Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

Curso Gratuito de Ética - Questões Comentadas: Ética x Moral x Ideologia

por Monika Alves de Almeida Picanço - monika@vivos.com.br

Olá! Quando iniciei este Curso de Ética no Somos Todos Um não tinha idéia do excelente retorno que teria. Agradeço a todos que têm enviado mensagens! Num e-mail de uma estudante foram levantadas algumas questões importantes que incluo aqui.

Questão 1:
Sou estudante e preciso de ajuda para realização de um trabalho. Gostaria muito que você pudesse me ajudar enviando dicas sobre exemplos práticos de moral e ética. Muito obrigada. Eliane

Quando lidamos com Ética e Moral o campo é muito vasto. Mas, se você reparar bem, é só estarmos "antenados" e prestarmos atenção nos noticiários, seja pela TV, jornais, revistas, internet, e até em simples conversas e pequenas atitudes do dia-a-dia, que veremos muitos exemplos.

Tivemos um exemplo recente, com o triste episódio daqueles três rapazes de classe média alta, um deles até estudante de Direito, que gratuitamente espancaram uma empregada doméstica que saía de madrugada da casa onde trabalha para voltar à sua casa. Este é um grande exemplo da degradação dos valores éticos e morais em nossa sociedade. O pior ainda foi a justificativa que deram: que a haviam confundido com uma prostituta, como se fosse justificável sair por aí, espancando prostitutas! A Revista Isto É, de 04 de julho, nº 1966, deu destaque, com reportagem de capa.

O caso, ainda recente, do acidente com o avião da TAM, também pode nos levar a refletir sobre Ética e Moral. Veja bem: devido a interesses comerciais o Aeroporto de Congonhas não é desativado, prejudicando inúmeros moradores dos seus arredores e agora, com essa triste tragédia, questiona-se se o Aeroporto deva continuar ali, se a pista foi liberada antes de as obras que estavam sendo feitas terem sido concluídas, entre outras questões. O próprio descaso ou lentidão na tomada de decisões por parte de nossas autoridades em relação a este e outros tantos problemas socias são exemplos práticos.

Pequenas atitudes como ser educado e respeitar seu semelhante, ser gentil, procurar não poluir ainda mais nosso planeta, tudo o que tenha a ver com Cidadania e Direitos, também são assuntos desse âmbito. Irmos a uma praia e, ao sairmos, não deixarmos sujeira ao nosso redor na areia ou na água é uma atitude ética. No próprio trânsito caótico das metrópoles vemos pessoas agredindo seus semelhentes, muitas vezes, chegando a extremos. Ainda notícia recente, um senhor de idade avançada foi hospitalizado devido a agressões em uma briga de trânsito, por parte de jovens.

Respeitarmos as diferenças de nossos semelhantes é outra atitute ética. Respeitarmos todas as formas de vida, plantas, animais, também.

Questão 2:
Se possível, gostaria que me esclarecesse sobre Ideologia e Ética, como diferenciá-las? (da mesma pessoa)

Bastante interessante sua colocação: Ideologia X Ética. Abre mais uma discussão, além de Ética X Moral.

Entendi melhor a diferenciação com a moral, ao estudar Direito. Veja: a moral pode mudar de indivíduo para indivíduo, de região para região, de época para época. O
Direito até acompanha as mudanças sociais, os costumes, mas mais lentamente. Nosso Código Civil já estava defasado, mudou, mas já está defasado de novo!

Quer um exemplo? Li, na Revista Isto É, que casais estão assinando "contratos de namoro" para que não se confunda o namoro com relação estável, prevista em nosso
Código Civil, pois a relação configurada estável gera direito à herança, partilha de patrimônio, e tem gente com medo de que o(a) namorado(a), ao terminar a relação, venha exigir sua parte em bens materiais, adquiridos no decorrer da relação!

Muito "eticamente", os pares, obviamente não-interessados nos bens materiais, estão concordando em assinar os papéis... ético, não?!?

A meu ver, a atitude é ética, mas a moral resvala o pensar... Posso pensar moralmente, mas agir anti-eticamente! Quer ver? Se sou uma pessoa, geralmente, educada e gentil com meus semelhantes, mas tive um péssimo dia e ao sair do trabalho, entro em meu carro, enfrento chuva em São Paulo, trânsito congestionado, de repente, alguém bate na traseira de meu carro, tenho duas opções: sair, nervosa, aos gritos, xingando e "descontar tudo em cima" do motorista "infrator" - mesmo que, de repente, o freio do carro tenha falhado e ele não teve culpa, ok? - ou tentar manter a calma, ver se estou machucada ou alguém mais se machucou, etc...

Se eu gritar estarei sendo humana, claro... é natural, mas anti-ético. Porém, não deixarei de ser uma pessoa moralmente correta, pagadora de minhas contas e impostos, trabalhadora, responsável...

Sabe aquela frase "você não tem moral pra isso?" Pois é, remetemos ao caráter, não? Embora, muitas vezes, o sujeito bom-caráter dê suas escorregadelas, vez ou outra, agindo de maneira anti-ética! Somos humanos, demasiadamente humanos, como diria Nietzsche.

E a Ideologia? Como diria Cazuza: "Ideologia, eu quero uma pra viver!" Precisamos da Ideologia como um conjunto de idéias que nos dê um norte, mas... e se esse conjunto de idéias for usado politicamente como coerção, por exemplo? Assim como a moral religiosa, muitas vezes, nos inibe, tolhe, com a rigidez de seus dogmas, a Ideologia também pode ser perigosa! Afinal, e o livre-arbítrio?

Essa coerção difere da coerção da norma, necessária ao bem comum, ao convívio social.

A grande questão é: tudo tem que visar o bem comum, para que seja possível e feliz viver em sociedade. Com regras, sim, mas regras que dêem ao indivíduo condições de se amar e se respeitar e amar e respeitar o próximo e dar a ele o direito natural de seu livre-arbítrio, um livre-arbítrio responsável, conseqüente, equilibrado, entre a via racional e a via do coração.

"Ideologia é um termo inventado pelo sensualismo de Destutt de Tracy, em 1796, em Project d’Élements d’Idéologie, querendo significar ciência das idéias, o estudo sistemático, crítico e terapêutico dos fundamentos das idéias. Sofre logo uma rápida evolução semântica: de ciência das idéias passa a aspiração reformista, envolvendo um programa político.(...)" Fonte: Breves tentativas de definições conceituais elaboradas por um professor em regime de sabática (José Adelino Maltez in http://topicospoliticos.blogspot.com/2004/10/ideologia-o-que.html).

"Ideologia: um mascaramento da realidade social que permite a legitimação da exploração e da dominação. Por intermédio dela tomamos o falso por verdadeiro, o injusto por justo. Como ocorre essa ilusão, essa fabricação de uma história imaginária? Qual sua origem? Quais seus mecanismos, seus fins e efeitos sociais, econômicos e políticos?" Fonte: http://sabotagem.revolt.org/.

No site acima é possível baixar gratuitamente o livro "O que é Ideologia", da filósofa Marilena Chauí.

Texto revisado por Cris

Visite:



por Monika Alves de Almeida Picanço   
Teóloga, jornalista, radialista, professora. Pós-graduada em Filosofia. Licencianda em Letras. Palestrante. Cantora e compositora. Mestranda em Teologia Histórica e em Ciências Sociais da Religião. Autora dos livros Redescobrindo o Ser Ético: http://migre.me/exvRM Reflexões Teológicas Vol. 1: http://migre.me/exw2i Contatos: monika@vivos.com.br
Lido 15960 vezes, 47 votos positivos e 5 votos negativos.   
E-mail: monika@vivos.com.br
Visite o Site do autor

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS