Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

Mas o que realmente é considerado Ejaculação Precoce?

por Antar Gasha - antar.gasha@gmail.com

A Ejaculação Precoce é um problema que atormenta cerca de 36 milhões de homens no mundo, mas muitas vezes é negligenciado pelo homem e até mesmo pela sociedade, já que é um assunto de difícil trato, cercado de tabus e preconceitos. Trata-se da disfunção sexual mais comum que encontramos entre a população masculina. O homem que passa por isso, muitas vezes, pode não saber o que é exatamente ejaculação precoce. Ou, ainda, sabe, mas não admite que possui.

Um estudo realizado recentemente reconhece que 30% dos homens sexualmente ativos sofrem de Ejaculação Precoce. Trata-se de um número bastante significativo. Mas o que é Ejaculação Precoce?

É quando o homem ejacula – antes, durante ou logo após a penetração – com o mínimo de estímulo sexual e sem ter desejado. Esse descontrole deve ser persistente, repetitivo e causar sofrimento acentuado ou dificuldade interpessoal. A disfunção sexual é descrita dessa forma no DSM 4, o manual de diagnósticos da Associação Psiquiátrica Americana.

É possível estabelecer um tempo mínimo para atingir o orgasmo? A sigla IELT (Intravaginal Ejaculation Latency Time) – que significa o tempo de permanência do pênis dentro na vagina, desde a entrada até a liberação do sêmen– aparece em muitas pesquisas sobre o tema. Um estudo publicado recentemente no “Journal of Sexual Medicine” chegou a um IELT médio de 5,4 minutos, depois de avaliar durante um mês a vida sexual de 500 casais de cinco países. Pesquisadores americanos afirmam que ejacular antes de 5 minutos após a penetração é o que caracteriza uma ejaculação precoce.

No Centro Metamorfose, em pesquisas de desenvolvimento do potencial sexual do Ser Humano, no qual se aplicam fundamentos milenares utilizados no Tantra, pudemos constatar que, com a devida tonificação dos músculos penianos, um novo condicionamento neuro-muscular torna possível ao homem sustentar a sua ereção por 1 hora e meia hora ou mais. Trata-se de um método simples, mas que não pode ser realizado como uma masturbação. A razão é muito simles, os músculos do braço não são capazes de exercitar o pênis por um período tão prolongado. Por outro lado, a pessoa que recebe o tratamento de tonificação muscular peniana deve permanecer perceptiva, como um observador de suas sensações internas, sem alimentar a sua fantasia e o seu desejo sexual, pois isso ativaria o complexo mecanismo de ativação erótica por intermédio da fantasia, disparando o gatilho ejaculatório.

No Centro Metamorfose, aprendemos que o prolongamento do tempo de ereção é uma questão de condicionamento muscular do pênis. Concomitantemente ao trabalho de tonificação muscular, ocorre uma reeducação sensorial com melhor distribuição dos estímulos, ampliando o repertório sensorial em todo o corpo do pênis e não apenas sobre a glande, como é comum nos procedimentos masturbatórios, viciando e condicionando a ejaculação.


Saiba mais sobre a Lingam Massagem:
http://antargasha.com.br/para-homens.php



por Antar Gasha   
Lido 3714 vezes, 15 votos positivos e 0 votos negativos.   
Visite o Site do autor.   

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS