Somos Todos UM - HOME
O seu Portal de Autoconhecimento e Espiritualidade


Como reconquistar um amor perdido!  
Home > Almas Gêmeas

Como reconquistar um amor perdido!

por Rosana Braga


Seu relacionamento terminou e você não se conforma? Talvez tenha cometido algum erro e o outro não a perdoou? Ou talvez tenha sido o outro mesmo a errar e ir embora, mas ainda assim você quer mais uma chance?

Tem a impressão de que nunca mais vai amar alguém como amou essa pessoa que foi embora? Quer reconquistá-la? Quer começar de novo e, desta vez, fazer diferente, fazer melhor? Sua sensação é de que esta história não acabou?

Em primeiro lugar, procure se dar conta de que uma relação não acaba da noite para o dia. Certamente, vários pequenos (ou até grandes) sinais mostravam que algo não ia bem. E vocês foram levando, disfarçando, adiando decisões, pulando conversas e apostando que a história se resolveria sozinha.

Quando acordaram, estavam assim: separados. O outro não quer mais e foi embora. Tudo terminado. E daí, bateu o desespero, o medo, o vazio. Talvez algum arrependimento ou, pior, aquela sensação de realmente não entender por que tinha de ser assim, tão radical, já que você ainda ama. Ou pensa que ama.

Enfim, mergulhado na mais terrível e insana dor --a do abandono-- você perde a noção da realidade. Em vez de respirar, procurar um amigo, desabafar, dar tempo ao tempo e confiar na sabedoria do Universo, você enlouquece na tentativa de fazer o outro rever sua decisão e voltar. Quer retomar de onde pararam ou refazer a história, custe o que custar. Só que não percebe que essa dinâmica pode lhe custar muito mais caro do que você imagina ou pode pagar.

Então, sugiro que você observe alguns importantes detalhes deste cenário de dor. Reflita sobre eles e, com mais clareza e consciência, descubra o que fazer, como fazer, por que fazer e, sobretudo, se vale mesmo a pena fazer.

Em seguida, inclusive pra conseguir enxergar melhor tudo o que aconteceu até agora, pegue uma folha de papel e uma caneta e comece a desenhar um mapa desse relacionamento, independentemente do tempo que ele durou.

Se aconteceu algo específico para que se desse a ruptura, divida o papel em "AA" e "DA", ou seja, antes do tal acontecimento que sucumbiu na separação de vocês e depois do acontecimento. E escreva como era a relação. Você também pode dividir o antes e o depois em duas partes: de um lado, escreva o que era bom e do outro, escreva o que te deixava insatisfeito nas duas fases.

Tente ser o mais fiel e equilibrado possível na descrição. Lembre-se de que o fato de estar sofrendo pela perda dessa pessoa, faz com que você tenda a aumentar as lembranças boas e esquecer ou diminuir as ruins. Não engane a si mesmo. Não jogue fora a chance que a vida está lhe dando de aprender com tudo isso e poder fazer uma escolha que realmente tem a ver com o que você deseja para sua vida.

Ao final, reveja o que escreveu, faça os ajustes necessários e guarde o papel por três noites seguidas. Durante esses dias, não tente uma reaproximação. Não mande mensagens, nem telefone. É o seu tempo. Tempo de despertar para a sua verdade. Na manhã do quarto dia, releia tudo o que escreveu com muita calma, num lugar tranquilo, e tome a sua decisão!

Sabendo que não existem relações e nem pessoas perfeitas, e considerando que a medida certa é aquela que vai de encontro com os seus desejos mais profundos e com os seus valores sobre o que seja respeito, confiança e admiração, responda para si mesmo: vale a pena lutar por esse amor? É esse tipo de relacionamento que quero ter? É com uma pessoa assim, com esse caráter e essa personalidade, que quero passar os próximos anos de minha vida?

Se a resposta for sim, encha-se de amor próprio e consciência e faça o seu melhor! Mostre a ela por que acredita que merecem mais uma chance e conte sobre tudo o que está disposto a fazer para que vocês se entendam e esteja certo de que se ainda houver amor, dará certo. Se não der, é porque realmente não tinha de ser. Pelo menos não agora!

Mas se a resposta for não, então, aprenda o que tiver de aprender e siga em frente. A vida não pára até que seu coração esteja pronto pra recomeçar. Até porque é no exercício de viver que ele se refaz. Abra-se para o novo e, quando menos esperar, descobrirá que o melhor estava por vir.

Mais dicas? Acesse link



Compartilhe



foto
Rosana Braga é Especialista em Relacionamento e Autoestima, Autora de 9 livros sobre o tema. Psicóloga e Coach.
Busca através de seus artigos, ajudar pessoas a se sentirem verdadeiramente mais seguras e atraentes, além de mostrar que é possível viver relacionamentos maduros, saudáveis e prazerosos.
Acesse www.rosanabraga.com.br para mais conteúdos exclusivos!
Email: rosanabraga@rosanabraga.com.br
Visite o Site do Autor

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.
 
Energias para Hoje

energia
I-Ching: 55 – FENG – ABUNDÂNCIA
Dia favorável para realizar coisas importantes e úteis para si mesmo e para os outros. Aproveite o momento.


energia
Runas: Berkano
Fertilidade, crescimento de situações estagnadas.


27
Numerologia: Plenitude
Dia para concluir tudo que for possível e planejar metas futuras. Combata qualquer sensação de derrota e cultive o otimismo e a autoconfiança. Aja de boa vontade e não deixe que o dia termine antes de resolver conflitos.
 
 
Horóscopo da Semana
Áries Áries Libra Libra
Touro Touro Escorpião Escorpião
Gêmeos Gêmeos Sagitário Sagitário
Câncer Câncer Capricórnio Capricórnio
Leão Leão Aquário Aquário
Virgem Virgem Peixes Peixes
 

+ Lidos da Semana anterior
1. Como fazer um homem ficar obcecado por você...
2. Dicas para melhorar a Energia
3. Como saber quando alguém não está tão a fim de você!
4. 3 venenos extremamente perigosos para o amor!
5. A Oração do Perdão
6. Limão para tratar o Sistema Digestivo
7. As 70 palavras mágicas que começam com P - Parte 2
8. Sobre abuso emocional perverso


 
© Copyright 2000 - 2017 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade