Artigo de Maísa Intelisano: Mediunidade: você conhece histórias assim? - | Artigos do Clube
 
Mediunidade: você conhece histórias assim?  
   

Mediunidade: você conhece histórias assim?

Autor Maísa Intelisano - maisa@maisaintelisano.com.br


No artigo desta semana, quero contar a você algumas histórias que tive a oportunidade de acompanhar ao longo desses doze anos ministrando o curso Mediunidade e Espiritualidade presencialmente. E tenho certeza de que, em várias passagens, você vai se identificar.

Ainda em 2004, me foi encaminhada uma senhora, avó e empresária enfrentando graves problemas emocionais. Em tratamento psiquiátrico há algum tempo, a família não observava melhora. Estava afastada do trabalho e não conseguia dar conta das menores tarefas do dia a dia, como cuidar de si ou da casa. Dizia sentir-se “separada” do próprio corpo, flutuando sobre a cama, e ficava muito assustada quando isso acontecia, além de viver em constante estado de pânico. Veio para as aulas encaminhada pela dirigente da casa onde o curso era ministrado, mas teve muita dificuldade de se ajustar, pois não conseguia se concentrar nas aulas ou estudar os materiais, era agitada e sentia-se mal.

Com supervisão e orientação especial, aos poucos ela foi se acalmando e participando mais das aulas. Nas práticas, já não se sentia tão assustada, pois compreendia melhor o que estava acontecendo. À medida que entendia o que eram as sensações que tinha, foi se tornando mais segura e os episódios foram desaparecendo. Ao fim de um ano, ela já tinha voltado a dirigir a própria empresa e tomava apenas um medicamento de manutenção. Já cuidava de si e da família, e estava mais bonita, pois tinha conseguido entender que não estava “louca” e, sim, tinha sensibilidade mediúnica em descontrole, o que a deixava vulnerável a energias desequilibradas que lhe faziam muito mal. Ao aprender a lidar com essa sensibilidade, como controlá-la e, principalmente, que não devia temê-la, ela recuperou a saúde e a alegria de viver.

Outra história muito bonita é de uma aluna de família evangélica com muitos episódios de incorporação involuntária, que a assustavam muito e incomodavam demais os parentes. Por causa da crença familiar, esses fenômenos eram tidos como coisas malignas e tratados com muito preconceito. A convite de uma ex-aluna, ela veio para o curso muito desconfiada e assustada, mas disposta a entender o que era tudo aquilo por um outro ponto de vista.

À medida que as aulas caminhavam e ela se identificava com as explicações, seus olhos brilhavam, pois, finalmente, ela entendia que não estava “possuída” pelo demônio, nem era louca: era apenas médium! E isso era bom! A cada aula, ela descobria a si mesma nas explicações, nas práticas, nas experiências que vivia. E foi ganhando mais segurança para se assumir como médium e trabalhar regularmente sua mediunidade. Hoje, médium atuante, está feliz, segura e muito mais realizada, pois pode dizer para o mundo quem realmente é.

Tive também muitos alunos que morriam de medo da mediunidade ou dos espíritos e que, ao entenderem o quanto a relação com o mundo espiritual é natural e saudável, passaram a olhar e compreender o mundo e a vida por outra perspectiva, que os tornou mais livres e felizes.

Há ainda casos de pessoas que sempre quiseram conhecer mais a mediunidade, mas não queriam se prender a uma linha religiosa, ou a uma doutrina, e, dentro da nossa proposta universalista e sem vínculo com qualquer linha, encontraram-se e puderam entender que podem ser médiuns mesmo não professando qualquer religião.

Minha caminhada orientando médiuns e sensitivos está repleta de histórias assim: de autodescoberta, autoconhecimento e superação pela compreensão da espiritualidade e do quanto ela pode ser bonita, saudável e libertadora em nossa vida.  

Se você se identifica com essas histórias, fica aqui o convite para participar do meu novo curso online Mediunidade e Espiritualidade em parceria com a Lumeo Cursos e também fazer o seu caminho de autodescoberta e autoconhecimento espiritual, pois com ele você terá acesso às explicações em vídeos e também ao material escrito complementar, que o ajudará a entender melhor o que é a mediunidade e como ela faz parte da sua vida, além de poder compartilhar comigo e com os outros alunos suas dúvidas e experiências em uma comunidade fechada que ficará disponível no Facebook.


Que tal então se dar uma oportunidade de explorar um pouco mais sua sensibilidade e sua espiritualidade?

Para saber mais, assistir a uma aula gratuita e se inscrever, clique aqui.

Veja abaixo entrevista completa sobre o meu trabalho e o curso.



Texto revisado


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Maísa Intelisano   
Psicoterapeuta com formação em Abordagem Transpessoal, Constelações Familiares, Terapia Regressiva, Florais de Bach e Reiki II, é também tradutora e revisora; palestrante e instrutora em cursos sobre espiritualidade e mediunidade; e fundadora e presidente do Instituto ARCA de Mediunidade e Espiritualidade.
E-mail: maisa@maisaintelisano.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 11/05/2016
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.