Esqueci a senha
 

 
Bookmark and Share

Os Caminhos para a Recuperação de Doenças Auto-Imunes - Parte 1

por Vera Bassoi - verabassoi@gmail.com

Estou escrevendo este artigo atendendo aos vários apelos vindos daqueles que leram os dois artigos anteriores, cujo título é “Doença Auto-Imune. O que é isso?” (Parte 1 e Parte 2). Recebi inúmeros pedidos de socorro e, portanto, sinto-me na obrigação de contribuir mostrando a luz no fundo do túnel.
Aos leitores que ainda não tiveram a oportunidade de ler os artigos citados, sugiro que, antes, tomem conhecimento daqueles para que possam assimilar melhor o conteúdo deste. Então, vamos lá...

Os mesmos caminhos usados pelos sentimentos (emoções) para se expressarem, e que podem conduzir ao aparecimento de doenças auto-imunes, podem e devem também ser usados para restabelecer a saúde. No quadro abaixo, vemos como a mente e o corpo podem interagir para criar saúde. Temos uma explicação que começa no domínio psicológico:



1. A Intervenção ou Ajuda Psicológica
O primeiro passo para a cura será tomar consciência do que pode estar nos afetando. A maioria de nós não sente a necessidade de estar atento às coisas que nos afetam, quando tudo está indo bem. A vida torna-se uma espécie de piloto automático que vai nos levando, até que...a doença ou a infelicidade sobrevém e nos sentimos esmagados, mergulhados em um mar indiferenciado de acontecimentos e emoções.

Há que se deixar de lado o orgulho e a vaidade e reconhecer que somos frágeis e precisamos de ajuda. Precisamos de médicos sim, mas, com certeza, precisamos de alguém que nos mostre o caminho de volta para a nossa essência – o caminho do Autoconhecimento. Cuidar de si mesmo é o primeiro de todos os cuidados. Só nós mesmos seremos os nossos verdadeiros curadores, porém dificilmente conseguiremos fazer essa caminhada sozinhos. Necessitamos da intervenção ou ajuda de um profissional na área.
O papel do psicoterapeuta, em direção à recuperação da saúde, é ajudar os doentes a fortalecer as suas convicções de que o tratamento é eficiente e que as defesas do seu corpo são poderosíssimas. Em seguida, deverá colaborar para que o doente aprenda a lidar, de maneira mais eficiente, com o estresse na vida cotidiana, sem se deixar contaminar pelo negativismo. E para que as pessoas passem a acreditar que podem resolver os problemas que surjam, para que acreditem que podem lidar com eles de forma tal que não se deixem dominar ou se sentir vencidos, é muito importante que haja uma mudança, seja na percepção que elas têm de si mesmas, seja na percepção dos próprios problemas que têm que ser vistos sob outra ótica.

2. Esperança e Vontade de Viver
O resultado das crenças dos pacientes em relação às suas possibilidades de recuperação, adicionado a uma "redecisão" quanto aos problemas que enfrentam, é uma abordagem de vida que inclui a Esperança e a Vontade de Viver. A Esperança provém da Fé. Refiro-me à Fé no sentido amplo, ou seja, a certeza de que há uma “Força Maior” que nos guia e não nos abandona jamais, pois a nossa essência, a nossa alma, é parte Dela e Ela está em nós. Todos somos seres divinos, somos fagulhas ou centelhas do mesmo “Fogo Sagrado” ou da mesma “Luz Criadora”.
Quero dizer também que é preciso ter Fé em si próprio, acreditar que se é capaz de realizar as transformações necessárias nas suas emoções, na sua mente e no seu espírito. É preciso deixar de se sentir vítima e tomar as rédeas de sua própria vida, melhorando, dessa forma, a sua auto-estima. É necessário, também, readquirir a Fé na humanidade, desenvolvendo a compaixão e o Amor Incondicional, pois aquele que fica fechado em si mesmo perde a visão do Todo. É imprescindível voltar a sentir Vontade de Viver. O re-equilíbrio vem de dentro para fora, ou seja, da alma para a mente, da mente para as emoções, das emoções para o físico. Só assim se alcança a saúde no corpo.

3. Sistema Límbico
Os sentimentos alterados de Esperança e de Vontade de Viver ficam registrados no sistema límbico, da mesma maneira como antes estavam os antigos sentimentos de desesperança e de desespero. Haverá uma mudança significativa nessa parte do cérebro.

4. Atividade Hipotalâmica
Uma vez que esses novos sentimentos estejam registrados no sistema límbico, as mensagens são enviadas ao hipotálamo, refletindo o sistema emocional alterado - um novo estado que inclui uma Vontade maior de Viver. O hipotálamo envia à glândula pituitária as mensagens que refletem esse novo estado emocional.

5. Sistema Imunológico
O hipotálamo, por sua vez, inverte a supressão do sistema imunológico, para que as defesas do corpo sejam, mais uma vez, mobilizadas contra as células anormais (enlouquecidas pelo estresse e por emoções negativas).

6. Atividade da Pituitária
A glândula pituitária, ao receber as mensagens do hipotálamo, as envia para o resto do sistema endócrino.

7. Sistema Endócrino
Trata de restabelecer o equilíbrio hormonal.

8. Redução das Células Anormais
Com o equilíbrio hormonal restabelecido, o corpo pára de produzir grandes quantidades de células anormais, deixando um número menor para que o tratamento, ou as defesas recuperadas do corpo, se encarregue delas.

9. Regressão dos Sintomas
O funcionamento normal do sistema imunológico e a diminuição da produção das células anormais criam condições propícias para que a doença regrida. As células anormais que restam podem ser destruídas pelo tratamento ou pelas defesas naturais do corpo.
Pela minha experiência, as pessoas que participaram de sua própria recuperação adquiriram forças de que não dispunham antes da doença. A partir do processo de ter que enfrentar uma doença terrível, fazer face a problemas existenciais importantes e aprender mais sobre o seu poder de recuperar a própria saúde, as pessoas recuperam não somente a saúde, mas também um senso de força e controle das suas vidas, que nunca perceberam antes de ser diagnosticada a doença.

(Por favor, caro leitor, não deixe de ler a continuação deste artigo clicando aqui, pois dicas importantíssimas ali estão para você ou para aqueles que você ama e que estejam precisando de ajuda.)

Escrito por Vera Bassoi
Psicoterapeuta, Psicanalista Transpessoal e Pós-Graduada em Psicossomática.
Com formação em Constelações Sistêmicas e em ENEAGRAMA.
Criadora do curso-terapêutico "As Chaves para o Autoconhecimento", o qual já está
no seu décimo primeiro ano.
Atendendo a um chamado espiritual iniciou, em maio de 2005, sua mais recente
criação: "OFICINA PARA A PAZ INTERIOR", cujas informações estão neste mesmo site, dentro de "Eventos", na página de Vera Bassoi. Aqueles que estiverem interessados em levar essa oficina para a sua comunidade, é só entrar em contato através do e-mail veramunizbassoi@terra.com.br




por Vera Bassoi   
Formada em Sociologia, Ciências Naturais, Psicologia Transpessoal, Psicanálise e especialista em Psicossomática. Desde 1971 é professora universitária e de pós-graduação. Ministra cursos de Constelações Familiares, de Autodesenvolvimento e compõe músicas de efeitos terapêuticos, tendo lançado o CD Sons da Alma no ano de 2010, à venda aqui.
Lido 10142 vezes, 92 votos positivos e 0 votos negativos.   
E-mail: verabassoi@gmail.com
Visite o Site do autor

Gostou deste Artigo?
Sim Não    
Imprimir
este Artigo
Enviar para
um amigo
Outros Artigos
deste autor


© Copyright 2000-2014 SOMOS TODOS UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PRINCIPAL ARTIGOS
LOGAR PRODUTOS
ASSINAR SERVIÇOS
PARTICIPANTES EVENTOS