Artigo de Flávio Bastos: Carta aberta aos céticos e indiferentes - | Artigos do Clube
 

Carta aberta aos céticos e indiferentes

Autor Flávio Bastos - flavio01bastos@gmail.com


Para os céticos que acham - e tem o direito de achar - que a vida termina com o último suspiro do corpo, e para aqueles um tanto descrentes ou indiferentes que consideram a vida repleta de mistérios e enígmas indecifráveis, portanto complicada demais para ser aprofundada no seu sentido científico, filosófico e espiritual, gostaria de inserir nesse contexto vital, para que possamos fazer as devidas reflexões, um importante ingrediente, ou seja, o ingrediente de maior significado de nossa existência: o amor.

Por exemplo: O que move o passarinho a construir o seu ninho e passar semanas chocando para depois passar outras tantas semanas preocupado exclusivamente com a alimentação e a proteção de seus filhotes para vê-los crescer fortes e sadios para a vida independente?

O que move o ciclo das chuvas que irriga o solo, germina a semente, abastece os mananciais de água e sacia a sede e a fome de várias espécies, inclusive a humana?

O que move o afeto e o carinho dos pais à criança que nasce saudável ou àquela que nasce deficiente e que apresenta sequelas para o resto de sua vida?

O que move a dedicação da "mãe" que adota o "filho" de espécie distinta e que jamais o rejeita, permanecendo fiel e responsável até a última fase de seu desenvolvimento?

O que move a solidariedade humana diante de grandes tragédias ou nos anônimos exemplos de auxílio ao próximo?

E por último: O que moveu a energia gerada nos corações e mentes de Jesus Cristo, Mahatma Gandhi, Buda, Francisco de Assis, Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier, entre tantos outros missionários da Luz?

Estamos há milênios em busca de respostas, entretanto, tais respostas encontram-se em nós mesmos - na natureza - e nos edificantes exemplos que estão à nossa volta, mas que muitas vezes não percebemos com "os olhos de ver".

O amor, meus amigos, é uma energia que inunda o planeta Terra, mas que ainda poucos seres humanos utilizam-na em seu próprio benefício e em benefício de seus semelhantes.

Sem amor não há vida e crescimento. Sem o brilho natural de sua Luz, a vida paraliza na inércia e na dúvida, o que não é a nossa vocação, pois somos vocacionados para a abertura de mentes e corações através do conhecimento e pela decorrente expansão consciencial rumo à compreensão do real significado da vida.

Amor e crescimento, meus caros amigos, são uma só e sutil energia que emana e se funde no Uno, abraçando com as suas leis universais justas e verdadeiras, a todas as criaturas, sejam elas estéticamente bonitas ou feias, inteligentes ou nem tanto, puras ou impuras...

Sobre o significado da ressurreição de Cristo, o que a Páscoa vem despertar em nós é a oportunidade de renascimento de nossos espíritos, de nossos valores, da nossa moral. O momento é de renovar atitudes, não de nos apegarmos às velhas. Vamos deixar morrer dentro de nós tudo aquilo que nos causa sofrimento e dor, para que possam renascer em nossos espíritos novos valores de amor, paz, justiça e perdão.


Psicanalista Clínico e Interdimensional.
www.flaviobastos.com



Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 17/03/2008
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.