Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade


Páscoa é Passagem

Páscoa é Passagem

O Sol, a Terra, a Lua são realidades cósmicas nas quais vivemos, dependemos e somos influenciados. O Sol, com sua luz e calor, traz vida; a mãe Terra nos abriga e nos sustenta; a Lua, com seus movimentos, também exerce seu papel. Entre os povos primitivos e, mesmo hoje, estas realidades são marcos de referências. No Antigo Testamento, sobretudo, é de suma importância o conhecimento do papel que cada uma destas realidades desempenha. A festa da Páscoa, uma das festas em Israel de origem agrícola, nômade-pastoril, obedece aos movimentos, principalmente da Lua.

A Páscoa teve vários momentos. Sua origem está ligada aos povos primitivos, que se ocupavam com o cuidado da terra e dos rebanhos. É, portanto, uma festa pastoril, de origem nômade. Era uma festa primaveril, celebrada na passagem do inverno para a primavera. Era uma festa de muita alegria porque a natureza, morta pelos rigores da estação do inverno, se fazia verdejante, cheia de vida, com as condições climáticas da nova estação do ano, a primavera.

O ritual consistia no seguinte: os pastores de tribos nômades, no início da primavera ofereciam um cordeiro do rebanho em sacrifício com a finalidade de obter da divindade a proteção do rebanho. Era um ritual religioso familiar e tribal, sem nenhuma ligação com a classe sacerdotal ou com o templo. O sangue do animal sacrificado era aspergido sobre o cordame das tendas dos pastores para evitar (desviar, exorcizar) a influência dos espíritos malignos. Depois comiam a carne assada ao fogo. Esse sacrifício do cordeiro era celebrado no início da primavera, isto é, na primeira lua cheia da primavera. Os pastores ofereciam um cordeiro e os agricultores ofereciam frutos da terra. Essa influência permanece até hoje.
Na Europa, a Páscoa é marcada e celebrada no domingo seguinte à primeira Lua da primavera. Aqui no Brasil, acontece no primeiro domingo após a primeira lua cheia de outono. A partir da data da Páscoa se marcam as outras festas: carnaval, Pentecostes, Corpus Christi. Por isso não são festas fixas, como, por exemplo, o Natal, que é sempre em 25 de dezembro.

A esta festa pastoril-nômade e agrícola foi conferido um significado novo pelo povo hebreu. Isso por ocasião de sua libertação da escravidão do Egito. O povo escolhido passou a celebrar a Páscoa, não mais como passagem da natureza morta (pelo inverno) para a vida nova (a primavera), mas como passagem sua da escravidão no Egito, para a liberdade na Terra Prometida. O rito praticamente era o mesmo. O que mudava era o significado. Isso podemos conferir em Ex 12,1-27, onde temos a instituição da Páscoa com seu novo sentido, dado por Moisés: Páscoa é libertação.

Convém destacar que a Páscoa não teve seu começo no momento da saída do Egito. O fato do êxodo do Egito coincide com a celebração do cordeiro entre os nômades. O que ocorreu foi um novo sentido dado a essa festa já existente.

Assim era a Páscoa entre os Judeus. E no Cristianismo, como é vista? Qual o sentido que lhe é dado? Com Jesus de Nazaré, o Cristo, a Páscoa ganha um novo sentido: passagem da morte para a vida, novamente, mas marcada pela Ressurreição gloriosa. É a vitória da vida. A esperança venceu o medo da morte. A confiança e a esperança que muitos haviam depositado em Jesus pareciam ter sido frustradas. Deixara-se matar. O desânimo foi total. A morte parecia vitoriosa. Mas que alegria quando chegou o dia da Páscoa entre os judeus: Jesus Ressuscitou. Passou pelo vale da morte e deu vitória e sentido pleno à vida.

Realizamos nossa Páscoa, hoje, passando do egoísmo para a solidariedade; do ódio para o amor. Passagem da desinformação e da culpa, para uma realidade de autoconhecimento, de autoconsciência e de libertação da culpa. O autoconhecimento dá acesso à alma e nos aproxima de Deus. Em Jesus, Deus se fez homem para que o homem se eleve à condição de Filho de Deus.

Feliz Páscoa!

Henrique Pagnoncelli
henrique@atlanteonline.com.br

Publicado em:
Compartilhe



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor.
O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 18 – KU – A REAÇÃO
Agora é o momento certo para deixar de hesitar e agir. Energia e boa vontade são indispensáveis.


energia
Runas: Raidho
Analise novas oportunidades, mudanças para melhor.


17
Numerologia: Finanças
Dia de disciplinar, organizar, estabelecer planos, ser prudente e enxergar longe. Procure progresso e o atrairá, esteja alerta para possibilidades de ganhos, pois as oportunidades surgirão.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Previsões das Runas pra 2018
2. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
3. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
4. O que significa ter sonhos repetidos?
5. 3 sinais de que ele não está a fim de você de verdade!
6. Limão para tratar o Sistema Digestivo
7. Quais os efeitos de Saturno nas Casas Astrológicas?
8. O Limão na Gravidez e Amamentação


 
Voltar ao Topo
Siga-nos
Facebook Twitter Instagram Gogole Plus Youtube
Somos Todos Um é um parceiro do iG Delas
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade