Artigo de Flávio Bastos: Sonhos reveladores - | Artigos do Clube
 
Sonhos reveladores  
   

Sonhos reveladores

Autor Flávio Bastos - flavio01bastos@gmail.com


Os sonhos desde épocas imemoriais têm instigado a imaginação do homem. A grande incógnita tem sido: Por que sonhamos e qual o significado dos sonhos? Questionamentos que encontram eco com o surgimento da Psicanálise de Freud. No entanto, a partir da segunda metade do século XX, com o avanço dos estudos sobre a Física Quântica, a Teoria Reencarnacionista e a Psicologia Transpessoal, a experiência onírica passa a resgatar o seu significado transcendente no contexto vital do ser humano.

Hoje, sabemos que os sonhos não representam somente o reflexo do nosso psiquismo relacionado aos acontecimentos da vida atual, pois descobrimos pelas evidências das experiências regressivas, que o inconsciente humano guarda registros de remotas vivências do espírito em suas sucessivas jornadas pela matéria.

A regressão espontânea ou induzida (em sonhos por mentores ou guias espirituais) são de conhecimento dos espíritas, dos reencarnacionistas de uma forma geral e também de um significativo número de terapeutas de vidas passadas. E sempre haverá uma mensagem para a pessoa que passa pela experiência de acesso a vivências passadas por intermédio do sonho, porque nada em nossas vidas acontece por acaso e se a pessoa teve esse privilégio, cedo ou tarde ela compreenderá o motivo.

Em relação a isso, já havia registrado em artigo anterior que discorreu sobre esse tema, o fato de ter experenciado durante um curto período de minha vida, uma sequência de revivências em sonhos, onde mais tarde, através de elaborações associativas entre as informações dos sonhos e a situação da vida atual, fui compreendendo o que as mensagens estavam querendo "me dizer". E, a partir desse processo de conscientização, transformando em mim o que deveria ser transformado...

Conheço uma médium mineira que me impressiona pela intensidade de mensagens e contatos espirituais que recebe através da atividade onírica. No entanto, a maioria dos médiuns, pouco ou nada recebem em sonhos. Tudo é uma questão individual e jamais no sentido genérico, pois cada indivíduo tem as suas experiências mediúnicas conforme o seu perfil espiritual.

Contudo, os sonhos que envolvem experiências regressivas são, normalmente, esclarecedores ou reveladores, porque trazem em seu conteúdo onírico, importantes informações que a pessoa precisa processar para atingir uma determinada meta ou para obter respostas em relação a dúvidas que a impedem de tomar importantes decisões em sua vida. Mas para que isso ocorra, é indispensável que estejamos bem próximos de nossos mentores espirituais...

Há alguns meses, através de um conhecido site de relacionamento virtual, recebi o convite de amizade de um músico e poeta residente em outro estado. Após analisar o seu perfil, adicionei-o na relação de amigos. No outro dia, para minha surpresa, recebi uma mensagem sua que deixou-me intrigado: "Parece que ouço a sua voz trazida pelo tempo... o seu olhar é o mesmo dos cavaleiros lendários dos tempos imemoriais... isso faz crescer a fé. Um abraço forte, amigo!"

Um tempo depois, em outra mensagem postada, ele registra algo que deixou-me ainda mais intrigado: "Eu sei que você tem uma informação que vai me fazer dar mais um passo. Conta-me tudo e não esconda-me nada, amigo!"

Passados cerca de dois meses do envio das mensagens pelo amigo virtual, numa certa noite tive um sonho, que ao estabelecer conexão com uma antiga experiência onírica, esclareceu tudo: "Encontrava-me em um ambiente festivo conversando com pessoas conhecidas. Num determinado momento, afastado daquele grupo que conversava animadamente, o meu amigo surge da penumbra do ambiente revelando o seu rosto. Ele se aproxima timidamente, mas pára a uma distância do grupo como se esperasse que eu o chamasse. Com um gesto de braço convido-o a aproximar-se e recebo-o com um fraternal abraço. Nesse momento, as informações de uma vida passada em que fomos cavaleiros medievais em marchas guerreiras pela europa, sendo ele um oficial subalterno - o que no sonho explica a sua postura reservada - fluem como se fossem imagens de um filme épico. No final, uma mensagem encaminhada pela espiritualidade, sugeria os temas "cavaleiros da paz" ou "guerreiros da paz" como inspiração para que ele compusesse uma letra musical".

Ao analisarmos essa experiência onírica, repleta de conteúdo interpretativo sob a ótica interdimensional, não podemos deixar de registrar as interconexões que se estabelecem desde o momento da primeira mensagem postada pelo amigo músico, até a última mensagem por mim recebida em sonho. Chega-se à conclusão, portanto, que o sonho em questão reúne algumas importantes características, sendo elas a revelação, o esclarecimento, o reencontro de espíritos amigos e a inspiração (mensagem final) que é o "passo" que ele deve dar, inspirado pelo tema "paz" em suas composições musicais.

Na verdade, a mensagem final é o que fica de importante como tema de inspiração para dois espíritos que tiveram no passado uma trajetória de lutas guerreiras, mas que agora, mesmo separados pela distância geográfica, caminham juntos não mais em direção das sangrentas batalhas, mas na trilha da paz e do amor fraternal que liberta e expande consciências.

Psicanalista Clínico e Interdimensional.
Atendimento online/messenger
(ver site do autor)

Texto revisado por: Cris



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 06/09/2008
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.