Artigo de Marcos Porto: Espiritualidade - experiência espiritual da conexão cósmica - II - | Artigos do Clube
 
 
   

Espiritualidade - experiência espiritual da conexão cósmica - II

Autor Marcos Porto - portomfc@gmail.com


A evolução, através do nosso desenvolvimento de consciência, autoconsciência, imaginação e inteligência abstrata, confere a nós seres humanos espirituais a consciência única de nossa conexão cósmica, que chamamos de consciência espiritual e que, simbolizamos e institucionalizamos de inúmeras formas de experiências espirituais.
Vamos, então, continuar a refletir?
Espírito Onipresente do Ser Maior Criador Deus subsiste nas conexões entre os seres; nossa consciência espiritual humana é nossa conexão autoconsciente com o Cosmos. Nosso ritmo biológico é a sinfonia do Cosmos com a qual dançamos, mesmo não sabendo qual música. Embora seja verdade que os reinos, mineral, vegetal, animal, sintam suas conexões, nós seres humanos espirituais somos únicos com capacidade de abstrairmos e simbolizarmos, objetivando esse sentimento, ou seja, conscientizando nossa conexão, ainda que neste processo eventualmente nos distanciemos dos nossos sentimentos sensoriais básicos. Faz sentido?

Somos certamente os únicos animais racionais a codificarmos ou decodificarmos formalmente conceitos espirituais, criando e produzindo práticas espirituais organizadas e ritualizadas, incluindo sacerdotais, xamanistas, proféticas, textos sagrados, filosofias, cosmologias, estruturas sociais, tradições, artes religiosas, música, arquitetura, entre outros todos importantes.

Espiritualidade humana se constitui da identidade emergente entre matéria e conexão cósmica, produzida no nível natural das espécies e da consciência universal. Seria difícil para nós, não concordarmos que, não chega a passar um dia, em que cada um de nós não se sinta inclinado a confiar na particularidade do bom senso comum, o qual todos dizem que nascemos com ele. Bem, podemos também acreditar que todos nós nascemos com algo ainda mais importante, algo que cada um de nós deve estar confiando muito mais do que em nós mesmos - duas vezes mais importante, antiga e eterna - nossa conexão cósmica.
É verdade! O senso comum é o bom juízo que aprendemos a desenvolver vivendo neste nosso mundo prático, e a conexão cósmica é a percepção da Alma evoluindo no espiritual. Pensemos nisso com sentido de compreensão mais profundo que só vem a nós através de nossa consciência mais elevada na experiência espiritual da conexão cósmica.

Quando nos entregamos na experiência espiritual da prática do silêncio criativo, somos capazes de dar sentido ao Cosmos e ao nosso lugar nele, elevando nossas sensibilidades comuns ao próximo nível - o nível mais alto - nosso nível espiritual, não é verdade?
Ao refletirmos sobre experiência espiritual da conexão cósmica é importante identificarmos não ser possível entendermos o que seja consciência universal sem experimentá-la, porque está além do nosso nível normal de compreensão racional. A compreensão da conexão cósmica da consciência universal é exatamente eliminação da separação, e de qualquer divisão na nossa percepção, incluindo pensamentos sobre consciência. Não há consciência de nada em particular.

Carl Edward Sagan (1934-1996) astrônomo, escritor norte-americano nos diz: “O Cosmos é repleto de magias esperando pacientemente nossa agudeza de espírito crescer mais afiada”.

Somos o Cosmos tornados conscientes! É o nível que nos dá acesso humano a todo o conhecimento universal que possamos precisar para cumprir nossa trajetória terrena. Por quê? Porque é o mesmo nível de habilidade espiritual adquirida, para a Alma cumprir seu propósito universal escolhido. Sim, escolhido, porque baseados na sabedoria de nossos ancestrais - por escolha - é exatamente como nós, seres humanos espirituais, entramos nesta existência terrena que chamamos de vida. Correto?

Além do mais, como a Alma fez a opção real, é que essas escolhas estão refletidas nas energias espirituais do nosso Lar de origem. Isto ajuda a Alma lembrar do nosso propósito terreno, trazendo cada uma dessas escolhas ao nosso consciente. Em um momento demasiado cedo, no nosso primeiro fôlego humano, as escolhas se tornarão nossas promessas terrenas, aquelas as quais literalmente aceitamos para a Alma nascer fisicamente. É bom sabermos e lembrarmos isso, especialmente porque, nesta vida em particular, somos nós que teremos de vivê-las. Está claro?

É de admirar então por que nossos ancestrais proclamaram que nosso desígnio estava escrito no Cosmos. Universalmente falando, a experiência espiritual da conexão cósmica é exatamente o que reflete a energia em nosso endosso universal para evoluirmos nesta vida.

No entanto isso é somente realizado com a Alma mantendo seu compromisso cósmico então, sim, nossas energias de nascimento revelam como e onde estamos destinados a ter presença no mundo material. Somente a Alma residente pode realizar a Divina Presença do Ser Maior Criador Deus e buscar manter constante experiência com a Divindade do Ser Supremo.

Caso a Alma cumpra o compromisso, o Cosmos manterá o endosso. Evidentemente, nossa trajetória no planeta é muito menos predeterminada do que somos levados a acreditar, porque quando enxergamos nosso Lar de origem nessa perspectiva, é muito mais do que apenas reflexo celestial do nosso percurso terreno.

É a comprovação universal em vivermos de acordo com a Conciliação e Harmonização Espiritual do que nossos ancestrais chamam do nosso próprio e individual contrato espiritual com o Cosmos.

Voltaremos ao assunto.

Parte 1


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Marcos Porto   
Marcos F C Porto – Terapeuta Holístico, modalidade Psicoterapia Holística Transpessoal – CRT 44432, Diplomado em ITC - Integrated Therapeutic Counselling, Stonebridge, Inglaterra, trabalha auxiliando pessoas na busca da sua essência, editor do OTIMIZE SEU DIA!, autor do livro - Redescobrindo o Eu Verdadeiro, é facilitador de Grupos de Reflexão
E-mail: portomfc@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 30/04/2017
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.