Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade


Você já parou para pensar sobre seu relacionamento?  
Home > Psicologia

Você já parou para pensar sobre seu relacionamento?

por Rosemeire Zago


Uma das queixas mais comuns que recebo no consultório é a insatisfação no relacionamento amoroso. E uma das causas mais frequentes pela separação é a falta de diálogo! Você já parou para pensar como se sente nesse relacionamento? O que mais dificulta para mantermos o equilíbrio emocional é quando o coração não vai bem. Ou seja, quando a relação afetiva deixa a desejar.

Parece que quando amamos, nos deixamos de lado e só enxergamos o ser amado, como se o outro fosse extensão de nossa própria vida. Fazemos de tudo para agradá-lo e ainda assim, parece que nunca conseguimos. Mas se isso acontece com você, algo está muito errado! Todo mundo deseja ter uma pessoa inteira ao lado, com interesses e vida própria. Em que momento você se deixou de lado?
A insatisfação no relacionamento pode ter várias causas, mas para identificá-las é preciso muita coragem para olhar para aquilo que tem nos feito mal e que muitas vezes por medo do que pode ser identificado, fugimos como se nada estivesse acontecendo. Será que você está fugindo do que sente?

E como fugimos? Pode ser trabalhando mais, comendo mais, nos envolvendo com outra pessoa, e o mais comum, é nos abandonando! Nesse círculo vicioso fazemos de tudo para evitar pensar, e principalmente, sentir. Assim, vamos nos machucando cada vez mais, acumulando mágoas e ressentimentos, sentindo como se não fôssemos dignos de sermos amadas. Mas será que tem que ser sempre assim? Não, com certeza não!

A falta de diálogo com o companheiro é uma das causas mais comuns de conflitos e o caminho mais certo para uma separação. Mas se você não deseja que isso aconteça é possível identificar o que não vai bem, ter uma boa conversa e acertarem os pontos. Porém, se não consegue conversar nem consigo mesmo, como irá querer se comunicar com o outro? Algumas pessoas chegam ao máximo de não conversarem nem sobre suas dificuldades sexuais. Como podem fazer amor se não podem falar sobre o assunto?

A falta de cuidado com o outro, com a relação, não conseguindo perceber as necessidades dele, também é um fator de desgaste no relacionamento, que acaba sendo consumido pela rotina do dia a dia. 
Abaixo estão outras causas que podem interferir na sua relação. Procure identificá-las se existem no seu relacionamento.
Os 23 inimigos do casamento

- Medo;
- Insegurança, baixa autoestima;
- Carência afetiva devido a necessidades emocionais não identificadas;
- Conflitos internos que refletem na relação;
- Falta de romantismo, carinho, atenção, admiração e cuidado com o outro;
- Falta de confiança, diálogo, comunicação;
- Falta constante de demonstração de amor e reconhecimento;
- Dependência financeira;
- Falta de desejo, atração;
- Desinteresse pelo que o outro diz, faz ou sente; 
- Brigas crônicas (repetitiva e sem gerar mudança); 
- Ciúme sem motivo e desproporcional;
- Interferência familiar;
- Agressividade;
- Inveja, competição;
- Traição;
- Desprezo;
- Indiferença;
- Rotina;
- Mentira;
- Egoísmo;
- Crises financeiras;
- Falta de amor.

Diante dessa lista, você pode começar a analisar e identificar possíveis causas que estão corroendo seu relacionamento. Uma causa muito comum para que um relacionamento não seja saudável ou dê certo é a falta de autoconhecimento. Se você não se conhece como pode conhecer o outro? Quase todos os itens da lista acima podem ser evitados quando você tem autoconhecimento. Você pode começar tendo um diálogo consigo mesma, para isso sugiro algumas perguntas para sua reflexão:

- Se há brigas, quais são os motivos? São sempre os mesmos?
- Se não há brigas, mas há o silêncio, a indiferença, o que pode estar por trás disso?
- Como você tem alimentado sua relação? 
- O que você têm feito para a construção da relação?
- Você conversa com seu companheiro sobre seus sentimentos? 
- Seu companheiro se interessa pelo que você faz, e principalmente pelo que você sente?
- Você se interessa pelo que ele faz e pelo que ele sente?
- Seus sentimentos são respeitados e considerados importantes por ele? E você, respeita os sentimentos dele?
- O que você sente quando está ao lado dele? Quais são os sentimentos que o outro te desperta?
- Já percebeu se seu parceiro desperta em você sentimentos parecidos com aqueles que seu pai e/ou sua mãe a faziam sentir? Ou se ele repete alguns comportamentos parecidos com o de seus pais?
- Você se sente ouvida? E ouve o que o outro lhe diz?
- Pense em como você gostaria que fosse sua relação afetiva. Agora compare como está atualmente.

Responda essas perguntas com toda sinceridade e depois reflita sobre as respostas. Pode ser que elas o ajudem a identificar as causas dos desentendimentos e de sua tristeza. 
Com tudo isso claro em sua mente, procure seu companheiro para uma conversa franca e redefinam pontos importantes, onde os dois possam ouvir e perceber as necessidades do outro, tanto como as suas próprias. É preciso investir sempre, fazendo algo que surpreenda e deixe o outro feliz e isso só você mesmo poderá saber por onde começar!

Lembre-se: "Há três possibilidades de mudança na relação: o eu, o outro, a relação. A única que depende exclusivamente de você é o eu! O outro depende dele. E a relação dos dois".



Compartilhe

Rosemeire Zago é psicóloga clínica CRP 06/36.933-0, com abordagem junguiana e especialização em Psicossomática. Estudiosa de Alice Miller e Jung, aprofundou-se no ensaio: `A Psicologia do Arquétipo da Criança Interior´ - 1940.
A base de seu trabalho no atendimento individual de adultos é o resgate da autoestima e amor-próprio, com experiência no processo de reencontrar e cuidar da criança que foi vítima de abuso físico, psicológico e/ou sexual, e ainda hoje contamina a vida do adulto com suas dores.
Visite seu Site e minha Fan page no Facebook.
Email: r.zago@uol.com.br
Visite o Site do Autor

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.
 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 42 – I – AUMENTO
Momento de crescimento, que significa melhora não só no aspecto material mas também no espiritual. Ele acontece quando as ações e, acima de tudo, os sacrifícios são feitos em favor dos outros.


energia
Runas: Eihwas
50% já está conquistado, o resto e com você. Aja!


22
Numerologia: Idealismo
Dia para dedicar-se a obras que beneficiem todos ao seu redor. As atitudes devem ser abrangentes enfocando grupos de pessoas. Mantenha os pés firmes no chão e aja de forma a melhorar as coisas para os outros.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Qual o significado dos 40 dias da Quaresma?
2. Você sabe como funciona a Lei do Carma?
3. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
4. O apego aos pensamentos
5. Pode ser amor, mesmo quando parece que não!
6. O Limão na Gravidez e Amamentação
7. Limão para tratar o Sistema Digestivo
8. Relato de um amigo que se foi

Faça parte do PDA

 
Voltar ao Topo
Siga-nos
Facebook Twitter Instagram Gogole Plus Youtube
Somos Todos Um é um parceiro do iG Delas
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade