Artigo de Maria Ivone Neto Mourão: Beba na sua fonte - | Artigos do Clube
 
Beba na sua fonte  
   

Beba na sua fonte

Autor Maria Ivone Neto Mourão - mivoneneto@gmail.com


Ando refletindo muito em um erro que já cometi e observo outras pessoas repetindo esse padrão. Mudar padrões enraizados não é fácil, mas, é perfeitamente possível a partir do momento que tomamos consciência do quanto essa crença nos prejudica. Esse processo de questionamentos faz emergir muitas perguntas:

Quantas vezes buscamos encontrar nossas bases fora?

Quantas vezes colocamos no outro a estrutura que precisamos encontrar em nós mesmos?

Quantas vezes nos queixamos do outro, da ausência de sensibilidade, disso ou daquilo, sem que percebamos o desequilíbrio em nossa própria freqüência?

Quantas vezes buscamos segurança em relacionamentos ou situações que não tem sintonia com nossa essência?

Até que ponto você é influenciado pelo "modelo" que é imposto como aceitável e fecha a porta para os sinais do seu próprio corpo?

Sim, seu corpo dá sinais. Seu corpo é inteligente, capta a desarmonia e a discordância e soa o alarme. É preciso ouvir com atenção esses chamados para a mudança. Preste atenção em si. Sinta sua respiração, ouça suas dores, conecte-se com sua vibração e faça o diagnóstico claro com a voz do coração. Descubra sua fonte e encontre o lugar sagrado para beber a água saudável de sua sabedoria.

Mesmo que você esteja em um emaranhado de teias, como numa encruzilhada que aponta muitas direções, tenha certeza de que é capaz de escolher sua rota e seguir seu caminho. O apoio principal está em você mesmo. Faça o exercício de escutar seu silêncio, de mergulhar profundamente em sua luz e sombra e verá que muitos conflitos que você julga estar no outro estão em chamas em você. Aprendi com a dor que muitas disfunções físicas tinham raízes no emocional e hoje estou aprendendo a ver com mais nitidez que há diferentes e integrados planos em comunhão: físico, mental, emocional e espiritual.

Hoje valorizo muito mais o silêncio, a oração, a meditação e a paz que sinto por estar ampliando minha consciência sobre a importância da energia da qual faço parte. Já reconheço a atuação dos meus chakras e vejo como cada ser humano é um grande exemplar dessa conexão da natureza que tem exemplares de ondas energéticas de distintas formas. Nosso DNA é uma espiral de conexões, é uma rede interligada. Nosso corpo tem memória celular e sinto que há tantas ligações e tantas freqüências.

A simplicidade e a complexidade se misturam. Tudo é uma unidade e compreender que nossa unidade é uma bênção nos faz ter consciência da imensa responsabilidade que temos nesta jornada. Não desperdice a luz de sua fonte. Não tenha medo de encontrar a si mesmo. Preste atenção em você e descubra um portal de informações valiosas para que você cultive um diálogo consigo mesmo e compartilhe sua leitura com quem você ama. Permita que a gratidão inunde seu ser, agradeça pela dádiva da vida, respire e toque seus sentidos com amor. 



Texto revisado



Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Maria Ivone Neto Mourão   
Sou aprendiz escrevendo o roteiro de minha estrada. ivonecordeiro.blogspot.com www.marcosturbo.com.br
E-mail: mivoneneto@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 09/08/2010
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.