Artigo de João José Baptista Neto: Vaticano absolve a Ordem do Templo e restitui a honra aos Cavaleiros Templários - | Artigos do Clube
 

Vaticano absolve a Ordem do Templo e restitui a honra aos Cavaleiros Templários

Autor João José Baptista Neto - krinchen@superig.com.br


NOTA À IMPRENSA

Os documentos apresentados em 25 de outubro demonstram fidedignamente que a Ordem do Templo é inocente de todas as acusações que deram motivo à sua suspensão.

A OSMTJ APLAUDE A BRAVURA DO VATICANO AO PUBLICAR OS DOCUMENTOS QUE ABSOLVEM A ORDEM DO TEMPLO.

O Grande Priorado da Espanha – Priorado Magistral da OSMTJ - reconhece que a publicação do “Processus contra Templarios” é um gigantesco passo adiante, no sentido de que os caminhos paralelos que seguiram até então a Ordem do Templo e a Igreja Católica dentro em pouco encontrarão um ponto de convergência.

29.Outubro.2007 – A apresentação na quinta-feira passada, 25 de outubro, pelos responsáveis pelo Arquivo do Vaticano do volume “Processus contra Templarios” que reedita o “Pergaminho de Chinon”, o que é o mesmo, as atas de exoneração de culpas do Santo Padre à Ordem do Templo é, sem dúvida, um ato de bravura do Vaticano que reconhece o erro cometido, precisamente no ano que se comemora o 700º aniversário do início da perseguição contra o Templo.

O ato que despertou um enorme interesse por informação, que impressionou os organizadores e que é uma demonstração do interesse que continua suscitando a Ordem do Templo, teve lugar na Sala Velha do Sínodo com a presença do monsenhor Raffaele Farina, arquivista bibliotecário da Santa Romana Igreja; monsenhor Sergio Pagano, prefeito do Arquivo Secreto Vaticano; Barbara Frale, descobridora do pergaminho e oficial do arquivo; Marco Maiorino, oficial do arquivo; Franco Cardini, mediavalista e Valerio Massimo Manfredi, arqueólogo e escritor.

A publicação desse documento dissipa e deixa claro todas as dúvidas que por interesse se verteram durante esses séculos sobre a Ordem do Templo e que tanto dano fizeram à imagem da Ordem, deixando claro que:

1. O Papa Clemente V nunca esteve convencido da culpabilidade da Ordem do Templo.
2. A Ordem do Templo, seu Grão Mestre Jacques de Molay e os demais templários presos, muitos deles justiçados posteriormente, foram absolvidos pelo Santo Padre.
3. O Templo nunca foi dissolvido, senão suspenso.
4. O Papa Clemente V nunca acreditou nas acusações de heresia e por isso permitiu aos templários justiçados receber os Santos Sacramentos.
5. Clemente V nega as acusações de traição, heresia e sodomia pelas quais o Rei da França acusou o Templo.
6. O processo e martírio de templários foi um “sacrifício” para evitar um cisma na Igreja Católica, que não compartilhava em sua grande maioria das acusações do Rei da França, e muito especialmente da Igreja francesa.
7. As acusações foram falsas e as confissões conseguidas sob torturas.

Indubitavelmente o Vaticano, com esse gesto, reconheceu publicamente seu erro e, sete séculos depois das condenações e mortes à Ordem do Templo e seus Cavaleiros, mostra os documentos de absolvição que demonstram fidedignamente que a Ordem do Templo é inocente de todas as acusações que deram motivo à sua suspensão.

O Grande Priorado da Espanha – Priorado Magistral da OSMTJ - reconhece que a publicação do “Processus contra Templarios” é um enorme passo adiante, no sentido de que os caminhos paralelos que seguiram até então a Ordem do Templo e a Igreja Católica encontrarão em pouco tempo um ponto de convergência oficial, embora a realidade seja de que a OSMTJ e a Igreja Católica levam muitos anos trabalhando conjuntamente, em momentos onde a fé cristã tão necessitada está de fiéis devotos que possam fazer frente ao assédio a que se vê submetida em nossos dias. Esse grande passo dado pelo Vaticano deve ser reconhecido como um piscar de luz ao Templo na atualidade, gesto que foi reconhecido sem deixar dúvidas pela OSMTJ.

Gabinete de Comunicação
Grande Priorado da Espanha
Priorado Magistral da OSMTJ

Nota traduzida por Fr. João Baptista Neto mediante autorização prévia para publicação nos sites: link e link

Texto revisado por Cris


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   

Autor: João José Baptista Neto   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Publicado em 02/11/2007
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM


© Copyright 2000-2017 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.