Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade


Páscoa é Passagem

Páscoa é Passagem

O Sol, a Terra, a Lua são realidades cósmicas nas quais vivemos, dependemos e somos influenciados. O Sol, com sua luz e calor, traz vida; a mãe Terra nos abriga e nos sustenta; a Lua, com seus movimentos, também exerce seu papel. Entre os povos primitivos e, mesmo hoje, estas realidades são marcos de referências. No Antigo Testamento, sobretudo, é de suma importância o conhecimento do papel que cada uma destas realidades desempenha. A festa da Páscoa, uma das festas em Israel de origem agrícola, nômade-pastoril, obedece aos movimentos, principalmente da Lua.

A Páscoa teve vários momentos. Sua origem está ligada aos povos primitivos, que se ocupavam com o cuidado da terra e dos rebanhos. É, portanto, uma festa pastoril, de origem nômade. Era uma festa primaveril, celebrada na passagem do inverno para a primavera. Era uma festa de muita alegria porque a natureza, morta pelos rigores da estação do inverno, se fazia verdejante, cheia de vida, com as condições climáticas da nova estação do ano, a primavera.

O ritual consistia no seguinte: os pastores de tribos nômades, no início da primavera ofereciam um cordeiro do rebanho em sacrifício com a finalidade de obter da divindade a proteção do rebanho. Era um ritual religioso familiar e tribal, sem nenhuma ligação com a classe sacerdotal ou com o templo. O sangue do animal sacrificado era aspergido sobre o cordame das tendas dos pastores para evitar (desviar, exorcizar) a influência dos espíritos malignos. Depois comiam a carne assada ao fogo. Esse sacrifício do cordeiro era celebrado no início da primavera, isto é, na primeira lua cheia da primavera. Os pastores ofereciam um cordeiro e os agricultores ofereciam frutos da terra. Essa influência permanece até hoje.
Na Europa, a Páscoa é marcada e celebrada no domingo seguinte à primeira Lua da primavera. Aqui no Brasil, acontece no primeiro domingo após a primeira lua cheia de outono. A partir da data da Páscoa se marcam as outras festas: carnaval, Pentecostes, Corpus Christi. Por isso não são festas fixas, como, por exemplo, o Natal, que é sempre em 25 de dezembro.

A esta festa pastoril-nômade e agrícola foi conferido um significado novo pelo povo hebreu. Isso por ocasião de sua libertação da escravidão do Egito. O povo escolhido passou a celebrar a Páscoa, não mais como passagem da natureza morta (pelo inverno) para a vida nova (a primavera), mas como passagem sua da escravidão no Egito, para a liberdade na Terra Prometida. O rito praticamente era o mesmo. O que mudava era o significado. Isso podemos conferir em Ex 12,1-27, onde temos a instituição da Páscoa com seu novo sentido, dado por Moisés: Páscoa é libertação.

Convém destacar que a Páscoa não teve seu começo no momento da saída do Egito. O fato do êxodo do Egito coincide com a celebração do cordeiro entre os nômades. O que ocorreu foi um novo sentido dado a essa festa já existente.

Assim era a Páscoa entre os Judeus. E no Cristianismo, como é vista? Qual o sentido que lhe é dado? Com Jesus de Nazaré, o Cristo, a Páscoa ganha um novo sentido: passagem da morte para a vida, novamente, mas marcada pela Ressurreição gloriosa. É a vitória da vida. A esperança venceu o medo da morte. A confiança e a esperança que muitos haviam depositado em Jesus pareciam ter sido frustradas. Deixara-se matar. O desânimo foi total. A morte parecia vitoriosa. Mas que alegria quando chegou o dia da Páscoa entre os judeus: Jesus Ressuscitou. Passou pelo vale da morte e deu vitória e sentido pleno à vida.

Realizamos nossa Páscoa, hoje, passando do egoísmo para a solidariedade; do ódio para o amor. Passagem da desinformação e da culpa, para uma realidade de autoconhecimento, de autoconsciência e de libertação da culpa. O autoconhecimento dá acesso à alma e nos aproxima de Deus. Em Jesus, Deus se fez homem para que o homem se eleve à condição de Filho de Deus.

Feliz Páscoa!

Henrique Pagnoncelli
henrique@atlanteonline.com.br

Publicado em:
Compartilhe





As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor.
O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 31 – HSIEN – A INFLUÊNCIA
Momento de harmonia em que todas as forças do Universo participam do mesmo impulso de atração. É bom manter-se aberto e disponível para dar e receber.


energia
Runas: Odim
Dia para meditar. Autotransformação e evolução.


29
Numerologia: Receptividade
O dia hoje é para acordos. Desculpe-se se for necessário, mantenha a mente voltada para a solução de pequenos desentendimentos. Pratique a conciliação.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Relacionamento, amor e sexo
2. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
3. Aceitar o que é
4. 3 dicas infalíveis para atrair homens que te levem a sério!
5. Dias de iniciação - Momentos especiais da alma
6. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
7. Limão para tratar o Sistema Digestivo
8. As 70 palavras mágicas que começam com P - Parte 2

Faça parte do PDA

 
Voltar ao Topo
Siga-nos
Facebook Twitter Instagram Gogole Plus Youtube
Somos Todos Um é um parceiro do iG Delas
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade