Toda influência dos pensamentos  
   

Toda influência dos pensamentos

Autor Bernardino Nilton Nascimento - bn.nascimento@uol.com.br


O pensamento sofre a influência de tudo quanto o cerca. O ser humano é, sob o ponto de vista espiritual, o reflexo, o espelho e o eco não só dos seus pensamentos e imaginações como também é influenciado por toda sociedade em que vive.

Só uma pequena parte da humanidade escapa dessa interferência e reage, com uma iluminada energia, contra a pressão que a sociedade estabelece.
Com uma visão em nossos passados e antepassados, vamos conseguir enxergar os poucos passos em direção à evolução humana e onde realmente deveríamos estar nesta nova era. Quero acreditar que hoje estaríamos tão mais avançados que as próprias invenções humanas, para nosso bem-estar e prazer. Faltou descobrir o remédio da harmonia, claro, ele está em cada um de nós, e jamais será inventado, pois Deus já colocou a bondade e o amor em todos nós; porém, as próprias invenções do homem, tornaram esses sentimentos meio que adormecidos.

Viver de verdade é estar em perfeita harmonia, consigo mesmo e com o próximo.

A cruel vida dos refugiados das guerras, da miséria, da fome, das catástrofes, da revolta da natureza e a falta de um mundo político mais humanitário, vêm mostrar o quanto ainda precisamos aprender para viver em um mundo melhor.

Depois de morrer centenas, talvez milhares de pessoas, entre elas crianças, foi preciso aparecer um “Anjo” caído, em uma praia, para despertar, não os políticos, e sim grande parte da humanidade. Quantos “Anjos” foram parar no fundo do mar sem despertar os corações das pessoas? Sim, anjos, crianças, jovens, adultos e velhos, que vão embora, sem sequer, tomarmos conhecimento.

Leve seu pensamento, sua imaginação para o primitivo e veja quantos atos de brutalidade ainda praticamos diariamente como se fôssemos canibais. Avança um pouco e veja na Idade Média o quanto ainda somos baderneiros, cruéis, ignorantes. Matamos por uma moeda de outro, hoje, por um dinheiro qualquer, por um objeto ou até mesmo pelos pensamentos diferenciados.

Vamos voltar no DNA das nossas atitudes e ações de hoje, como dizia o lendário Ulisses: “Sou uma parte de tudo quanto encontrei no meu caminho”.

Podemos dizer que somos feitos, do ponto de vista psíquico, de recordações e de pedaços de outros seres humanos. Sejam eles do passado, ou os que vivem à nossa volta, temos a tendência de seguir a maioria, olha os grande Mestres, praticamente deram seus primeiros passos rumos a iluminação sozinhos, isso na antiguidade, na idade média e até mesmo hoje. Buda, Jesus, Confúcio, Gandhi, Madre Tereza, Dalai Lama, o Papa Francisco e outros grandes mestres da espiritualidade, que ajudaram o ser humano nas suas descobertas rumo a evolução, para que juntos caminhasse a evolução da alma. Não foi isso que aconteceu, um lado correu, o outro está lento.

Todos eles deixam impressos, em nossa alma, traços inapagáveis, cuja origem nem sempre é fácil discriminar.

O ser humano é, por assim dizer, um medidor de precisão, um receptor, onde tudo se registra e se guarda em seu subconsciente, como também em seu DNA espiritual, com absoluto rigor, todas as mutações da atmosfera física, moral, psicológica ou intelectual em que cada um se agita e desenvolve a sua atividade. É por isso que o ser humano muda durante toda a vida; muda porque se aperfeiçoa ou se inferioriza, e muda também, acidentalmente, ao sabor das circunstâncias de ocasião.

Uma noite de insônia é, às vezes, suficiente para alterar o rumo dos nossos pensamentos. Uma manhã com um lindo sol da primavera alerta para um bom humor e até faz predominar suas ideias alegres. As paisagens, assim, como as pessoas, podem acalmar, como podem provocar medo ou euforia em nossos pensamentos. Cada paisagem, cada ambiente origina sensações diferentes e, portanto, estados de espírito, igualmente diferentes.
Esses estados de espírito nem sempre são os mesmos, dadas as circunstâncias idênticas, porque cada um de nós reage de modo diferente; as sugestões externas podem trazer variações e reações na mesma pessoa, se porventura tiver disposição para mudar cada situação adversa, se for de seu interesse.

Tudo influi sobre o pensamento e imaginação de cada um. Para tornar mutável e oscilante, os amigos e até os objetos que cercam as pessoas em casa e no trabalho, vêm mostrar que as coisas externas e expostas à visão, influenciam, de um certo modo sensível, ao espírito.

Existe muitas coisas ainda inexplicáveis; uma mesma pessoa raciocinou ontem de uma maneira, sobre um determinado assunto e hoje já conduziu o pensamento de outro modo, sem que para isso existam razões aparentes.

Qual será a causa desta súbita versatilidade? Se procurarmos a causa dos dois pensamentos diferentes, verificamos que cada um deles foi alimentado, no subconsciente, por impressões diversas. No primeiro dia, a força geradora do pensamento era uma, no segundo dia era outra. Eis a razão pela qual nem sempre a mesma pessoa é igual a si mesma!

Aqueles que se julgam fortes e independentes de tudo e de todos, laboram num erro grave. Quando afirmam que não se deixam levar por nada nem por ninguém, dizem uma rematada tolice que apenas prova a sua ignorância.

Os seres humanos mais sábios e ilustres reconhecem a cada passo as enormes dificuldades de controlar seus pensamentos; porém, esse controle levou aos mais altos graus da espiritualidade. Nada pode deter o esforço de lutar e dirigir nossos pensamentos e imaginações, para o seu próprio bem e da humanidade.

Com essa direção dos pensamentos, podemos chegar pelo menos ao equilíbrio emocional e ajudaremos a melhorar a aura da coletividade, pois são estes que abrem ou fecham o elo mágico do mundo da alta espiritualidade.

BNN



Texto Revisado


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Total de 36 votos

Autor: Bernardino Nilton Nascimento   
-"Não seja um investigador de defeitos e, sim, um descobridor de virtudes"! BNN - "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"! BNN
E-mail: bn.nascimento@uol.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 08/09/2015
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.