Artigo de Grupo Psicon: Depressão, desgaste nas relações interpessoais - | Artigos do Clube
 
Depressão, desgaste nas relações interpessoais  
   

Depressão, desgaste nas relações interpessoais

Autor Grupo Psicon - ligabue@grupopsicon.com.br


 

A depressão é uma doença que arruína a vida de quem a possui, embora ainda muitos não acreditem que ela exista.

Hoje os sintomas de quem sofre depressão aparentemente, não são mais nenhuma novidade. O rebaixamento do humor com tristeza, a falta de interesse ou foco, choros repetitivos, entre outros, são facilmente identificáveis por qualquer pessoa. Um profissional capacitado tem grande importância neste diagnóstico, pois consegue detectar esta patologia através da observação, onde relaciona um comportamento, pensamento, sentimento como a expressão do indivíduo através dos sintomas da tríade, sentimento moral, inibição global e estreitamento vivencial.

A depressão pode se camuflar muitas vezes, sob um comportamento irritadiço, revoltado, tendencioso a explosões e sempre culpar o outro por frustrações que o indivíduo depressivo possui em dado momento.

Freqüentemente os pensamentos, a concentração e a tomada de decisões são prejudicados nesta situação em que a pessoa se encontra. Muitas vezes a falta ou aumento do sono, também aparecem como característica da depressão. Também a culpa presente, por não achar-se capaz de sanar conflitos de situações passadas.

Em um quadro depressivo, a energia vital está em baixa, o amor próprio e auto-estima, estão muito prejudicados.

O que posso dar ao outro se não dou a mim mesmo?

Segundo Dr. Xavier Amador (escritor do livro Depressão e Relacionamentos Pessoais. Fonte: NAMIs 2002 Advocate) um casamento em que um dos parceiros está com depressão, tem nove vezes mais propensão de acabar, do que um onde não exista.

A relação intima é mais estressante e conflituosa. E a libido é modificada por causa do estado depressivo. Quanto mais se agrava o quadro, maior o prejuízo na sexualidade. Esta baixa leva o parceiro (a) não sentir-se mais um foco de atração, levando-o  à acreditar que não é mais amado.

Ou então a pessoa quando está só, não busca novas possibilidades devido à baixa libido e auto-estima.

Pesquisas indicam a mais de 30 anos que pessoas que sofrem de depressão são menos satisfeitas com seus relacionamentos românticos.  Um estudo conjunto de duas pesquisadoras, Lyne Knobloch-Fedders, da Universidade Northwestern, e sua irmã Leanne, da Universidade de Illionois, procura mostrar como a incerteza relacional pode trazer explicações para esses dois problemas associados, a depressão e a insatisfação nos relacionamentos afetivos. "Pessoas que sofrem com os sintomas da depressão acabam tendo mais questionamentos sobre suas relações emocionais, o que pode levar a uma menor satisfação", dizem as pesquisadoras. "Se encontramos meios de lidar com as incertezas do relacionamento, isso pode aliviar a depressão e, conseqüentemente, deixar a relação mais leve de uma forma geral", completam. Isso quebraria o círculo vicioso que se instalaria com as incertezas relacionais e proporcionaria uma maior sensação de bem-estar com informações da The Family Institute at Northwestern University

A depressão leva famílias e companheiros há um grande desgaste, pela insistência do estado de humor problemático pelo depressivo. O que os faz sentir frustrados e impotentes na maioria das vezes.

Com tantas dificuldades como esta pessoa pode viver as relações interpessoais de forma saudável?

A qualidade de vida emocional depende exclusivamente da satisfação pessoal, como me relaciono comigo mesmo, me relaciono com o outro.

Para se ter a idéia de felicidade, os sentimentos devem ser aqueles que eu gostaria de sentir no aqui e agora.

Para que tenha qualidade de vida emocional, é preciso que eu viva com satisfação e bem estar.



Se a busca de um profissional capacitado for realizada, a vida poderá se normalizar e com isto todos ganharão. O indivíduo e suas relações interpessoais.



Silvia Ligabue

Psicóloga clinica e Consultora em qualidade de vida no trabalho

Coaching em Bem Estar

ligabue@grupopsicon.com.br

11 2865-4845/9129-6951



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Grupo Psicon   
Curso: Coaching em Bem estar pela Real Balance Global Wellness Services; 2010- Gestão em Qualidade de vida no trabalho;2009 ABQV/FIA Curso de atualização em Promoção da Saúde – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP –2008; Participação em Congressos e Workshops e Grupos com temas em Qualidade de Vida – desde 2005 até o presente mome
E-mail: ligabue@grupopsicon.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 29/06/2011
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.