O Amor tem Cura? - Maria Silvia Orlovas | Artigos do Clube
 
Esqueci a senha
 

 
O Amor tem Cura?
Bookmark and Share

O Amor tem Cura?

por Maria Silvia Orlovas - morlovas@terra.com.br

Você realmente acredita que o amor possa se curar?
E, afinal, do que sofre o amor? Da falta de respeito? Da falta de sintonia quando eu digo que amo e o outro nem quer saber de mim? Ou da completa ausência de um parceiro honesto?
Parece que a maioria das pessoas sofre desse flagelo de não se sentirem amadas ou recompensadas pelos sentimentos amorosos que oferecem ao mundo. E dentro dessa maioria já percebi que boa parte não acredita na cura do amor.

As pessoas desejam que o amor seja curado, que tudo possa fluir diferente em suas vidas, mas quando intimamente se perguntam se acreditam de fato que curar o amor seja possível, muitas negarão.
Não será uma negação desejada, como um “não” que alguém fala com total convicção e desejo que sua negativa seja respeitada. Ao contrário, será um “não” dolorido como um parto sem anestesia, um “não” que não quer ser pronunciado e um “não” que também nunca desejei ouvir, mas, que na minha função de terapeuta e ouvinte dos lamentos da alma, já recebi muitas vezes como resposta.

Aline chegou assim ferida às minhas mãos. Depois de um relacionamento superficial, como ela chamou, já que o namorado não assumia totalmente a relação, ela conheceu Alfredo num grupo de estudos espiritualistas e, logo, ambos perceberam a química especial que acontecia entre eles. Ela, com medo, fugiu, mas aquele tipo de fuga de quem não quer ir. Ela não queria se afastar do moço, apenas estava com medo de onde aqueles sentimentos poderiam levá-la. Dentro dela já sentia um frio na barriga e o sinal de alerta mostrando que de novo tudo poderia dar errado.

“Mesmo assim não deixei de dar uma chance”, disse ela em prantos. “Tive coragem. Queria que o amor desse certo dessa vez, mas não deu. Depois de sairmos algumas vezes e de me ajudar a pôr um ponto final no antigo relacionamento, ele simplesmente sumiu”.

Senti a dor do desabafo de Aline que, apesar de seus 35 anos, parecia uma senhora idosa falando de tudo o que não dava certo em sua vida. Expliquei que mudar a chave de uma história de vida não é fácil, mas é possível.
Na Sessão de Vidas Passadas, as histórias se repetiam. Ela, vítima de enganos, fechando-se para a vida, sempre atraindo pessoas complicadas, sofrendo e ficando aprisionada ao círculo familiar.
Terminada a parte energética da sessão, conversamos sobre o seu comportamento hoje. Perguntei o que ela fazia nos seus finais de semana, como estava observando a passagem da vida.
“Maria Silvia, estou tão infeliz que os dias parecem iguais. Trabalho e cuido da minha mãe, nos finais de semana fico com meus sobrinhos e, de vez em quando, saio com as amigas, mas perdi o gosto pelas coisas. Agora, então, depois dessa decepção não quero mais nada. Passei pelo menos dois finais de semana dormindo. Sei que é errado, mas não queria ver a vida”.
De certa forma, esta moça já tinha algumas respostas dentro dela, mas seguir o caminho de cura não é nada fácil. Conversamos sobre persistência em trilhar um rumo positivo, pois não basta desejar coisas boas ou felizes, precisamos acreditar de verdade. Abrir a mente, participar de grupos, fazer cursos, envolver-se em trabalhos humanitários é fundamental para abrir a energia.

Confira os ensinamentos e meditações curativas que Maria Silvia ensina participando de um dos seus grupos.
Venha participar do seu
Grupo de Meditação Dinâmica que acontece todas as quartas-feiras no seu espaço em São Paulo. Venha ouvir pessoalmente as canalizações.


Texto revisado por Cris




por Maria Silvia Orlovas   
Maria Silvia Orlovas é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.
Me acompanhe no Twitter e Visite meu blog

Lido 28294 vezes, 884 votos positivos e 23 votos negativos.   
E-mail: morlovas@terra.com.br
Visite o Site do autor
Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS