Artigo de Marian Ma Dayamayi - Marta Magalhães: Abra os Olhos e Desperte! - | Artigos do Clube
 

Abra os Olhos e Desperte!

Autor Marian Ma Dayamayi - Marta Magalhães - mariansoluz11@gmail.com


Algumas filosofias dizem que não é preciso fazer nada para se alcançar a Luz interior, o conhecimento de Si...
 
Mas como acredito que o Universo é perfeito e tudo tem um propósito, um sentido... se não fosse necessário fazer nada, não estaríamos aqui neste estado de entorpecimento causado pela ignorância de nós mesmos... não sofreríamos com os conflitos causados pelo nosso ego... nada... estaríamos vivendo num verdadeiro mar de rosas...
 
Sim, quando há Conscientização, tudo é Paz, mas para se alcançar isso, algum esforço precisa ser feito...
 
Penso que se já estivéssemos prontos, sendo e exercendo o Amor, isso não nos causaria sofrimento, não é mesmo? A nossa mente sendo parte da nossa Consciência não teria motivos para se enveredar pela ilusão e nos causar tanto transtorno...
 
Somos perfeitos na nossa essência sim, mas estamos adormecidos... Sentimos o impulso para acordar, pois a nossa real natureza é estarmos despertos... mas esse despertar depende do nosso esforço, das nossas escolhas... do nosso entendimento e disposição...
 
Sim, uma flor desabrocha naturalmente, mas só se estiver plantada em solo bom, se ela estiver plantada em um solo ruim pode ser que isso não aconteça, não é mesmo? Ah, e vai depender do clima também...
 
Deus está no comando, sim, mas nós precisamos estar abertos para ouvi-lo e dispostos a seguir a sua Vontade... precisamos mergulhar em nós mesmos, descobrir as nossas sombras, afastá-las através das Virtudes Divinas inatas em nós... e assim anularmos o ego...
 
É preciso estar focado no Eu... em Deus... no Bem...
 
Não fomos colocados aqui neste plano por acaso, o Universo tem um propósito maravilhoso para todos nós...
 
Estarmos conscientes de nós mesmos, da Unidade, do Amor...
 
Mas isso depende de fazermos bem a nossa parte...
 
Se não fosse assim, não precisaríamos de Mestres e nem de Avatares para destamparem os nossos olhos e nos indicarem o caminho... estaríamos prontinhos... libertos!
 
Lembrem-se que até para meditarmos precisamos decidir se queremos ficar de olhos abertos ou não, fazer respirações ou não, ou simplesmente nos sentarmos em silêncio, não é mesmo? Escolhas... que geram algum tipo de esforço...
 
A nossa Consciência imutável realmente não precisa de nenhum esforço para SER, mas a partir do momento em que a nossa mente cria a separação, a ilusão, o ego, precisamos fazer algo para dissolver isso...
 
Portanto, arregacem as mangas e trabalhem para o seu despertar...
 
Mergulhem no silêncio... no abismo... sejam humildes para reconhecer limitações... tenham coragem para mudar os condicionamentos... desapeguem-se das máscaras, das projeções... escolham o Bem...
Está certo que se você a todo instante se lembrar do seu Eu verdadeiro, de Deus, o seu ego irá perder a força, mas até isso, o "se lembrar" é um tipo de esforço...
No final das contas, escutem o seu coração e rendam-se a Ele...
Deus, a Unidade sabe quem é você e irá lhe revelar isso, mas só se você quiser...
 
Desperte... afinal é você quem tem que levantar as pálpebras e abrir os olhos... só você pode "fazer" isso por você...
 
Tenham um ótimo dia!
 
Namastê!
 
Marian Sóluz​
 
Curta a nossa Fanpage: https://www.facebook.com/marian.soluz


Texto revisado


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Marian Ma Dayamayi - Marta Magalhães   
Marian Ma Dayamayi é Professora de Meditação e Terapeuta Holística. Oferece Satsangs, Retiros Espirituais e Oficinas de Mandalas. Atendimentos Individuais presenciais e online. Informações (31) 98801-7838.
E-mail: mariansoluz11@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 01/10/2015
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.