Artigo de Étis Tânia M. Tonello Martins: Não seja você o causador de discórdias - | Artigos do Clube
 
Não seja você o causador de discórdias  
   

Não seja você o causador de discórdias

Autor Étis Tânia M. Tonello Martins - consulta@spazioumanita.com.br


Qual o objetivo das pessoas  falarem mal umas das outras? Será que essa atitude  provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades. Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa. Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa  um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso. Quanto desamor!

Tentando entender essas situações complicadas que muitas vezes nos acometem, resolvi fazer um estudo sobre o porquê de certas situações em nossas vidas. Senti que somos seres muito sensíveis às energias vibratórias do universo e isso é nosso mesmo. Somos assim. Podemos receber essa sensibilidade tanto de forma positiva quanto negativa. Nascemos assim.

Entretanto, temos que tomar cuidado porque nós podemos adquirir essências que não são nossas, que são de pessoas ou ambientes ao nosso redor ou de quem convive conosco no nosso dia a dia. Cada um tem o seu comportamento, a sua tranqüilidade, a sua passividade, suas críticas, suas agressividades, sua falta de vontade, sua falta de perspectivas, seus problemas pessoais, seus problemas profissionais, seus problemas de relacionamentos...Enfim, seus problemas de vida...

Muitas vezes nos surpreendemos com certas situações que nos acontecem e nem imaginamos que estamos agindo de acordo com o que adquirimos de essências alheias e não com a nossa própria essência.

Conversando com várias pessoas no meu trabalho, vejo o quanto a mágoa é a vilã de muitos dissabores, decepções e discórdias. E é através de mágoas, até antigas, ultrapassadas, que nada tem a ver com o momento de vida atual, que muitas pessoas se deixam levar por energias que não são suas e criticam, afirmam, juram, maldizem os outros, sempre afirmando que determinadas pessoas precisam mudar seus comportamentos para poderem se entender...E agora? Será que o outro também não pensa assim? Que também precisamos mudar para podermos nos entender pra valer?

Interessante, que assistindo a um programa na televisão  me deparei com um assunto que me reportou ao que eu já estava questionando. Relacionado às eleições dos últimos três meses, um candidato comentou que ficou surpreso com a quantidade de comentários a seu respeito que o deixaram até entristecido, pois a maior parte dos comentários eram totalmente descabíveis  já que a maioria das pessoas não o conheciam e poucos sabiam de sua verdadeira essência. Devido a isso ele teve uma inspiração e criou uma música junto com outros colegas seus:

"Quem tem que mudar sou eu para que você seja feliz! Quem tem que mudar sou eu para que você seja mais feliz!" Gabriel Chalita

Bem, foi a gota d´água para o que eu estava sentindo. Se recebermos críticas, devemos então procurar saber se o que está sendo dito faz mesmo parte da nossa essência ou estamos envolvidos em energias que não são nossas, são de outras pessoas com as quais convivemos, de ambientes que freqüentamos, de  disputas para nos derrubar, de situações de inveja para nos destruir, de guerras de poder por vaidade, de momentos de falsidades, onde certas pessoas  querem ser os melhores a qualquer custo e a qualquer preço, pouco se importando se passam com o trator da língua por cima dos outros. Isso é muito triste...

Então, se para encontrar a felicidade devemos nos questionar se "quem tem que mudar sou eu?", você também deve fazer o mesmo: pergunte-se: Por que você deve mudar? Você deve mudar para que os outros sejam mais felizes... Sempre protegendo a própria essência pois a nossa essência é a nossa particularidade é o nosso carimbo aqui no planeta Terra...


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Étis Tânia M. Tonello Martins   
Terapeuta holístico credenciado para a realização de diversas terapias, tais como, cristais, numerologia, o poder da oração, anjos, salmos, fitoterapia, cromoterapia, florais, aromaterapia, entre outras opções em tratamentos naturais com o objetivo de reequilibrar os corpos físico, mental, energético e espiritual do indivíduo.
E-mail: consulta@spazioumanita.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 21/10/2010
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.