder de concentração, mais rapidez na realização das tarefas cotidianas e menos erros cometidos. É preciso ter disciplina e método.
A verdade, porém, é que executar diferentes tarefas é uma forma ineficiente de lidar com os problemas provocados pelo mau gerenciamento de tempo. Caso precisa parar o que você esta fazendo no momento, aceite. Anote os pensamentos ou idéias importantes que lhe ocorrerem a respeito do trabalho que estiver executando e registre o ponto em que parou. Isso evita o processo de “começa/pára, começa/pára” em que muita gente se enrola o dia inteiro. E não se esqueça que isso é uma das grandes causas da queda de produtividade no trabalho.

Não fique adiando as coisas
A melhor maneira de evitar o hábito de deixar para depois o que pode fazer hoje é subdividir a tarefa de forma que seja possível trabalhar um pouco nela todos os dias. Todos nós procrastinamos de alguma forma. Precisamos perceber quando estamos adiando algo e entender o porquê.
Determinar etapas para administrar e superar o hábito de deixar sempre tudo para depois, é muito importante. 
Agora, reflita e veja quais são as atividades que o afastam das tarefas que você precisa finalizar. Reserve um minuto do seu tempo e faça uma lista das atividades que você prefere realizar quando tem outros compromissos agendados – você poderá aprender algumas coisas interessantes a respeito de si mesmo.
Relaxe: não, não pare de trabalhar duro. Apenas tente ser menos viciado em adrenalina. As pessoas que deliberadamente trabalham sob pressão prosperam na adversidade. Mas esses heroísmos individuais podem não funcionar bem, a pessoa permanece exatamente onde está.

Dicas de Gerenciamento de Tempo e Planejamento
Planeje sua manhã na noite anterior. Separe as roupas que você vai usar, coloque tudo que vai precisar em sua maleta, e junte as roupas de seus filhos, mochilas, sapatos e o que mais precisarem levar para escola. Pense em tudo que vai precisar na manhã seguinte e tenha tudo pronto. Programe poucas tarefas de cada vez e não acumule tarefas importantes em horários próximos. Deixe espaços “em branco” no seu dia, de forma que possa reorganizar as coisas caso ocorram imprevistos.
Revisando
Para saber se você está bem, olhe para sua casa ou tire fotos dos ambientes para descobrir problemas. E se tiver não se preocupe. Tem cura. Basta consertar você!
Feliz Vida Nova!
Texto Revisado

Publicado em 22/06/2017



Compartilhe

Autor: Márcia Malvazzo Almeida   
Psicoterapeuta,Terapeuta Holística, Psicanalista, atende em São Paulo, trabalha com resgate da autoestima e autoconhecimento. Atua na área da Medicina Complementar, participa de Congressos, Seminários. Também Acupunturista, trabalha com Neurolinguística, Florais de Bach, entre outros. Palestrante, escreve para Jornais, Revistas, Newsletter 
E-mail: m.malvazzo@hotmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 52 – KEN – A QUIETUDE
A parada faz parte do caminho. Afaste-se da tensão e acalme-se. Só então será possível retomar a ação.


energia
Runas: Talismã dos Sonhos realizados
Positivismo é o seu milagre! Sonhos também realizam.


25
Numerologia: Espiritualidade
Dedique algum tempo para os assuntos de natureza espiritual, reflita e espere, aperfeiçoe hoje seus planos e idéias para agir amanhã. A energia não é favorável para assinar contratos ou fazer acordos legais.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
2. A Oração do Perdão
3. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
4. Os quatro elementos no mapa astrológico
5. Quer alcançar seus objetivos? Invista em autoconhecimento!
6. Limão para tratar o Sistema Digestivo
7. Meu problema é que sou sincera demais!
8. A quem você deseja agradar?


 
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade