Artigo de Daniele Alvim: O Novo Frasco da Aura-Soma: Arcanjo TZAPHKIEL - Parte I - | Artigos do Clube
 

O Novo Frasco da Aura-Soma: Arcanjo TZAPHKIEL - Parte I

Autor Daniele Alvim - danielealvim@hotmail.com


Nascido em 14 de dezembro de 2009 às 11:00 AM

de Mike Booth (Presidente da Aura-Soma Internacional)

Os aspectos mais profundos do Feminino Divino
Os aspectos das águas de toda a Criação
Mergulhar dentro de Binah na Árvore da Vida
Aquele que dita a ordem dos anjos chamados Aralin
Guardião das Crônicas Akáshicas e de seus mistérios
A sustentação de um oceano eterno de compaixão
O aspecto mais profundo da intuição, a instrução interior do coração
A superação dos obstáculos e a cura das forças
Um convite para o desarmamento interno para revelar o Verdadeiro Ouro
A morte do que foi e a purificação da mirra
Um amor que não nos pede para "sair do Caminho", mas se tornar o Caminho
Um relance e um chamado das realidades e dimensões mais profundas
Uma expansão da individualização pessoal rumo ao coletivo
Através deste frasco, Ela vem para proteger os trabalhadores da luz nos templos de seus corpos.

Queridos Amigos,
O nascimento de TZAPHKIEL iniciou-se em 19 de novembro, uma manhã após Linda Tucker e eu termos completado o workshop de Aura Soma® do Leão Branco em Dev Aura. Durante os processos de nascimento dos frascos Equilíbrio, este foi o mais longo que já vivenciamos. Quando a compreensão foi dada de que o nascimento estaria completo em 14 de dezembro, nós percebemos que este dia também corresponde ao Anjo Ariel no reino Angélico, cujo nome significa "Leão de Deus".

Além disso, a função de Ariel como "o que percebe e revela os mistérios divinos" ainda se relaciona a TZAPHKIEL como o guardião dos Registros Akáshicos, também chamados de Livro da Vida, nos quais se diz que a história de cada alma está escrita. TZAPHKIEL está nos oferecendo acesso aos antigos mistérios do futuro de Amor e Verdade, para que mais da totalidade de quem nós somos possa se tornar manifesto em nossa atual encarnação. À medida que avançamos das energias do B106 para o B107, nós estamos nos aproximando do final de um longo túnel que foi repleto de sombras. Enquanto a nova luz pessoal e interpessoal está a raiar, nós podemos começar a ver a paz que acena para nós da amplitude de um futuro transformado.

Como o dia 14 de dezembro corresponde à influência do coração de Ariel, a conexão entre o Leão e Ariel (que se relaciona com o frasco B23 dos frascos Equilíbrio), juntamente com o emergir de TZAPHKIEL, sugere que o que chega a nós através do nascimento do B107 seja o poder e propósito do compassivo Amor do Coração do Leão - um amor que vem para nos alquimizar adiante, rumo ao estado dourado de ser da individualização pessoal e coletiva. Assim, TZAPHKIEL nos convida a expandir o sentimento de amor rumo ao propósito e ao compromisso com o amor. Este amor expandido sustenta um oceano de compaixão, no qual nós podemos trazer tudo o que já fomos para a reconciliação com tudo o que podemos nos tornar. É um amor que não nos pede para sair do caminho, mas para se tornar o Caminho. É um amor com a presença de não apenas energizar as pequenas coisas de nossas atividades diárias - eventos, encontros e o porquê e a maneira que fazemos as coisas - mas também para nos propelir e expandir nossa individualização pessoal rumo à colaboração com as individuações dos que estão à nossa volta e, finalmente, a toda a evolução do Coração-Terra coletivo.

Em nossa jornada pessoal de individuação, nós frequentemente respondemos a partir do plano mental ao invés de escutarmos a estrela interior, a essência brilhante de nosso ser que fala conosco como uma "instrução interior", sempre nos lembrando de quem nós realmente somos. Enquanto continuamos na direção onde as decisões são tomadas e as percepções compreendidas principalmente com o intelecto, a luz interior pode parecer diminuir. É assim que sentimos um "chamado" de um nível ou dimensão mais profundo, que no começo pode parecer um mal-estar ou ansiedade.
O Magenta Púrpura em TZAPHKIEL é a profundeza que está sendo movida enquanto a alma nos pede por um reconhecimento mais profundo. Cada um de nós é um ser de luz em trama, frágil dentro da densidade de nossa fisicalidade. Nós frequentemente tendemos a abusar de nossa fisicalidade e em nossa busca, nossa trama pode parecer encolher enquanto começamos a sentir nossas vulnerabilidades, que podem ser erroneamente tidas como fraquezas. Entretanto, quando as dificuldades vêm à tona e nos dão um sentimento de estarmos superexpostos, elas estão na verdade pedindo para serem curadas e, finalmente, reveladas como nossas maiores forças.

Quando olhamos as correspondências numéricas do 107, também recebemos um sentido de teste - um teste com relação aos padrões cármicos do B10, a Roda da Fortuna e do B7, o Jardim de Gethsêmane, o teste final da fé. O B10 fala das sementes cármicas e da consequência do que plantamos e o 7 é o teste que é sempre ampliado para maximizar nossa oportunidade à medida que plantamos as sementes. Quando estes dois frascos ou compreensões se combinam no Verde/Violeta do Trovador B17 (10 + 7), somos lembrados das cores do B106 Verde Oliva Claro Turvo/Lilás Turvo e nós vemos o progresso desde a luz emudecida do B106 até a iluminação movida pela alma do Turquesa no B107. O frasco Trovador B17 representa o caminho de ida do B95, Arcanjo Gabriel, mensageiro da estrela. Isto nos relembra sobre a conexão da alma/estrela da encarnação, que nos permite trazer para baixo aquilo que está acima de nós através do que está a nossa frente: as informações, energia e matérias-primas dos padrões condicionados necessários para começar a transmutação rumo ao ouro dentro de nós.

Como nós tendemos a nos identificar mais com a matéria densa de nosso ser, TZAPHKIEL, assim como a Mãe Divina, vem em compaixão para nos ajudar a dar a luz ao corpo de luz, dentro da química dos nossos corpos físicos. Desta maneira, nos é oferecido o "apoio de luz" necessário para responder aos conteúdos da alma que estão no interior e acima. À medida que participamos nos reinos interiores mais profundos, a presença energética da estrela da alma acima de nós é trazida para mais perto de nossa fisicalidade. A "base de entusiasmo" de nossa humanidade é transformada pela mistura do humano e do divino dentro de nós. Nós finalmente nos tornamos "templos da luz", pois a completude de quem nós somos e o que viemos fazer aqui é iluminada e expressa... (Continua na Parte II).

No Amor e na Luz,
Mike Booth, com agradecimentos a Terah Cox

Tradução: Alexander Palma 

Texto revisado



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Daniele Alvim   
Daniele Alvim é Escritora, Terapeuta e Professora de Aura-Soma
Visite seu Blog, Twitter e minha comunidade de Aura-Soma no Orkut.

E-mail: danielealvim@hotmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 04/01/2010
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.