Artigo de Flávio Bastos: Um caso de obsessão espiritual pelo álcool - | Artigos do Clube
 
Um caso de obsessão espiritual pelo álcool  
   

Um caso de obsessão espiritual pelo álcool

Autor Flávio Bastos - flavio01bastos@gmail.com


"Mantenha o indivíduo um salutar padrão mental e comportamental superior, e, de forma alguma, os espíritos doentes e ignorantes encontrarão campo para os seus desideratos perniciosos". (Joanna de Ângelis)

O título deste artigo poderia ser "Casa assombrada". No entanto, vamos considerá-lo subtítulo, já que que o principal aspecto da abordagem é focar um relato de experiência.

O dependente de álcool, além de estar física e mentalmente prejudicado, traz inúmeros problemas para si mesmo e para a sua família, criando atritos, brigas e frequentemente se envolvendo com amizades que o levam a ambientes onde o crime espreita.

Imaginemos a pessoa que levou a existência na base da bebida alcoólica, ou que bebia socialmente, fazendo disso um hábito. Desencarnada, essa pessoa continuará com as sensações do vício (ou hábito) mas sem poder encontrar a bebida do outro lado da vida. Então ela vai influenciar um encarnado que tenha o mesmo vício ou costume, para que este beba, pois assim o espírito conseguirá sorver as emanações fluídicas, energéticas da bebida. Isso é vampirismo, que faz parte da chamada obsessão.

O CASO

O caso, ocorrido recentemente, foi relatado por um amigo, cético no que diz respeito à explicação espiritual de certos acontecimentos, e ocorreu em um sítio de aluguel, onde a pessoa e a sua esposa foram passar um final de semana.

Em crise de relacionamento, após chegar ao local, o casal teve uma breve discussão que resultou em separação de corpos na hora do jantar e no momento de dormir. Porém, antes de deitar, o amigo relata que alterado pela briga com a esposa, sentiu compulsão de beber e consumiu um litro e meio de vinho. Logo, cansado e anestesiado pelo efeito do álcool, deitou na cama e dormiu.

Acordou repentinamente no meio da madrugada, estava deitado de decúbito dorsal e sentiu-se paralisado diante de uma energia que se encontrava em cima de si, como que sugando a sua própria energia. Tentou reagir à situação, mas demorou segundos que pareciam uma eternidade, até esboçar uma reação e livrar-se da sensação de impotência diante da experiência de sentir-se dominado por uma força que considerou "pesada", densa, que o envolvia.

Passado o susto, levantou-se lavou o rosto no banheiro e sentou-se pensativo sobre a situação que havia passado. Logo ele, um cara cético, profissional da área da saúde mental! Qual explicação teria ao analisar uma experiência inédita em seus sessenta anos de vida? O sol raiou e o amigo permanece pensativo, tentando analisar sob a ótica racional o que acabara de vivenciar.

No domingo, já reconciliado com a companheira durante a conversa no café da manhã, resolvem acender a lareira porque o frio é intenso e as primeiras gotas de chuva começam a cair de um céu cinzento, onde a neblina toma conta do exuberante cenário serrano.

Após o churrasco do almoço, regado com um bom vinho, o casal recebe a visita do chacreiro responsável pela manutenção e segurança do sítio. Conversa vai, conversa vem, o amigo fica informado que costumava frequentar o local um familiar do proprietário, que havia sido assassinado em circunstâncias misteriosas na capital do estado, onde residia. E que essa pessoa bebia muito e costumava andar armado.

Passado um tempo, o crime foi arquivado pela polícia e considerado vingança a motivação do ato, já que nada foi roubado da vítima. Como não havia testemunhas ou filmagens do local do crime, a investigação foi encerrada por falta de provas.

CONSIDERAÇÕES

Segundo pesquisas da área interdimensional do comportamento humano, a obsessão pelo álcool, corresponde a um caso grave de vampirismo no plano espiritual. A medicina ainda reluta nos seus setores mais ligados ao assunto, que são os da psicoterapia, em aceitar a tese espírita da obsessão. Mas as pesquisas parapsicológicas já revelaram, nos maiores centros culturais do mundo, a realidade do processo obsessivo. De Rhine, Wickland, Pratt, nos Estados Unidos, a Soal, Carington, Price, na Inglaterra, até a outros parapsicólogos materialistas, a descoberta do vampirismo se processando em cadeia. Todos os parapsicólogos de renome científico, proclamam hoje a realidade das influências mentais entre as criaturas humanas, e entre estas  as "mentes desencarnadas".

Jean Ehrenwald, psicanalista, chegou a publicar importante livro intitulado "Novas Dimensões da Análise Profunda", corroborando as experiências de Karl Wick-Land em "Trinta Anos entre os Mortos". Koogan, na Europa, acompanhado por vários pesquisadores, efetuou a experiência de controle remoto da conduta humana pela telepatia, obtendo resultados satisfatórios.

Portanto, o que aconteceu com o meu amigo, e aqui eu analiso sob o enfoque da Psicoterapia Interdimensional, associado ao conhecimento adquirido enquanto coordenador de sessão mediúnica espírita, foi um típico caso de obsessão espiritual pelo álcool, à medida que a situação ocorreu após o obsediado ter baixado a sua sintonia vibratória (briga do casal) e ter ingerido uma quantidade considerável de vinho. Condição ideal para que o espírito da pessoa assassinada -que encontra-se na morada- se beneficiasse de suas emanações fluídicas pelo processo obsessivo-espiritual.

Certas experiências, que na verdade representam lições, servem para que elaboremos aprendizados no sentido de ampliar a visão de vida, processo que é inerente à nossa condição humana. Nesta lógica de raciocínio, percebo que o amigo continua refletindo sobre a sua recente e inédita experiência, e isso é relevante, pois quando bem elaborado, nos impulsiona para voos mais altos da consciência.



Texto revisado


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Total de 5 votos

Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 21/09/2016
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.