Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

A Lei da Inércia

por Alex Possato - alexpossato@hotmail.com

lei da inercia 

 

"É mais fácil que algo em movimento permaneça em movimento. De modo inverso, uma vez que um objeto (ou pessoa) está em descanso, é mais fácil que permaneça em descanso". (John Marks Templeton)

Muitas pessoas são ativas. Extremamente ativas. Fazem, fazem, fazem. Outras, estão travadas. Sem coragem, sem força, dominadas pela preguiça. Seria lógico pensar: as pessoas que fazem muito, conquistam muito, e as pessoas que pouco fazem, estão na pindaíba, não é mesmo? Bem, convido você a olhar melhor para estas duas atitudes, aparentemente antagônicas.
Estar em movimento em busca da sua própria realização não quer dizer fazer muita coisa. Não é a quantidade de esforço que determina o sucesso, mas sim, o trabalho cirurgicamente focado, apoiado por uma motivação baseada na prosperidade, na auto-estima, na fé em Algo Maior. Gente que faz muito, mas não tem foco, não sabe exatamente porque está agindo, com certeza está impulsionada por uma emoção interna distorcida. Algo dentro dela diz: você não pode parar. Você tem que fazer. Você é pobre, fracassado, doente, errado, e tem que sair dessa! Se parar, você quebra! Isso é a sombra, o Eu inferior falando. A este tipo de atitude, costumo chamar de mangueira de jardim. Já viu uma mangueira com a água saindo com pressão, solta num canteiro ou gramado? Molha tudo e todos, de forma aleatória, pode até machucar.
No fundo, este tipo de atitude não é muito diferente da pessoa que está paralisada. A pessoa que não faz nada, está com a sua energia vital sendo drenada para alguma emoção de carência, dó de si mesma ou até raiva intensa, que acaba inconscientemente causando a paralisia, já que o sujeito tem medo de perder o controle do seu ódio. E assim, direciona o ódio contra si mesmo.
Em ambos os casos, é necessário um trabalho de investigação intenso, para ser determinado onde está a emoção distorcida. Terapia, práticas espirituais, ritos, meditação, tudo isso são atividades que podem ajudar. Talvez você esteja querendo agradar alguém. Quem sabe, queira ser visto e aprovado? Ou está lutando contra alguém do passado, ou alguma situação que não aceita...qualquer que seja a emoção distorcida, ela drena e distorce a sua energia vital, que naturalmente estaria focada para a sua realização pessoal, sexual, profissional e espiritual.
O ser humano é um organismo perfeito. Em todos os sentidos. Foi criado para estar em paz e viver na abundância que o universo proporciona. Mas para que isso seja possível, é necessário afinar o instrumento: significa conhecer a si mesmo, profundamente, dominando sua mente, acolhendo suas emoções e estabelecendo atitudes condizentes com quem você é - um ser íntegro, total, próspero e capaz. Essa é a sua realidade.
Aí então, você poderá se apoiar totalmente da Lei da Inércia. Agirá, conscientemente. Suas ações não serão para tirá-lo de um estado de carência ou pobreza, mas sim, para afirmar a sua riqueza natural e capacidade infinita. Você estará agindo para honrar a sua filiação divina, em nome do seu Pai e Mãe universal. Será o co-criador de um mundo próspero, feliz e em paz, que é o mundo que você alcança, aqui e agora, quando está neste estado de ação. Não existe esforço por ter que alcançar algo melhor, porque você já é o "algo melhor". E está somente reafirmando isso, com suas ações conscientes, harmoniosas, amorosas. E em alguns momentos, também poderá curtir um descanso. Parar, para mudar os rumos. Observar, sentir intuitivamente a melhor direção.
É importante frisar: a ação consciente nunca é dolorosa. Não há esforço. Não há ansiedade. Esta ação parte de um estado interno de paz, onde você está desidentificado dos seus pensamentos e das suas emoções. Você está agindo, mas é uma ação muito prazerosa. O grande desafio é voltar sempre para este centro, de onde flui o seu verdadeiro ser. Os pensamentos irão a todo momento confrontá-lo, e se você embarcar neles, poderá se perder. As emoções podem tirar a sua confiança, a sua fé... Lembre-se que você não é o que você pensa. E você não é o que você sente. Evite correr avidamente atrás do prazer e fugir da dor - estacione na observação daquilo que é, aqui e agora. Nada daquilo que é impermanente, é você. Os pensamentos passam e mudam. As emoções vem e vão, tanto as positivas como as negativas. Nada disso é você. Mesmo que você não consiga acessar quem você é, além dos pensamentos e das emoções, pode entender isso racionalmente. E tomar atitudes a partir deste entendimento, não é mesmo? A princípio, isso já fará uma diferença enorme na sua vida. E aos poucos, com a graça do Divino, você irá acessando a sua verdadeira essência, que já está aí, aqui e agora... E verá pequenos milagres se concretizando na sua vida. Afinal, como ensina sabiamente o ativista norte-americano Elihu Burritt, "tudo o que realizei, e que espero ou sonho realizar, foi e será alcançado pelo processo meditativo, paciente e perseverante da expansão pelo qual se constrói um formigueiro, ou seja, partícula por partícula, pensamento por pensamento, fato por fato".

 

Alex Possato é terapeuta de constelação familiar sistêmica e escritor. Acesse seus trabalhos no site www.expressaodoser.com

 

 




por Alex Possato   
Terapeuta sistêmico, trainer de cursos de formação em constelação familiar sistêmica, consultor de imagem profissional e coordenador do projeto Casa Amor em Movimento
Lido 913 vezes, 3 votos positivos e 0 votos negativos.   
E-mail: alexpossato@hotmail.com
Visite o Site do autor

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS