Artigo de José Luís Alves: A força da Luz. Um Sol que brilha e uma Estrela que não se apaga - | Artigos do Clube
 
A força da Luz. Um Sol que brilha e uma Estrela que não se apaga  
   

A força da Luz. Um Sol que brilha e uma Estrela que não se apaga

Autor José Luís Alves - joseluisalves8@gmail.com


A força da Luz – Um Sol que brilha e uma Estrela que não se apaga.

Existem momentos da jornada, que podem ser bem cansativos, desgastantes e principalmente ousados. Estou usando a palavra ousado neste caso, para que ela possa nos dizer mais sobre o que verdadeiramente está sendo dito por trás daquilo que está somente escrito com uma palavra, ou seja, temos que usar palavras para nos comunicarmos, e elas são as que mais aproximam daquilo que estamos tentando dizer.

Eu quero dizer, que talvez aquilo que chamamos de desafios, possam ser indicações de que uma mudança está acontecendo, ocorrendo, ou seja, de que somos seres muito capazes de lidar com as mais variadas dificuldades, por mais difíceis que elas possam parecer, pois cada uma traz em si a semente da vitória. 

É como as estrelas que brilham o tempo inteiro, o dia inteiro, o ano inteiro e assim vão espalhando luz pelo pequeno tempo chamado eternidade, independente de existir ou não aparente escuridão em suas voltas. Você consegue imaginar uma estrela reclamando que está escuro ou que precise fazer força para brilhar? 

Você já viu uma estrela tentando ser outra coisa ou não estando ela brilhando intensamente?

Isto, quando olhamos para as estrelas, pois na maioria das vezes, as pessoas nem percebem que existem estrelas brilhando, pois estão muito ocupadas com o que acreditam ser a coisa mais importante do mundo. 


Você pode até não estar conseguindo enxergar durante o dia, mas isto não significa que ela não esteja lá ou que ela não brilhe. Para você ver o grau de dificuldade em que nos encontramos momentaneamente, em que ao contrário do que achamos ser, descobrimos que estrelas brilham mesmo quando elas parecem não estarem brilhando.  
A verdade, é que não temos medo da escuridão, e sim que o nosso maior medo é o de deixar que a nossa própria luz brilhe. Acreditamos em tantas coisas que parece que quando algo é real, que esse algo não tenha valor ou que possa não existir.

Quando eu falo em valor, eu me refiro ao que somos e não as experiências que vivemos e que achamos que é o que somos. Novamente: “ Os nossos problemas são nossos, mas não são quem somos. ”

Acreditamos erroneamente, que não vamos suportar alguns destes momentos, no entanto, nem imaginamos o quanto somos fortes e capazes de passar pelas dificuldades que nos são colocadas na jornada. Nossa fé, nossas crenças, nossos limites e toda aquela bagagem que estamos trazendo como verdades por séculos, agora parecem estarem sendo testadas e descontruídas como um castelo que simplesmente achávamos que tinha uma sólida fundação, e que com o menor vento caiu como uma “pluma”. Assim, ainda podemos reclamar acreditando que a vida possa parecer injusta.

 
Como poderia acontecer uma real transformação, sem que para isto, não houvesse uma tremenda mudança de eixo?

Não existe lógica em acharmos que teríamos a vida que desejamos, sem que para isso não fosse necessário mudar nada em uma construção mental que teve seu alicerce no “acho”.  O próprio nome crença, já nos diz tudo.

Eu sei como é duro ver a nossa vida mudar, e alguns sonhos simplesmente estão partindo como se uma parte de nós também parecesse estar morrendo junto. Por este motivo, é que o processo é um pouco dolorido. Passamos uma vida acreditando que as coisas eram assim, e em pouco tempo, descobrimos que nada daquilo era verdade. Dói mesmo, e qualquer desconstrução que exista, certamente que  é um pouco desconfortável no inicio. 

E, sim, também é muito difícil ainda podermos aceitar que uma dificuldade, ou que muitas delas, possam ser ótimas oportunidades de transformar nossas vidas para um bem muito maior e melhor. Temos ainda desconfiança. Para você ver, como parece que sempre esperamos pelo pior. Se assim não fosse, ficaria claro quando uma mudança acontecesse na vida de alguém, que essa pessoa estaria esperando pelo melhor. Agora, e quando o melhor não é o que a pessoa acredita ser. Então, temos um problema novamente de "acho".

Você já viu alguém agradecendo quando perde um emprego por exemplo?

Você já viu alguém chorar de alegria quando um relacionamento desgastado termina?

Imaginar, aceitar e compreender que estamos sendo imensamente abençoados quando perdemos “ excesso de bagagem”, é um tremendo e enorme desafio para quem acha que a vida não sabe o que faz e também como faz. Alguns passam muitos anos tentando se livrar do que pensam ter sido algo ruim em suas vidas, quando na verdade, foram tremendamente abençoadas 
E, você acha que fomos ensinados a ter confiança na vida? 
Quem foi que aprendeu que existe uma vida inteligente que trabalha para o nosso bem? Se você foi assim ensinado, parabéns, pois me ensinaram o contrário.

Eu fui ensinado:

" Lute para não terminar pobre e não confie em nada e ninguém. ”

Seria melhor se tivessem me dito ou ensinado:

“ Não acredite em nada, procure pela certeza que existe dentro de você. Assim você irá descobrir sua imensa riqueza que jamais se separa de você,  e lembre-se: Não perca tempo tentando provar ser alguém que você já é.”

Agora, já que foi por outro caminho, lógico que estão todos perdoados, também não sabiam, e como poderiam ter me ensinado algo de diferente se também foram ensinados a chamar " Urubu de meu Loro." Tudo certo!

O homem se tornou a própria pobreza quando perdeu a sua alegria de viver, mergulhando numa busca frenética e insana por algo que ele mesmo acreditava ser capaz de lhe proporcionar uma real riqueza. E, assim, muitos passam uma vida inteira correndo atrás de algo que juram, acreditam e sustentam como sendo o motivo maior de suas existências enquanto as estrelas continuam lá, brilhando intensamente sem esforço algum. 

Mas assim é, e tem sido a realidade de muitos. Outros, porém, já estão mais livres e descobrindo que o negócio não é ser uma “margarida” como achavam que era o negócio, e que ser uma Rosa é muito melhor. Como disse Prem Baba: “ Você está tentando provar ser uma pedra preciosa enquanto já é um diamante. ”

Como disse Osho: " Confiança não significa que tudo vai dar certo, confiança significa que tudo já está certo."

Ousado nosso querido mestre, porém, verdadeiro. Ao escrever este artigo, eu me coloco no lugar de quem está lendo, imaginando se fosse eu mesmo lendo este mesmo artigo alguns anos atrás. Eu ficaria furioso, pois sempre achei que a vida teria que ser como eu realmente queria que fosse, e para minha surpresa, decepção e imensa alegria, a vida é como ela é, e não existe nada de errado com a vida. Às vezes achamos que nossa vida está parada, porém, ela não está!

 Enquanto estamos respirando, estamos vivos e a vida se faz presente, motivos sobram para comemorar.  Quando a respiração parar, então é outra coisa, outro lado que vamos descobrir no tempo certo. 

Pois é meu amigo, minha amiga, as coisas têm sido assim por séculos. Muitas pessoas estão neste momento passando por uma grande transformação e acham que nada está acontecendo. A mudança por vezes, pode ser também muito sutil, e quando achamos que aquilo que chamamos de tempestade não vai passar, eis que um lindo Sol está brilhando com toda a sua beleza e intensidade e que as estrelas sempre estiveram lá. 

E, descobrimos então, que o Sol sempre esteve lá, lindo com o seu esplendor, e nós, mergulhados nos encantos da matéria. Se assim não fosse, não acharíamos que estar vivos e respirando é pouco ou que não seria um imenso motivo de comemorarmos e até mesmo prepararmos uma festa para comemorar que estamos respirando. Você já viu alguém comemorar que conseguiu acordar e abrir os olhos pela manhã?

Como eu sempre digo: “ Estamos perdendo o melhor da festa, enquanto estamos pensando que a festa está em outro lugar que não seja onde estamos agora.”

Aceitar que a vida não é somente os encantos que temos pela matéria, pode ser sim um tremendo desafio, porém, talvez a maior e mais rica experiencia que podemos passar enquanto seres.

Sim, muitos ainda acham que somos o que temos, enquanto o que temos é o que é nosso, mas não é o que somos.

Resumindo: O Sol está brilhando, sempre esteve, sempre estará. Não existe escuridão, por maior que possa parecer qualquer problema, saiba que a Luz é invencível, Você é Invencível , e não existe Estrela que não brilhe quando descobrir que tem Luz Própria. 

Namastê.

José Luis Alves


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: José Luís Alves   
José Luís Alves, é discípulo de Prem Baba, Mestre em meditação, ensina o cultivo do silêncio e o caminho da autorrealização.
E-mail: joseluisalves8@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 13/09/2017
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.