Artigo de Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA: MUNDO DA MATÉRIA X MUNDO DA ENERGIA - | Artigos do Clube
 

MUNDO DA MATÉRIA X MUNDO DA ENERGIA

Autor Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA - mariahelena@pobox.com




 

A humanidade hoje está passando por uma grande transição, para não dizer a maior da nossa História.

Esta transição se deve principalmente ao fato de termos passado do mundo da matéria para o mundo da energia.

No mundo da matéria o comando está na mente, toda e qualquer escolha é realizada através da razão. Estas escolhas são baseadas apenas nos 5 sentidos, tudo é completamente dependente do que vemos, sentimos, ouvimos, tateamos e sentimos o cheiro.

No mundo da energia, há uma mudança radical em nossa forma de viver, pois a lógica e a razão nem sempre dão suporte às escolhas e ações. Quem realmente comanda este mundo da energia é a alma. Vamos aqui deixar de lado qualquer conotação religiosa em relação à alma, mas é inegável que o Ser humano é constituído de corpo, mente e espírito, na verdade uma parte de nós que transcende a razão.[1]

No mundo da energia é necessário transcender para poder viver bem, entender o simbólico e perceber que existem padrões que norteiam a nossa forma de viver.

No mundo da matéria, a maior parte das nossas atitudes e pensamentos estão focados no mundo externo, no mundo da energia o foco muda para o interior.

O contato com uma essência que todos temos, mas que não é tão conhecida assim, é inevitável nesta mudança. Na verdade temos medo de entrar em contato com esse mundo interior, pois ele é bem diferente do exterior. Mudanças se fazem necessárias e isso implica em sair da zona de conforto para estabelecer as mudanças. Neste mundo da energia não é possível mentir. As coisas “são ou não são” e ponto final.

Quem supre esse mundo da energia é a Fonte Suprema, Deus, o Universo, como queiramos chamar e para que possamos ser supridos, é necessário que entendamos que a conexão com a Fonte precisa estar limpa, desobstruída e fortalecida. Ela nunca deixa de existir, pois é o que nos mantém vivos, mas através dos nossos pensamentos de baixa vibração podemos poluir essa conexão e ela deixa de ser plena.

A nossa comunicação com a alma é bastante rápida, na verdade quase instantânea e é necessário que estejamos atentos às respostas, pois elas são a primeira coisa que vem na mente. Só que esta resposta não vem através de palavras e sim através de percepções. Isto é o que chamamos de intuição. Sempre tivemos intuição, mas quase sempre nossa mente questiona, e como estamos tão acostumados com o mundo da matéria, deixamos que a razão se sobreponha à intuição.

No mundo da energia a nossa percepção da realidade muda completamente e passamos assumir as consequências pelas nossas escolhas pessoais e planetárias. Não há separação, as relações se globalizam e as nossas ações agora ficam pautadas em uma visão do todo, pois qualquer escolha que eu faça afeta muito mais do que a minha realidade, pois afeta sempre o todo.

Finalmente a humanidade terá que entrar em contato com uma forma de viver onde a cabeça e a razão não são a autoridade máxima e que o nosso equilíbrio e harmonia – saúde – estão baseados nesta essência que é o motor que nos move e organiza toda a nossa experiência aqui neste Universo, no momento, resumida neste nosso lindo planetinha azul.

 

 

Maria Helena Leite de Moraes

Fevereiro de 2015

 

 

 



[1]
Para efeito deste texto, as palavras: alma, espírito e essência tem a mesma conotação 



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA   
Maria Helena Leite de Moraes Travessia - A Caminho da Nova Energia Fonoaudióloga e Terapeuta Holística Master em Reiki Master em Magnified Healing® / Light Healing® Litoterapeuta Facilitadora de Barras de Access®
E-mail: mariahelena@pobox.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 19/02/2015
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.