Artigo de Valéria Centeville: Medo de falar em público - | Artigos do Clube
 
Medo de falar em público  
   

Medo de falar em público

Autor Valéria Centeville - valtvp@gmail.com


Coração acelerado, tremor nas mãos, nas pernas, na boca, angústia, medo de ser julgado, avaliado, ridicularizado, rejeitado. O que vão pensar de mim? O que vão falar? Será que vou conseguir falar ou vai me dar um “branco”? Vou ficar vermelho, não vou conseguir, todo mundo vai perceber que estou nervoso, vão rir de mim...

Esses são sintomas e pensamentos comuns do medo de falar em público. Por trás dele, geralmente encontramos uma educação muito rígida nesta ou em outras vidas, punições severas por pequenos erros cometidos e medo de errar ou desagradar os outros. Também são comuns experiências traumáticas de maus tratos e vidas em que o espírito se sentiu profundamente rejeitado devido à pobreza, feiúra, defeitos físicos ou intelectuais e preconceitos diversos.

As marcas dessas vivências ficam profundamente registradas no inconsciente do espírito e fazem com que a pessoa sinta que não tem valor e que é incapaz. Podem ser encontradas situação vividas de injustiças diversas como, por exemplo, ter sido punido por um erro que não cometeu ou ter sido castigado sem sequer saber por quê.

Vivências em que o personagem (Eu de vida passada) foi mal interpretado, era surdo, mudo ou tinha algum retardo físico ou mental podem aparecer, assim como julgamentos públicos por erros cometidos ou não, além de difamações diversas.

As presenças espirituais, inimigos do passado, também podem atuar de diversas formas, sugerindo que vai dar tudo errado, que a pessoa não vai conseguir se expressar, que todo mundo vai rir dela, entre muitas outras possibilidades; ou seja, atacando os pontos fracos da pessoa e provocando seu fracasso público.

A solução é voltar às origens do medo de falar em público, entender as situações associadas a esse medo para desfazê-lo e transformá-lo em coragem, sucesso e realizações.

Frequentemente, traços de caráter como orgulho, prepotência, rigidez, intolerância e vaidade precisam ser transformados para que os sintomas melhorem e para que a pessoa possa evoluir espiritualmente.


Valéria Centeville - Terapeuta Espiritual.


 

 



Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: Valéria Centeville   
Terapia de vidas passadas. Captação mediúnica. Terapia Reencarnacionista. Terapia Regressiva. Hipnoterapia (hipnose). Terapia Espiritual. Terapia Floral. Canalizações de mensagens dos mentores espirituais. Orientação espiritual. Tarô cigano.
E-mail: valtvp@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 10/01/2008
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2016 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.