Artigo de Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA: AMAR - VERBO INTRANSITIVO - | Artigos do Clube
 

AMAR - VERBO INTRANSITIVO

Autor Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA - mariahelena@pobox.com


AMAR - VERBO INTRANSITIVO


A mais potente das energias e dos sentimentos é geradora de todas as coisas boas que sentimos.



Quando entendemos que a capacidade de amar é nossa, nos tornamos livres para AMAR.



O amor não depende do ser amado, e sim depende de quem ama.



É uma energia radial que sai do coração e se expande em todas as direções. O amor não é e nem pode ser direcional, pois é radial. Eu amo, ponto final, a tudo e a todos.
Esse amor que eu dirijo a uma ou outra pessoa é o amor de condições, eu amo desde que ... vc me ame, ou vc me faça bem...



Estamos no aprendizado desse amor que expande. Estamos aprendendo que somos nós que decidimos quem amar e não o outro que define isso. Se o amor está dentro de mim eu defino como ele se expande. A capacidade de amar é minha.



Quando aprendemos a centrar nossa atenção no coração, fica mais fácil se entregar a esse amor. O amor nos leva ao equilíbrio em tudo. O amor é o estado harmônico do SER.



Esquecemos disso e saímos pela nossa vida mecanicamente, sem atenção ao que realmente estamos fazendo. Sem dar atenção ao que realmente importa. Nossa vida é tão louca e atribulada que não vemos quem está ao nosso redor e não damos importância ao que de fato é o que mais interessa em nossas vidas. E quando uma pessoa querida deixa de estar ao nosso lado, nos sentimos culpados, pois não demos a devida atenção a ela como gostaríamos.



Aprender a centrar nossa atenção no coração é imprescindível neste momento planetário. Não somente pelo fato de AMAR, mas também pelo fato de que a inteligência do coração é extremamente mais elaborada e refinada do que a do cérebro. Essa inteligência é o que podemos chamar de intuição. A inteligência intuitiva do coração sempre agrega uma dose de compreensão, tolerância e muitos outros atributos que fazem uma grande diferença no momento em que temos que tomar uma decisão, ou quando vamos reagir a uma situação conturbada ou difícil.



A mente do cérebro serve para as situações e decisões práticas da vida e deve sempre estar em estado de coerência com o coração.



Todos nós já presenciamos ou vivenciamos situações onde a inteligência do coração foi totalmente utilizada. Por exemplo, num jogo de basquete onde há uma jogada genial, o jogador está numa posição da quadra onde ele tem uma visão de todos os outros jogadores, mesmo os que estão atrás dele, ele consegue calcular onde está a bola, quanto tempo levará para ela chegar na mão dele, onde ele precisa se posicionar, quem ele vai driblar para colocar a bola na rede. E tudo isso acontece em poucos segundos. Não seria possível ele calcular tudo isso pela mente lógica, não daria tempo, por mais inteligente que ele fosse. Essa é a inteligência intuitiva do coração. Aquele jogador gosta tanto do que faz, e o faz com o coração que consegue deixar fluir dessa forma.



Do mesmo jeito acredito que estamos chegando num tempo em nosso planeta que essa inteligência não só é a melhor forma de viver, como será estritamente necessária, pois o tempo está se acelerando de uma forma tão intensa , ou pelo menos a nossa percepção dele, que não teremos tempo de raciocinar com a mente lógica para tomar decisões, não será mais possível esperar. Teremos que agir no momento ou perderemos o "bonde".



Acredito inclusive que estar centrado no coração será a seleção natural da humanidade para a Nova Terra.
AMAR VERBO INTRANSITIVO.






 

Maria Helena Leite de Moraes


mariahelena@pobox.com
link


 

 



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA   
Maria Helena Leite de Moraes Travessia - A Caminho da Nova Energia Fonoaudióloga e Terapeuta Holística Master em Reiki Master em Magnified Healing® / Light Healing® Litoterapeuta Facilitadora de Barras de Access®
E-mail: mariahelena@pobox.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 29/01/2012
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.