Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade



6 comportamentos tóxicos que afastam as pessoas  
Home > Autoconhecimento
6 comportamentos tóxicos que afastam as pessoas

por Paula Machado


Certos comportamentos e atitudes são considerados tóxicos porque afastam as pessoas do convívio e podem causar verdadeiros desastres – para os relacionamentos amorosos e interpessoais, para o sucesso professional e, principalmente, para o bem-estar tanto da pessoa que age negativamente quanto de todos ao seu redor.

Quem nunca se arrependeu de uma atitude impensada que causou constrangimento ou acabou com relacionamentos promissores? Ninguém está imune a tropeços como esse, mas algumas pessoas estão mais evoluídas, equilibradas emocionalmente e são mais capazes de compartilhar, unir e agregar, em lugar de afastar as pessoas.

Não importa se seus comportamentos tóxicos são frequentes ou só acontecem muito raramente. É essencial para a sua felicidade e sucesso que você seja capaz de reconhecer quando está se comportando mal, para corrigir a rota e cortar o mal pela raiz.

Os seis comportamentos tóxicos que percebo com mais frequência são

1. Levar tudo para o lado pessoal

É muito difícil se relacionar com as pessoas que acreditam que tudo que acontece ao redor delas representa um ataque direto, pessoal ou, no mínimo, tem a ver com elas. A verdade é que o que as pessoas falam ou como agem reflete muito mais quem elas são do que qualquer julgamento de valor a seu respeito. A reação dos outros a você está relacionada à interpretação da realidade delas – seus filtros, crenças limitantes, perspectivas, feridas do passado e experiências. Independentemente de dizerem que você é fantástica ou acreditarem que você é cheia de falhas – todo o julgamento é sobre elas, na maioria das vezes. Claro que não devemos ser narcisistas, ignorando todo tipo de feedback que vem do outro. Felizmente é relativamente fácil identificar quem diz algo para contribuir e quem diz algo para destruir ou causar dor. Muitas das mágoas, desapontamentos, frustrações e tristezas em nossas vidas é decorrência de levarmos as coisas para o lado pessoal. É muito mais produtivo e saudável desapegar da opinião positiva ou negativa do outro a seu respeito e permitir que o seu coração, intuição e sabedoria interna guiem suas atitudes.

2. Agir como se você sempre fosse a vítima

As queixas contínuas e ininterruptas alimentam nosso senso de vitimização. Acreditar que você é uma vítima, que não tem poder e controle sobre o direcionamento da própria vida impede a construção de uma vida plena, na qual você se responsabiliza por quem é e pelo que lhe acontece de bom e de ruim. Todos temos acesso a muito mais poder, autoridade e influência sobre nossas próprias vidas do que acreditamos a princípio. Quando você decide parar de queixas, recusar a se perceber como uma vítima do destino e escolhe aceitar a realidade como ela é, compreende que tem muito mais poder interno do que acreditava antes.

3. Nutrir pensamentos negativos obsessivos

É muito difícil ficar ao lado de pessoas que teimam em não abrir mão da negatividade, ao descreverem em detalhes, incessantemente, sobre as coisas terríveis que aconteceram ou poderiam acontecer a elas, as injustiças da vida e tudo que elas tiveram que suportar. Teimosamente, essas pessoas recusam ver o lado positivo da vida e as lições positivas dos acontecimentos. Pessimismo é algo a que estamos todos susceptíveis ocasionalmente, mas permanecer perpetuamente trancado em pensamentos negativos é bem diferente. A boa notícia é que ver apenas o lado negativo e funcionar de um ponto de vista de que tudo está contra você é apenas uma das maneiras de pensar e viver – e você pode mudar isso, se desejar viver melhor.

4. Falta de autocontrole emocional

A falta de habilidade em lidar com as próprias emoções é muito perturbadora. Todos conhecemos pessoas que explodem de raiva ou se debulham em lágrimas ante o menor problema. Gritar na fila do banco, xingar um empregado por causa de um erro involuntário, ou perder a paciência com o filho pequeno que derramou suco no chão são comportamentos inadequados, que demonstram baixa inteligência emocional. Se você percebe essas características em si mesma, talvez precise de ajuda externa especializada para aprender a ter controle sobre as emoções e compreender o que se esconde sob a sua sensibilidade exagerada.

5. Agir com cruedade

Um dos comportamentos mais tóxicos é a falta de empatia, preocupação e compaixão com os semelhantes. Testemunhamos isso o tempo todo nos ambientes virtuais, online e na mídia – pessoas que são pouco gentis e magoam outras pelo simples fato de que podem fazer isso. Elas destroem as pessoas online de um modo covarde, usando o anonimato como escudo. Ser cruel e magoar os outros voluntariamente por qualquer que seja a razão são desvios de comportamentos, incompatíveis com a vida em grupo. Se você faz isso às vezes, procure a compaixão no seu íntimo e compreenda que estamos todos juntos no barco da vida. Ninguém é melhor ou pior que ninguém.

6. Necessidade insaciável de validação

As pessoas carentes, que exigem suporte e que todos reconheçam que estão certas o tempo todo, são cansativas e intimidantes. Homens e mulheres que têm a necessidade insaciável de provar seu valor e constantemente precisam “vencer” aqueles à sua volta sufocam e sugam a energia de quem convive com eles. Sua vida é muito maior do que isso – não importa o que você conquista aos olhos dos outros. Importa muito mais a jornada, o processo, o caminho – o que você aprende, como relaciona e ajuda os outros a se desenvolverem e como cultiva o autodesenvolvimento. No fim, a única opinião que realmente importa é a que você tem sobre si mesmo. Cultive o autoamor e dê menos atenção ao amor e aprovação que os outros podem ou não demonstrar em relação a você.

Se você luta com qualquer dos aspectos de comportamento mencionados acima, saiba que não está só. Estamos todos na jornada de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal juntos, lutando para nos sentir melhor, pensar com mais clareza, manter nossas vidas nos trilhos, relacionar-nos bem com os outros. Esse é um caminho contínuo, sem fim – o objetivo maior é ser, a cada dia, um pouco melhor de quem você foi no dia anterior. Mudanças positivas requerem atitude, esforço, determinação e constância de propósitos.

Texto Revisado

Publicado em 7/17/2017



Compartilhe

Autor: Paula Machado   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 34 – TA CHUANG – O PODER DO GRANDE
O momento é favorável para tomar atitudes, mas você deve saber usar corretamente o poder de que dispõe. A verdadeira força é a que nunca se afasta do caminho da justiça.


energia
Runas: Perdhro
Ganhos inesperados, revelações agradáveis.


23
Numerologia: Expansão
Bom dia para vendas, propaganda e promoção em qualquer área. Você pode fazer sua própria sorte hoje, permita-se a ousadia e busque vantagens para sua vida. Canalize sabiamente essa energia e atue de modo decisivo.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
2. A Oração do Perdão
3. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
4. Os quatro elementos no mapa astrológico
5. Quer alcançar seus objetivos? Invista em autoconhecimento!
6. Limão para tratar o Sistema Digestivo
7. Meu problema é que sou sincera demais!
8. A quem você deseja agradar?


 
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade