Artigo de Andre Lima: Escassez ou Abundância: qual tem Sido a Sua Escolha? - | Artigos do Clube
 
Escassez ou Abundância: qual tem Sido a Sua Escolha?  
   

Escassez ou Abundância: qual tem Sido a Sua Escolha?

Autor Andre Lima - andre@eftbr.com.br


Se você fizer uma pesquisa, certamente a maioria absoluta das pessoas afirmará que deseja viver em uma realidade de abundância. Mas, o que elas fazem, seja de forma inconsciente ou não, é criar e atrair uma realidade de escassez. Isso acontece de diversas formas. Vou citar aqui algumas coisas que a maioria das pessoas fazem e que criam uma vida de escassez.

1 – Colocar a atenção na escassez, e não na abundância. Vou dar um exemplo de como isso funciona. Quando alguém pensa coisas do tipo: “As pessoas não têm dinheiro para pagar esse valor pelo meu serviço, a maioria das pessoas não tem como”. “É muito difícil encontrar um emprego melhor do que esse, as vagas já estão todas tomadas”. Esse tipo de mentalidade está focando nas pessoas que Não podem pagar e nas vagas de emprego que já foram ocupadas. Isso é focar na escassez, no que não há, na falta… E você só conseguirá enxergar e atrair pra sua vida aquilo que você dá atenção. Com essa mentalidade, realmente, você só conseguirá encontrar pessoas que não tem como pagar mais pelo seu serviço. Caso seja um empregado, somente encontrará bons empregos já ocupados por outras pessoas. Quem quer ter uma realidade de abundância precisa começar a pensar que existem milhares de pessoas que podem pagar melhor e que existem centenas de oportunidades de empregos melhores que não foram preenchidas ainda ou que podem ficar vagas. Assim, a pessoa começa a atrair uma nova realidade.

Certa vez, tive um aluno que me falou que gostaria de trazer novos alunos para o meu curso para, em troca, ganhar descontos no valor do curso. Eu fiz um acordo com ele e aguardei então ele fazer as indicações. Depois de algum tempo ele veio com alguns argumentos de quem está focado na escassez: “as pessoas estão achando caro e não querem investir”. “Como o curso vai ser durante um feriado prolongado, todo mundo vai viajar e não vai ter ninguém na cidade…”. Assim ele só conseguiu indicar uma única pessoa. Mas imagine só… uma capital enorme não ter gente o suficiente que tenha condição de fazer o investimento e que não vai viajar no feriado... Impossível. Realizei o curso e tive alunos o suficiente na turma porque o meu foco era na abundância, e não na escassez.

2 – Colocar a culpa nos outros. Isso leva a pessoa desenvolver uma mentalidade de vitimização. A culpa é do governo, do chefe, do sócio, da família, da economia, do cliente, da profissão que é ruim… Pessoas que criam uma realidade de abundância assumem 100% da responsabilidade pela sua vida financeira e profissional. Se a vida está ruim, ela vai fazer o possível e o impossível para sair da situação, não se importando com as coisas externas que ela não pode controlar.

3 – Falta de gratidão. A falta de gratidão é expressada através da reclamação. A maioria das pessoas foca em diversas coisas com as quais não estão satisfeitas e como isso acabam atraindo e criando mais e mais situações para reclamar ainda mais. Quando você reclama, é como se estivesse dizendo pro universo: Por favor, me mande mais dessa situação! Por que o universo manda não aquilo que você diz querer, mas sim, aquilo que você vibra. Se você começar a agradecer e focar em todas as coisas boas que acontecem, é como se você estivesse dizendo pro universo: por favor, mande mais dessas coisas boas! E assim a sua vida cresce, expande e você cria abundância.

4 – Pagar as contas com raiva ou apego. As contas que você paga representam serviços e produtos que trouxeram comodidade, conforto ou supriram alguma necessidade importante na sua vida. Quando você paga com raiva ou apego, você está exercendo a ingratidão, a reclamação e isso vai criar escassez, conforme já falei anteriormente. Quando você paga sua contas com muita gratidão você entra na sintonia da abundância e atrai prosperidade pra sua vida.

5 – Ter preconceito contra a prosperidade. Sempre que eu vejo alguma reportagem na internet falando sobre alguém que ficou muito rico, encontro dezenas de comentários negativos. A ultima vez que vi isso foi numa reportagem falando sobre o empresário Flávio Augusto, que começou do nada, montou uma rede de escolas de inglês, vendeu e ficou bilionário. Isso mesmo, não foi milionário não, foi Bi. Boa parte dos comentários duvidavam que ele tenha conseguido isso honestamente, que isso é impossível, que logo a verdade vai aparecer, e etc, etc… Se você acha que não é possível enriquecer de forma licita, com um trabalho digno que serve a sociedade, sua mente não conseguirá encontrar meios de crescer honestamente e você mesmo será o grande sabotador do seu sucesso.

Observe como tem sido suas escolhas. Você tem escolhido criar uma realidade de escassez, ou de abundância? Talvez antes você estivesse escolhendo a escassez de forma inconsciente. Agora você pode mudar.

E por falar em prosperidade, estou liberando uma série de vídeos gratuitos onde eu vou ensinar 4 passos para eliminar a autossabotagem inconsciente que impede a sua prosperidade. Essa é uma série especial que eu só libero em dois períodos do ano, e ela fica no ar apenas por alguns dias. Por isso aproveite agora: 

Videos Para Aumentar a Sua Prosperidade


Texto Revisado



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Andre Lima   
André Lima é engenheiro e trabalha exclusivamente com autoconhecimento desde 2006. Vem divulgando e esinando em palestras e cursos presenciais e online sobre a EFT - Emotional Freedom Techniques, uma técnica revolucionária, simples e eficaz, para limpeza e cura de todos os tipos de emoções, pensamentos e crenças limitantes.
E-mail: andre@eftbr.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 20/03/2015
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.