O QUE É TRAIÇÃO? - Edite Spiess Psicoterapeuta Holística | Artigos do Clube
 
Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

O QUE É TRAIÇÃO?

por Edite Spiess Psicoterapeuta Holística - edites3@gmail.com

Em meu consultório, recebo inúmeras pacientes, com diversos problemas, mas que se forem resumidos, terminam sempre em um único problema “AMOR”.
Mulheres deprimidas, agressivas, revoltadas com sua sorte e normalmente; sem coragem de tomar uma atitude para reverter a sua situação conjugal.

A falta de uma relação sexual plena é o ponto preponderante da falta de amor.
Todas, sentem-se rejeitadas e correm em busca de Terapias e tratamentos estéticos, julgando estarem feias, gordas, sem atrativos e no fundo, estão assumindo para si a culpa do fracasso da relação, como se estes fatores, fossem a causa do esfriamento da relação.

Ao entrar neste tema, e trazer à tona este grande problema, que parece atingir 100% das mulheres, casadas ou não, estou tentando lembrar que o medo que elas sentem está intrincicamente ligado à traição. Porém me pergunto: “a traição é somente a busca de um novo relacionamento paralelo ou esta tão temida traição já existe a partir do próprio desinteresse na relação?”

Traição para mim, tem um aspecto muito mais amplo, do que uma simples aventura extra-conjugal.
Traímos em pensamentos, atos, mentiras, omissões, ausências, desinteresse com a vida, as necessidades e os sentimentos do(a) parceiro(a).
Com plena autorização de minha paciente, relato aqui, uma TRAIÇÃO, muito mais séria, com graves conseqüências familiares e psicológicas, que deixo aqui como reflexão para todas as mulheres que julgam-se traídas, ou temem a traição.

Sonia(codinome), entrou em meu consultório sem hora marcada e com o rosto totalmente deformado de tanto chorar e por trás dos óculos escuros, as lágrimas continuavam rolando sem parar.
Já se passara 4 anos, de uma grave depressão, que havia derrubado minha paciente no leito,fazendo com que dormisse noite e dia, sem comer, sem cuidar sequer da higiene pessoal.Tratei-a com Florais de Bach, Cromoterapia e alinhamento dos chackras e em cerca de 6 meses, vi resplandescer, uma nova mulher.
Obstinada em seu tratamento, manteve sempre uma freqüência de manutenção, embora já tivesse tido alta.
De repente, vê-la neste estado deplorável, chocou-me profundamente, pois ela não estava com depressão nem qualquer outro problema de ordem emocional ou psicológica.
Conversamos por muito tempo entre seus soluços e crises de choro doído e ela relatou-me o que havia motivado tal desequilíbrio.

Com uma relação conjugal de cerca de 27 anos, com dois filhos adolescentes, embora não sendo feliz no casamento, sempre conseguiu driblar a falta de sexo, de carinho e de cumplicidade do marido, com muito esforço sim; mas como uma Guerreira e agora, estava diante de mim, como uma criança, fragilizada e sem saber o que fazer.

Contou-me que nos anos que viveu sem ser casada, seu atual marido, fez vários comentários sobre um menino, que ele dizia ser seu filho, de uma relação com uma mulher casada com um amigo dele. Porém, ela sempre teve dúvida desta paternidade, por ele não ter registrado a criança e nem mesmo depois da morte da mãe do menino, ele nada fez para ter o menino em sua companhia e permitiu que o seu amigo continuasse criando a criança, sem nunca tocarem no assunto de homem para homem.

Muitos anos depois, ele também apareceu com uma moça, de cerca de 18 anos, sem avisa-la, e apresentou para a família e amigos dele, como sua filha.
Obrigou-a a conviver com ela e embora com inúmeras brigas ela aceitou e meses depois eles casaram-se realmente.
Quando o seu primeiro filho já estava com 6 meses, ela teve uma doença e foi dado a ela, 6 meses de vida.
Com toda a calma de alguém que sabe que vai morrer e nada pode fazer, ela pediu que ele contasse a verdade sobre a moça e só aí, ele negou a paternidade e ela desapareceu, sem que nunca minha paciente tivesse a certeza de nada deste fato.

Agora, ela estava diante de mim,relatando que seu marido, havia falado e encontrado às escondidas com esse filho, que agora com cerca de 30 anos, havia retornado do nada, pedindo a convivência e querendo a certeza de sua paternidade( a qual foi confirmada pelo marido).
Ele, que nesses 27 anos nunca havia confirmado nada, estava diante dela, exigindo a aceitação do filho, da família deste, e a convivência com seus dois filhos adolescentes, que de nada sabiam.
Seu marido, nada havia trazido para o casamento e todos os bens do casal, vinham da família dela, que de direito, seriam dos seus dois filhos e agora, aparecia alguém, a quem ele abandonou durante uma vida inteira, a pleitear, direitos de convivência familiar e de colocar a par os seus filhos, da existência de um suposto irmão, do qual eles nunca ouviram falar.
Sob forte pressão, o marido contou para os filhos da existência deste novo membro da família, o que causou um imenso desequilíbrio nos adolescentes e muita revolta, deixando-os sem chão e sem saber como agir.
A agressividade dos meninos explodiu em crises nervosas, agressividade mútua,doença e o casal está à beira de uma separação.

Retornamos nosso tratamento e agora com cerca de 2 semanas depois, ela já encontra-se mais fortalecida e até já foi procurar seus direitos com a advogada.
Minha paciente, nega-se a aceitar esta nova situação, pois acha que o crime de seu marido, foi ter abandonado o filho (caso seja mesmo dele), na infância e na perda da mãe, e não se acha responsável para dividir com ele o crime da omissão e tampouco aceitar a sua TRAIÇÃO TRIPLA: ao filho, à ela e aos filhos de ambos.
Sei que ela se recuperará plenamente, pois é uma pessoa forte, lutadora e principalmente, acredita e segue a risca todo o tratamento, sem se deixar abater com a desesperança, porém,
este relato, têm por finalidade, alertar, que a TRAIÇÃO, não está somente ligada a um ato sexual ocasional ou constante, pois a pior TRAIÇÃO e esta, que trai a sua confiança, os seus sentimentos, a união de um casal e à VERDADE!

Com a autorização de minha paciente, deixo um canal aberto de discussão sobre o tema e o problema de Sonia.
Todas as pessoas que tiverem interesse em opinar, aconselhar, ou que estejam na mesma situação, poderão entrar em contato com nosso e-mail e deixar a sua mensagem.

Façam também, uma avaliação da palavra “TRAIÇÃO”.



por Edite Spiess Psicoterapeuta Holística   
Psicoterapia Holística Consultas com 1h de atendimento. Terapeuta em Florais de Bach,Magnetoterapia,Auriculo,Reflexologia,Cristalterapia e Cromoterapia, Numeróloga,Oráculos (on line) Cartas Ciganas, Tarô, Runas e Cromoterapia nominal, residencial e para sinastria. CURSOS ON LINE COM CERTIFICADO E RECONHECIMENTO DO SINDICATO DOS TERAPEUTAS.
Lido 6421 vezes, 43 votos positivos e 2 votos negativos.   
E-mail: edites3@gmail.com
Visite o Site do autor

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS