Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade



 
Home > Autoconhecimento
Dependendo do olhar, tudo é amor!

por Flávio Bastos


Estamos, por uma questão cultural - a do sofrimento - condicionados a sentir ou a perceber na experiência humana, mais dor do que amor. No entanto, o predomínio do sofrimento não seria uma decorrência do desconhecimento em relação ao significado profundo do amor?

Meu amigo é um bipolar de nível três, considerado pela psiquiatria como o grau mais alto da bipolaridade que é um transtorno de humor que oscila entre a fase depressiva e a fase eufórica. Ele ingere, diariamente, um coquetel de comprimidos para manter-se razoavelmente equilibrado e não surtar.

Na sua primeira crise, que exigiu internação e início de tratamento químico, ele tinha 41 anos. Passados 14 anos, a sua vida transformou-se significativamente. Não no sentido da perda como estamos, convencionalmente, acostumados a avaliar. Mas no sentido das aprendizagens adquiridas pela própria experiência, pois o diagnóstico de bipolaridade não é um atestado de sofrimento ou de incapacitação.

A sua vida mudou... é evidente! Aposentou-se prematuramente, "perdeu" muitos amigos que se afastaram e ainda teve que adaptar-se a uma nova fase em que foi forçado a administrá-la da melhor maneira possível.

No entanto, apesar do "infortúnio", das vicissitudes e do inevitável envolvimento familiar de esposa e filhos em seu drama pessoal, avalia que hoje a sua família encontra-se mais unida do que antes, porque souberam crescer com a própria experiência e aprenderam que, com o exercício do amor incondicional, podem superar obstáculos antes considerados intransponíveis.

Infortúnio, desgraça, azar... destino? Não, absolutamente, porque a vida é uma consequência de outras vidas associada às experiências atuais de peso, como os efeitos da educação transmitida na infância pelos responsáveis diretos e a liberdade de escolha proporcionada pelo livre arbítrio.

Conformismo com o sofrimento, acomodação? Não, e sim... resignação é o que tenho observado, pois o conceito de sofrimento é muito relativo se considerarmos a afirmação anterior de que a vida não é uma sequência de acontecimentos imprevisíveis e, portanto, alienados pelo fato de não sermos sujeitos da nossa própria história.

Meu amigo possui o seu sistema próprio de valores e de crenças. De nada adiantaria "forçar" uma regressão para tentar encontrar a sintonia de seu problema atual, até porque ele encontra-se em franco crescimento espiritual com a experiência bipolar. E esta sintonia na energia do amor é infinitamente superior a qualquer intervenção no sentido terapêutico.

Sou o seu terapeuta informal em que ele transfere (transferência positiva...) a confiança que não encontrou no pai ausente ou em outra figura masculina referencial de sua infância. Contudo, procuro separar as funções, ou seja, até onde vai a sólida amizade de três décadas e até onde vai a função de terapeuta informal.

O transtorno de humor bipolar, segundo o livro "Porque adoecemos - Princípio para a Medicina da Alma", é uma desarmonia comprometedora do corpo mental inferior e que depende da gravidade do desrespeito aos soberanos códigos das leis divinas. O corpo mental inferior, conforme esse livro, "se expressaria através do pensamento concreto, onde a imaginação é muito pouco solicitada. O valor das coisas dá-se pelo seu conteúdo puramente material. Uma flor é uma flor e nada mais".

E continua: "A mente é o espírito trabalhando no corpo mental inferior. É dito assim, porque o homem comum, que compõe a grande maioria da humanidade, usa muito pouco os atributos do corpo mental superior. O seu interesse, quase sempre, não vai além de sua própria pessoa, estando, especialmente, ligado aos desejos do sexo e da alimentação. Alimentar-se, para ficar forte e não adoecer; ganhar dinheiro, para possuir as coisas que lhe dão prazer; e ser bonito, para conquistar. Tudo ligado ao imediatismo da existência. Pensamento pobre e muito concreto. As abstrações da existência não são ainda percebidas. É o caso do plantador de tomates e do de flores. O primeiro planta para manter a existência, o que lhe é necessário. Mas o segundo é quem embeleza a vida, busca o essencial".

E conclui: "O corpo mental inferior tem várias propriedades extremamente importantes para o desenvolvimento do potencial divino do espírito. Há a necessidade do aprendizado vindo de fora, através dos sentidos. Esses conhecimentos formam a ante-sala do real conhecimento para expressar-se. Há que se formar um campo, um repertório, um ambiente, no qual a essência divina possa fazer-se presente, apossando-se do patrimônio herdado do Divino construtor".

A patologia mental sob o ponto de vista espiritual pode ser chamada de prova ou testagem. Podemos procurar ajuda através de recursos disponíveis como o tratamento químico, a psicoterapia e a regressão, ou mesmo a opção religiosa. No entanto, acima de quaisquer conceito ou auxílio que venha a somar em benefício do paciente, a experiência sempre será única e exclusivamente pessoal. É através dela que chegaremos a um nível de crescimento através do amor vivenciado pelas lições conscientemente assimiladas, ou permaneceremos, indefinidamente, na situação de vítima e na sintonia do sofrimento que não leva a nenhum tipo de crescimento, seja de nível pessoal ou espiritual.

No final de uma experiência traumatizante sob o ponto de vista psicológico, dependendo do "olhar", poderemos encará-la como sofrida e nos conformarmos. Mas poderemos também, resignados, avaliá-la como resultante de um processo de aprendizagens necessárias baseado na oportunidade oferecida pelo amor incondicional que está na essência da criação divina.

Tudo é uma questão de olharmos (ou não...) para dentro de nós mesmos!

Psicanalista Clínico de Orientação Reencarnacionista.
www.flaviobastos.com

Texto revisado por Cris



Compartilhe

Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Publicado em 2/10/2007

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 34 – TA CHUANG – O PODER DO GRANDE
O momento é favorável para tomar atitudes, mas você deve saber usar corretamente o poder de que dispõe. A verdadeira força é a que nunca se afasta do caminho da justiça.


energia
Runas: Perdhro
Ganhos inesperados, revelações agradáveis.


23
Numerologia: Expansão
Bom dia para vendas, propaganda e promoção em qualquer área. Você pode fazer sua própria sorte hoje, permita-se a ousadia e busque vantagens para sua vida. Canalize sabiamente essa energia e atue de modo decisivo.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
2. O que esperar de 2018?
3. Que tipo de amor você merece x qual atrai?
4. A Oração do Perdão
5. Por que há espíritos negativos
6. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
7. Limão para tratar o Sistema Digestivo
8. 3 sinais de que ele não está a fim de você de verdade!


 
Voltar ao Topo
Siga-nos
Facebook Twitter Instagram Gogole Plus Youtube
Somos Todos Um é um parceiro do iG Delas
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade