A DANÇA DA VIDA - Fátima Rodrigues Graziottin | Artigos do Clube
 
Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

A DANÇA DA VIDA

por Fátima Rodrigues Graziottin - fatimagraziottin@gmail.com

BIODANZA, resgatando a SAÚDE e a ALEGRIA DE VIVER!

A palavra BIODANÇA ou BIODANZA vem de BIOS, que significa “vida” e de DANÇA que significa “movimento integrado pleno de sentido”, ou seja: A DANÇA DA VIDA!

Rolando Mário Toro Arañeda, chileno, criador do Sistema BIODANZA afirma que “a base conceitual da Biodanza provém de uma meditação sobre a vida; do desejo de renascermos de nossos gestos despedaçados, de nossa vazia e estéril estrutura de repressão; provém, com certeza, da nostalgia do amor”.

Em 1965, Rolando Toro iniciou as primeiras experiências de dança com doentes mentais internados no hospital psiquiátrico de Santiago do Chile. Naquela época, ele trabalhava no Centro de Estudos de Antropologia Médica da Escola de Medicina da Universidade do Chile, dirigido por Francisco Hoffman. Sua preocupação era experimentar as diversas técnicas de desenvolvimento, de modo a “humanizar a medicina”: psicoterapias de grupo na linha de Carl Rogers, arte-terapia, psicodrama e etc.

Iniciou, então, a dirigir encontros de dança com os doentes internados no hospital, administrado por Augustin Tellez.
Durante os primeiros encontros, observou que algumas músicas tinham o efeito de facilitar os estados de transe. Neste caso, as alucinações e os delírios aumentavam e podiam durar diversos dias... Doentes com uma identidade mal integrada, dissociavam-se ainda mais quando faziam certos movimentos. Verificando isso, Rolando selecionou, então, uma série de músicas e de danças que poderiam reforçar o sentimento da própria identidade. O resultado foi muito positivo: muitos doentes manifestaram um melhor discernimento da realidade, diminuindo as crises de alucinações, ao mesmo tempo em que a comunicação começou a se fazer mais presente.

A experiência demonstrou-lhe que era necessário prescrever aos doentes psicóticos os exercícios e as músicas pertencentes à esfera da identidade.

Posteriormente, observou e verificou que pessoas não-psicóticas, mas estressadas, tensas, angustiadas, com hipertensão arterial, úlcera gástrica e outras doenças psicossomáticas melhoravam sensivelmente seu estado, quando faziam os exercícios próprios para esses desajustes.

Segundo Rolando Toro, “a deformidade do espírito ocidental culminou – no século passado – com os maiores atentados que a história conhece contra a vida humana. A patologia do Eu, caracterizada pela cisão entre a natureza e cultura, com uma valorização excessiva da cultura em detrimento da natureza e do predomínio exacerbado da razão sobre o instinto, foi reforçada até um limite nunca antes alcançado. Esta patologia é sustentada pelas instituições estatais e pelas ideologias políticas e educativas e é consentida por muitos intelectuais e pensadores de nossa época.

A Biodanza é, por isso, uma ampla transgressão dos valores culturais contemporâneos, das imposições de alienação da sociedade de consumo e das ideologias totalitárias. Propõe-se a restaurar no ser humano, o vínculo original com a espécie como totalidade biológica e com o universo, como totalidade cósmica.

Somos por demais solitários, em meio a um caos coletivista. Isto, é uma maneira de ser ausente, mesmo com toda nossa presença. No ato de não olhar, de não escutar, de não tocar o outro, despojamo-nos sutilmente da identidade dele. Estamos com o outro, mas o ignoramos. Esta desqualificação – consciente ou inconsciente – encerra a patologia do Eu. Celebrar a presença do outro, exaltá-la no encanto essencial do encontro é, talvez, a única possibilidade saudável”.

Portanto, a Biodanza propõe uma nova maneira de viver, despertando nossa sensibilidade adormecida, resgatando os potenciais letárgicos e a alegria de viver!

Por definição, Biodanza “é um sistema de INTEGRAÇÃO HUMANA, de RENOVAÇÃO ORGÂNICA, DE REEDUCAÇÃO AFETIVA e de REAPRENDIZAGEM das FUNÇÕES ORIGINÀRIAS da VIDA”.

Sua metodologia consiste em induzir VIVÊNCIAS INTEGRADORAS por meio da música, do canto, do movimento e de situações de encontro em grupo.

A Biodanza não é terapia, mas com certeza é terapêutica!
Ela não busca interpretar problemas, dificuldades, traumas, como nas psicoterapias em geral.
Ela atua na parte SAUDÁVEL do indivíduo, mesmo que em determinado momento de sua vida, reste muito pouca saúde, quer seja no nível mental, emocional, físico ou transcendental. Essa parte saudável do indivíduo pode ser: os esboços de criatividade, o que resta minimamente de seu entusiasmo, sua capacidade expressiva oculta ou abafada, sua reprimida necessidade de afeto, sua sinceridade e etc.

Incrementando, progressivamente, a parte mais saudável do indivíduo, a saúde vai ganhando mais espaço, diminuindo ou amenizando os fatores que podem causar doenças.

A ação terapêutica da Biodanza implica na consciência de que nosso estilo de vida pode conduzir a determinadas patologias.

Resgatando e incrementando “ o luminoso” que cada ser humano possui dentro de si, a parte “escura ou sombrosa” vai decrescendo e (re)instaurando a saúde como um todo e, conseqüentemente, a alegria de viver!

Dançar e cantar a vida é fluir com os diversos ritmos e estilos!
A vida tem múltiplas nuances.
CELEBREMOS e DANCEMOS A VIDA com ALEGRIA!



Consulta: BIODANZA – Rolando Toro – 2ª ed. , Ed Olavobras/EPB – São Paulo, SP


Fátima Graziottin faz Biodanza há 13 anos.

Freqüenta regularmente as aulas do facilitador GUY DESAULNIERS, em Porto Alegre, RS.

Há um ano e meio está cursando a Escola de FORMAÇÃO para ser FACILITADORA de BIODANZA, em Porto Alegre, RS, na ESCOLA GAÚCHA DE BIODANÇA.

A ESCOLA GAÚCHA DE BIODANÇA é a primeira escola de BIODANZA do Rio Grande do Sul e foi fundada em 1984, não tendo fins lucrativos.
Na época, a palavra BIODANZA era traduzida para as diversas línguas, daí veio o nome da Escola, utilizando a palavra BIODANÇA. Hoje, BIODANZA é marca registrada.


Para obter mais informações sobre o grupo de Biodanza de GUY DESAULNIERS, escrever para:

grupobiodanca.guydesaulniers@uol.com.br



Para obter mais informações sobre a ESCOLA GAÚCHA DE BIODANÇA escrever para:

escola.gauchabiodanca@uol.com.br



Para saber um pouco mais sobre BIODANZA visite:

http://www.biodancaevida.hpg.ig.com.br/index.htm





por Fátima Rodrigues Graziottin   
Lido 3445 vezes, 53 votos positivos e 4 votos negativos.   
Visite o Site do autor.   

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS